“Huawei das infraestruturas” compra 23% da Mota-Engil por 169,4 milhões

(dr) Mota Engil

Edifício sede da Mota Engil no Porto

A construtora portuguesa Mota-Engil anuncia que chegou a acordo com a chinesa Communications Construction Company (CCCC) para a venda de 23% das suas acções por 169,4 milhões de euros. A CCCC é considerada a “Huawei das infraestruturas”.

Em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a Mota-Engil realça que chegou a um “acordo de parceria estratégica e de investimento” com a chinesa CCCC, referindo-se à empresa do oriente como “um dos maiores grupos de infraestruturas do mundo” que é também referido como a “Huawei das infraestruturas”.

A accionista Mota Gestão e Participações (MGP) vendeu à CCCC 55 milhões de acções a um preço de 3,08 euros por acção, como avança o Jornal Económico, notando que os chineses pagaram no total 169,4 milhões de euros.

“A efectividade do acordo está, porém, dependente da verificação de várias condições precedentes, de índole legal e contratual, entre as quais se incluem a aprovação ou o consentimento por parte de diversas Entidade Públicas e a confirmação por parte da CMVM de que o acordo e as operações nele previstas não impõem para a CCCC a obrigação de lançamento de uma oferta pública de aquisição”, refere ainda o comunicado da Mota-Engil.

A empresa portuguesa acrescenta que será convocado em breve uma Assembleia Geral “para autorizar o Conselho de Administração a aprovar o aumento de capital, nos termos e condições a decidir por este órgão no momento oportuno”.

Mota-Engil ganha contratos de 125 milhões no Peru

A Mota-Engil anunciou também que aumentou a sua carteira de encomendas no Peru, com a adjudicação de três novos contratos no valor de 125 milhões de euros.

Em comunicado, a construtora “informa sobre a adjudicação, à sua subsidiária Mota-Engil Peru, de três novos contratos por parte de uma importante empresa mineira privada a operar no Peru no montante total de 125 milhões de euros”.

Os trabalhos em causa correspondem à construção de um dique e gestão de águas, ao estudo e construção de um hospital, de acordo com a empresa, e terão início imediato e um prazo de conclusão de 33 meses.

A carteira de encomendas da empresa no Peru ascende agora a cerca de 150 milhões de euros, “suportando-se na parceria de longo prazo mantida com as principais empresas mineiras com actividade no Peru, o que potencia a recuperação do volume de negócios do grupo numa região especialmente afectada pela actual crise pandémica”.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

TAP a financiar-se sozinha já em 2022. Renegociação dos acordos arranca até abril

O ministro das Finanças, João Leão, considerou que a TAP deve conseguir financiar-se nos mercados já no próximo ano, dependendo isso da velocidade da retoma e da relação com os atuais investidores. "É importante que a …

Biden propõe estímulo de 1,9 mil milhões. Republicana promete processo de destituição após tomada de posse

O presidente eleito norte-americano Joe Biden pretende aplicar 1,9 mil milhões de dólares em medidas de aceleração da vacinação para a covid-19 e assistência financeira a indivíduos e empresas. Biden, cuja tomada de posse está marcada …

StayAway Covid só enviou 2.708 alertas de contágio. 60% já desinstalaram a app

Apenas 39% das quase três milhões de pessoas que instalaram a StayAway Covid é que a continuam a usar. A app só enviou 2.708 alertas de contágio. A StayAway Covid, a aplicação móvel criada para rastrear …

DGS define quais os cancros que não podem ficar por operar. Hospital de campanha fechado por falta de profissionais

Até ao final do mês os hospitais vão ter como foco a prestação de cuidados intensivos, podendo deixar de assegurar a atividade programada. A oncologia é uma área vital e os polos do Instituto Português …

"Vão fechar o Tozé". Mayan corta o cabelo (e alerta para dificuldades dos pequenos empresários)

O candidato presidencial Tiago Mayan Gonçalves foi esta quinta-feira cortar o cabelo a um barbeiro, no Porto, para alertar para as dificuldades decorrentes do encerramento desta atividade a partir de sexta-feira no âmbito do …

ERC cancela debates de Vitorino Silva com todos os candidatos no Porto Canal

A Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) cancelou os debates de Vitorino Silva com todos os candidatos presidenciais no Porto Canal, na sequência da queixa apresentada pelo PCP à Comissão Nacional de Eleições (CNE). Esta …

Bancos contestam lei da banca (mas Deco aplaude). Centeno admite ajustar medidas

O Banco de Portugal (BdP) quer alterar o Código da Atividade Bancária (CAB). Se por um lado, os bancos contestam algumas das normas, por outro, outras entidades, como a Deco, aplaudem as medidas. A consulta pública …

Mulher com covid-19 em coma e ventilada conseguiu o "milagre" de dar à luz

Em outubro de 2020, Elisângela Neves, de 31 anos, foi infetada com covid-19 quase morreu. A mulher estava grávida de 27 semanas, mas precisou de ser ventilada e ligada a uma máquina que respirou por …

Mais de 95% dos vacinados do São João apresentaram anticorpos em 15 dias

Entre 95 a 97% dos profissionais de saúde vacinados contra a covid-19 no Hospital de São João, no Porto, apresentaram, 15 dias após a primeira toma, anticorpos que conduzem à imunidade, revelou esta quinta-feira o …

É mais "um conjunto de meias medidas". Governo criticado por manter escolas e universidades abertas

As novas medidas tomadas pelo Conselho de Ministros para controlar a pandemia de covid-19 entraram esta sexta-feira em vigor. No entanto, as exceções decididas pelo Governo relativamente ao novo confinamento têm sido alvo de duras …