Os quatro negócios da China em Portugal que os EUA querem travar (e porquê)

O embaixador norte-americano George Glass avisou que Portugal “tem de escolher agora” entre a “parceira” China ou os “aliados” EUA em processos como o 5G, a entrada da CCCC na Mota-Engil ou a construção do terminal de Sines.

Numa entrevista publicada no sábado pelo jornal Expresso, George Glass afirmou que Portugal “tem de escolher” entre “trabalhar com os parceiros de segurança, os aliados, ou trabalhar com os parceiros económicos, os chineses”, deixando em cima da mesa possíveis mudanças na relação com Portugal ao nível da Defesa e da relação política.

Entre as “escolhas” a fazer pelo Governo português, o embaixador apontou as decisões quanto à entrada das chinesas Huawei na rede 5G e CCCC no capital da Mota-Engil, tendo ainda avisado que, se os chineses ganharem o concurso para o terminal Vasco da Gama, em Sines, o gás natural americano terá de encontrar outras alternativas.

EUA pressionam Portugal: “Tem de escolher agora entre os aliados e os chineses”

Admitindo que “Portugal acaba inevitavelmente por ser parte do campo de batalha na Europa entre os Estados Unidos e a China”, com quem “faz negócios há séculos”, George Glass sustenta que “esta não é a mesma China com que [o país] lidou nos últimos 500 anos”, mas “uma nova China, com planos de longo prazo para acumular influência maligna através da economia, política ou outros meios”.

Atente nos vários processos que foram referidos pelo embaixador…

China Three Gorges na EDP

A tentativa dos chineses da China Three Gorges (CTG) de assumirem uma posição de controlo na EDP – com uma OPA que entretanto falhou – foi apontada pelo embaixador norte-americano em Lisboa como “a primeira” batalha em Portugal da guerra entre os EUA e a China.

Atualmente, a CTG destaca-se como o principal accionista da EDP, com 21,55% do capital, seguido dos espanhóis da Oppidum Capital (7,20%) e dos norte-americanos da BlackRock (4,16%), tendo visto gorada em 2019 a Oferta Pública de Aquisição (OPA) que lançou sobre a eléctrica portuguesa.

A CTG entrou na EDP em 2012, ao adquirir por 2,69 mil milhões de euros uma participação de 21,35% no âmbito da privatização da empresa.

Em Maio de 2018 lançou uma OPA sobre a energética, com uma contrapartida de 3,26 euros por acção, que viria contudo a ser travada quase um ano depois (em Abril de 2019) pelos accionistas da EDP, ao chumbarem a alteração dos estatutos para acabar com a limitação dos direitos de voto a 25% do capital.

O na altura presidente executivo da EDP, António Mexia, garantiu contudo que a parceria com a CTG era “importante e para manter” e que, “independentemente dos resultados da oferta”, o grupo chinês permaneceria como “investidor estratégico da EDP”.

Apesar de algumas alienações de capital que entretanto aconteceram, o maior contributo para o recente aumento de capital da eléctrica portuguesa veio precisamente da CTG, que comprou mais de 66 milhões de acções num total de cerca de 220,3 milhões de euros, e, com uma posterior aquisição de acções sobrantes, em rateio, reforçou a sua posição para 21,55%.

O braço da EDP para as energias renováveis – a EDP Renováveis – tem uma forte presença no mercado norte-americano, mas no passado dia 3 de Setembro anunciou ter vendido uma participação accionista de 80% do seu portfólio eólico e solar nos Estados Unidos no valor de cerca de 570 milhões de euros, justificando o negócio com a estratégia de “rotação de activos” da empresa.

China Communications Construction na Mota-Engil

George Glass admite, na entrevista ao Expresso, eventuais “sanções” para as empresas portuguesas envolvidas em negócios com congéneres chinesas, apontando o caso do grupo Mota-Engil que acusa de ter vendido “por 30 moedas de prata” 30% do seu capital aos chineses da China Communications Construction Company, Ltd. (CCCC).

“É uma empresa bandeira de alta qualidade que agora tem uma enorme influência de uma entidade estrangeira. Se forem fazer negócios em Angola, em Moçambique ou no México, esses países têm respeito por uma empresa portuguesa de topo. Mas agora devem ter a consciência de que há uma influência maligna que pode ter intenções diferentes em relação ao negócio”, afirmou o diplomata.

No passado dia 27 de Agosto o grupo português Mota-Engil divulgou que estava na “fase final” de negociação de um acordo de parceria estratégica e investimento com a CCCC, que ficará com 30% da empresa após um aumento de capital.

A Mota Engil é parceira da CCCC na construção da infraestrutura ferroviária Tren Maya, no México, naquele que é “o maior contrato de sempre na América Latina“.

De acordo com o grupo, a CCCC deverá comprometer-se a subscrever uma participação relevante num aumento de capital social de até 100 milhões de novas acções que será submetido em breve a deliberação em Assembleia Geral.

Entrada da chinesa Huawei no leilão 5G

A questão das redes móveis de quinta geração (5G) tem estado no centro da troca de acusações entre a China e os Estados Unidos, com a Comissão Europeia a recomendar os Estados-membros a aplicarem “restrições relevantes” aos fornecedores considerados de “alto risco”.

O embaixador George Glass deixou agora no ar eventuais impactos negativos nas relações bilaterais Portugal/EUA se, no âmbito do leilão do espectro do 5G agendado para o último trimestre deste ano, a chinesa Huawei entrar no fornecimento desta tecnologia às empresas de comunicação em Portugal.

“São decisões que Portugal terá de tomar. Preferíamos algo como no Reino Unido, só com fornecedores de confiança na rede de 5G. É muito importante, por sabermos que o 5G engloba tudo: esteja no centro ou na rede, está dentro do sistema. E assim preferíamos que não houvesse qualquer equipamento da Huawei na rede de 5G, mas temos de esperar que os trabalhos prossigam para perceber”, disse Glass ao Expresso.

O leilão para atribuição das licenças de 5G tem vindo a ser discutido desde 2019 e a sua realização chegou a ser apontada para Abril deste ano, acabando por ser suspenso pelo regulador das telecomunicações devido à pandemia.

O processo foi retomado em Julho, com a conclusão do procedimento da consulta pública do projecto de regulamento do leilão, tendo a Autoridade Nacional de Comunicações (Anacom) entretanto anunciado que o leilão decorrerá entre Outubro e Dezembro, estando a atribuição dos direitos de utilização de frequências prevista para Janeiro/Fevereiro de 2021.

Novo terminal do porto de Sines

O novo terminal de Sines foi outro dos investimentos comentados pelo embaixador norte-americano que descreveu o porto português como sendo “incrivelmente estratégico”, tratando-se do “porto de águas profundas mais próximo dos Estados Unidos”.

George Glass defendeu que “haja uma empresa ocidental a operar e a construir o terminal [Vasco da Gama]”, avisando que, se a escolha recair sobre uma companhia chinesa, afectaria “a visão” dos EUA sobre “aquilo que Sines se pode tornar” no processo de distribuição do gás natural liquefeito americano.

O Porto de Sines encontra-se atualmente em fase de expansão infraestrutural, estando prevista a ampliação do Terminal XXI (de contentores, gerido pela concessionária PSA Sines) e também a construção de um segundo terminal destinado a carga contentorizada, designado de Terminal Vasco da Gama.

O prazo para apresentação de propostas no âmbito do concurso público internacional para a construção deste segundo terminal foi prorrogado até 6 de Abril deste ano, estando previsto um investimento de 642 milhões de euros numa nova estrutura com capacidade de movimentação anual de 3,5 milhões de TEU e um cais com um comprimento de 1.375 metros com três posições de acostagem simultânea dos maiores navios do mundo.

No calendário inicial, a adjudicação do projecto (construção e exploração) estava agendada para o último trimestre deste ano e o arranque das obras em 2021.

  ZAP // Lusa

PARTILHAR

20 COMENTÁRIOS

  1. O sr Embaixador está, no interesse instantâneo dos USA, cheio de razão mas com total falta de credibilidade. 1 O fato, camisa e papillon com que se apresenta é vendido pelo Hennes&Moritz, Sears ou outro mas todas as peças são fabricadas na China. 2 Os USA conseguem reverter o neģócio desde que financiem os projectos em curso em condições mais favoráveis.3 A Hawey é contornável desde que a Thompson, a Texas Instrument, a Fairchild Elect. Division, etc. passem a fabricar em Portugal aquilo que neste momento fabricam na China mas para isso têm de respeitar as leis ambientais europeias. 4 Os americanos têm de decidir se vão manter este status-quo ou se amanhã logo que mude o locatário da Casa Branca viram de novo tudo ao contrário e mandam a estratégia “às urtigas” para ganharem mais dinheiro de forma mais rápida e com menos trabalho.

  2. Aqui se vê porque o capitalismo gere tanta guerra. Dizem que a livre concorrência é a base para tudo que é justo. Por isso, ordenados precisam de ser protegidos com um mínimo nacional para as populações não passarem fome, mas em contrapartida também não podem exceder valores ‘compatíveis’. Agora, o país porta-estandarte deste sistema económico, abdicou do princípio de comercio livre e prepara-se para pôr de lado a democracia. Tempos perigosos

  3. Hehehehe…..isto parece uma comédia, sou imigrante nos estados unidos e agora nesta altura estamos em tempo de eleições, e os estados unidos que tanto castigam a china, as máscaras de campanha trump são fabricadas na china!!! Onde fica o patriotismo nesta história???

  4. É tão bonito ver que o país do livre comércio e da livre concorrência afinal só é “livre” quando é do seu agrado…
    Os EUA andaram anos a baixar as calças para a China, aproveitando a sua mão de obra barata e o seu enorme mercado para enriquecer Trump’s e companhia e agora queixam-se que o gigante acordou?
    Só agora é que descobriram que a China é uma ditadura brutal sem direitos individuais, sem respeiro pelos direitos humanos, etc, etc??
    Bom dia!!
    Deviam ter pensado nisso antes de lhes abrir as portas (é ver quantos vistos gold tem o chineses nos EUA (e ainda são mais nratos do que os portugueses!), etc) a troco de “supostos” bons negócios…
    Agora tentem concorrer com eles!…

  5. Os “Portugueses” só têm de esperar um mês. Os EUA vão a eleições, o Trump saindo já podemos voltar a negociar como sempre. Basta meter burocracia ao barulho 😀

  6. A nação terrorista no seu melhor.
    Quem tem “Aliados” como os Estados Unidos, não precisa de inimigos.
    Idem apanhar na bilha.

  7. Onde está o investimento dos EUA em Portugal? Apregoam tanto a liberdade e a economia de mercado mas na realidade controlam tudo para que só exista tudo isso desde que eles estejam a ganhar. Isto mostra como eles são prepotentes e ainda mais ditadores que os chineses. Pelo menos os Chineses só são ditadores na terra deles mas parece que os EUA querem ser ditadores no mundo tudo. Depois de ler isto vou mas é fazer ao contrário. A partir de hoje vou boicotar todos os produtos e serviços americanos que puder.

      • Então e os “USA” com a famosa NSA, fazem o que?
        Se calhar o problema dos USA é mesmo a Huawei não os deixar espiar tão facilmente como eles queriam.

  8. Expliquem-me qual o interesse que Portugal tem em ter como parceiro dominante os EUA.
    Não nos compram nada, (o vinho e alguma coisa mais é para consumo dos imigrantes portugueses) Dispensamos a proteção americana porque não tememos nenhuma invasão chinesa, apenas somos invadidos por eles com investimentos para nosso benefício. Não se intrometem na nossa soberania nem são arrogantes connosco.
    O império americano da treta está-se desmoronando e como é habitual nisto, tornam-se ameaçadores e agressivos com todo o mundo antes de cairem de vez.
    O perigo consiste mais nos agentes (bufos) nacionais ao seu serviço como é o caso do ministro Augusto SS.

  9. qual o primeiro país a criar satelítes de espionagem? aviões de espionagem? quem deixou a ilha terceira e para pagar a divida nos deixou seu lixo que já não queria? falo os f16, quem onde mete o nariz só traz porcaria de seguida? são os chinos? não me parece

RESPONDER

Ai-Da, a robô artista, foi detida no Egito antes da sua mais recente exposição

Ai-Da, a primeira robô artista ultrarrealista do mundo, foi detida pelas autoridades egípcias na alfândega por "questões de segurança". De acordo com o jornal The Guardian, está previsto que Ai-Da apresente o seu último trabalho na …

Albertina Museum, em Viena, na Áustria

Cansados de ver posts removidos por nudez, museus de Viena aderiram ao OnlyFans

Cansados de ver as obras de arte que partilhavam nas redes sociais removidas por serem demasiado "explícitas", vários museus austríacos decidiram abrir uma conta na plataforma mais liberal OnlyFans. No passado, tanto o Conselho de Turismo …

O pior desastre nuclear da história dos EUA pode ter sido fruto de uma brincadeira

O SL-1 era um reator nuclear experimental de baixa potência, localizado no Idaho, nos EUA, que tinha como objetivo fornecer energia a pequenas instalações militares remotas no início dos anos 1960. O reator acabou por ficar …

PJ deteve quarto suspeito da morte de jovem no metro das Laranjeiras

A Polícia Judiciária (PJ) deteve, ao final da tarde desta quinta-feira, um quarto suspeito da morte de um jovem, na quarta-feira, na estação de metro das Laranjeiras, em Lisboa. Durante a tarde de hoje, em conferência …

A ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho, a ministra de Estado e da Presidência, Mariana Vieira da Silva, a ministra da Cultura, Graça Fonseca, e a ministra da Saúde, Marta Temido

Saúde, Trabalho e Cultura. As medidas aprovadas pelo Governo para facilitar a negociação do OE

Novo Estatuto do Serviço Nacional de Saúde, Agenda do Trabalho Digno e a versão final do Estatuto dos Profissionais da Cultura foram os grandes destaques da conferência de imprensa após o Conselho de Ministros desta …

Banido do Facebook, Donald Trump aposta na criação da sua própria rede social

Nova rede social deverá estar disponível a partir do início do próximo ano e é uma resposta do antigo presidente às empresas que o decidiram banir. O antigo Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump anunciou o …

Um cigarro aceso

"Fumar mata." Deputados britânicos querem que o aviso seja impresso em cada cigarro

Para desencorajar os fumadores, os deputados britânicos querem imprimir o slogan "Fumar mata" em cada cigarro de um maço de tabaco. Deputados britânicos apresentaram, no Parlamento, uma emenda à Lei de Saúde e Cuidados de Saúde …

Ludogorets 0-1 Braga | Horta bracarense dá frutos cedo

O Sporting de Braga conseguiu um importante triunfo por 1-0 na deslocação ao terreno do Ludogorets, no Grupo F da Liga Europa. A formação lusa não quis perder tempo e marcou logo aos sete minutos, por …

PJ admite mais pessoas envolvidas na morte de jovem no metro das Laranjeiras

A Polícia Judiciária (PJ) admitiu, esta quinta-feira, que estejam mais pessoas envolvidas na morte de um jovem, na quarta-feira, na estação de metro das Laranjeiras, em Lisboa. Os dados foram avançados esta tarde, em conferência de …

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa

Marcelo continua a "desejar e a esperar que haja uma possibilidade de o OE passar"

O Presidente da República afirmou, esta quinta-feira, que continua "a desejar e a esperar que haja uma possibilidade de o Orçamento passar" e considerou que os próximos dias, com reuniões partidárias até ao fim-de-semana, "são …