Em 2017, EUA realizaram operação secreta para resgatar espião. Rússia e CIA negam

Light Brigading / Flickr

A Casa Branca, em Washington DC

Após Donald Trump ter discutido informação confidencial com o ministro dos Negócios Estrangeiros russo, os serviços secretos “recuperaram” um infiltrado que teria um acesso único ao Governo de Vladimir Putin, com receio de que o Presidente norte-americano colocasse ainda mais em risco o espião de topo.

Em 2017, os Estados Unidos levaram a cabo uma operação para retirar da Rússia um espião com acesso ao mais alto nível dentro do Governo do país. A missão secreta foi agora divulgada pela CNN, que cita várias fontes oficiais da administração Trump com conhecimento direto da missão.

De acordo com a notícia, a decisão justificou-se em parte pelas preocupações levantadas pela forma como o atual Presidente norte-americano e o seu Governo trataram informação classificada, contribuindo para a eventual exposição da fonte secreta em Moscovo.

A operação foi acelerada após uma reunião onde Donald Trump discutiu informações altamente confidenciais com o ministro dos Negócios Estrangeiros russo, Sergey Lavrov, e o então embaixador da Rússia nos EUA, Sergey Kislyak.

Em causa estavam dados fornecidos por Israel sobre o Daesh na Síria, mas, ainda assim, cresceram os receios quanto aos riscos envolvidos para a fonte secreta a operar no Kremlin, o que levou à preparação da missão, adianta o Expresso.

Brittany Bramell, diretora de comunicação da CIA, revelou é “simplesmente falsa” a ideia de que sejam tomadas decisões “de vida ou morte com base em outra coisa que não análises objetivas”. “A especulação equivocada de que a forma como o Presidente lida com a informação mais sensível da nação – à qual ele tem acesso todos os dias – conduziu à alegada operação de extração é imprecisa.”

Um porta-voz do secretário de Estado Mike Pompeo recusou comentar a notícia. Já a porta-voz da Casa Branca, Stephanie Grisham, afirmou que “os relatórios da CNN não são apenas incorretos, mas têm também o potencial para colocar vidas em perigo”.

O artigo da CNN refere que o receio quanto à segurança do operacional em causa existia já no final da administração Obama. A preocupação aumentou no início de 2017, também pela divulgação do relatório sobre a alegada interferência russa nas eleições de 2016, apontando o dedo ao Presidente Vladimir Putin.

De acordo com a CNN, Donald Trump foi previamente informado sobre a operação, que terminou com sucesso. Em relação aos detalhes sobre a missão ou sobre o paradeiro atual do espião, a CNN diz nada ter sido possível apurar.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Gelo a cair num buraco faz barulhos estranhos (e parece uma batalha de lasers)

Alguma vez pensou o que se ouve quando deixamos cair gelo num buraco gelado profundo? Já não precisamos de pensar mais - e já podemos ouvir. O vídeo do pedaço de gelo a cair num buraco …

Tribunal recusa exumar corpo. Rosa Grilo conhece sentença a 3 de março

A leitura do acórdão no processo do homicídio do triatleta ficou agendada, esta terça-feira, para o dia 3 de março. De acordo com o Diário de Notícias, a defesa de Rosa Grilo pediu a exumação do …

Revelados documentos que provam a investigação de OVNIs por parte do Pentágono

Documentos recentemente divulgados mostram que o Departamento de Defesa dos Estados Unidos (EUA) financiou estudos sobre Objetos Voadores Não Identificados (OVNI's), contradizendo declarações recentes do Pentágono. Em 2017, o New York Times revelou a existência de …

"Nem sei onde é Alcochete". Pinto da Costa ouvido como testemunha de Bruno de Carvalho

O presidente do FC Porto foi ouvido, esta terça-feira, como uma das testemunhas do ex-dirigente leonino no julgamento da invasão à academia do Sporting, em Alcochete, que está a decorrer no tribunal de Monsanto, em …

A nova obra de Bansky só durou dois dias

A nova obra do artista britânico Banksy, que apareceu na véspera do Dia dos Namorados em Bristol, foi coberta por um grafite cor-de-rosa dois dias depois. A imagem de uma menina a atirar flores vermelhas com uma …

Mais de cem médicos assinam carta a exigir fim da "tortura" de Assange

Mais de cem médicos assinaram uma carta, divulgada esta terça-feira, na qual pedem que o fundador do Wikileaks receba tratamento médico adequado.  Através de uma carta publicada, esta terça-feira, na revista científica The Lancet, mais de uma …

Espiões russos foram à Irlanda investigar cabos submarinos de Internet. Teme-se que os cortem

Esta segunda-feira, o mundo entrou em estado de alerta: agentes secretos da Rússia foram descobertos na Irlanda, numa missão para mapear a localização exata dos cabos submarinos que conectam a Europa à América do Norte. Não …

Telmo Correia eleito líder parlamentar do CDS-PP por unanimidade

O deputado foi eleito, esta terça-feira, presidente do Grupo Parlamentar do CDS-PP, sucedendo a Cecília Meireles, numa votação em que contou com os votos favoráveis dos restantes quatro eleitos centristas. O anúncio foi feito no Parlamento …

Site de genealogia "salva" homem preso há 15 anos por um crime que não cometeu

Ricky Davis é a primeira pessoa a ser libertada com recurso a testes modernos de ADN no estado da Califórnia e o segundo nos Estados Unidos. Ricky Davis tinha 20 anos quando Jane Hylton, de 54 …

Bolsonaro acusado de fazer insinuação sexual contra jornalista

O Presidente do Brasil foi acusado, esta terça-feira, de fazer uma insinuação de natureza sexual contra uma jornalista do jornal Folha de São Paulo. De acordo com o jornal Folha de São Paulo, a jornalista em …