Hospital de São João alerta para aumento do número de casos nas urgências depois do Natal

José Coelho / Lusa

Hospital de São João, no Porto

Num balanço do período festivo, coordenador do Serviço de Urgência na resposta à Covid-19 do Hospital de São João, no Porto, disse que a percentagem de doentes positivos voltou a aumentar e que este é “o nosso principal sinal de alerta de que há um agravamento da situação”..

Nelson Pereira, coordenador do Serviço de Urgência na resposta à Covid-19 do Hospital de São João, no Porto, aponta para um “claro recrudescimento do número de doentes que recorrem ao serviço de urgência” depois do período natalício. O hospital conta neste momento com 101 doentes internados, 46 dos quais em cuidados intensivos.

“Há um claro recrudescimento do número de doentes que recorre ao Serviço de Urgência. Voltamos a ter mais de 100 casos suspeitos por dia (…). A percentagem de doentes positivos anda novamente nos 25 e 30%. Esse é o nosso principal sinal de alerta de que há um agravamento da situação. É algo que nos põe de pé atrás do que vai acontecer nas próximas semanas”, disse Nelson Pereira.

O diretor da Unidade Autónoma de Gestão de Urgência e Medicina Intensiva do Centro Hospitalar e Universitário de São João (CHUSJ) falava aos jornalistas na manhã desta segunda-feira, em frente à entrada para a urgência de adultos deste hospital do Porto, para fazer um balanço do período festivo, mas sobretudo para apelar à manutenção de cuidados como distanciamento social, etiqueta respiratória e higienização das mãos.

“Durante o mês de dezembro assistimos a uma diminuição progressiva do número de casos suspeitos no Serviço de Urgência, assistimos a uma diminuição razoável do número de casos em enfermaria e assistimos a uma situação mais ou menos estável do número de casos internados em cuidados intensivos”, descreveu o médico.

Nelson Pereira admitiu que a atual situação “não é uma surpresa” e frisou, relativamente ao aumento que agora está a fazer-se sentir, que “é certamente efeito da época natalícia”, repetindo o apelo aos cuidados.

“Não são só os dias 24 ou 25 que produzem este efeito. Todo o ambiente à volta das festas faz com que as pessoas contactem e se mobilizem mais (…). Qualquer aumento que possa acontecer nas próximas semanas é muito preocupante e pode ter impacto”, disse.

Nelson Pereira recordou que a unidade de doentes críticos deste hospital “continua com 22 camas abertas, além da capacidade normal do serviço”, e frisou que vê “com preocupação este recrudescimento porque novos casos significam novos internamentos e mais cuidados intensivos”.

“É muito importante que as pessoas compreendam que a situação está longe de ser resolvida. Estamos num início de 2021 que vai ser muito difícil. Mesmo que tenham tido algum laxismo na forma como se comportaram durante as festas, é importante que voltem a perceber que os cuidados são para manter”, sublinhou.

Ao Público, Ricardo Mexia, presidente da Associação Nacional de Médicos de Saúde Pública, referiu que, apesar de ainda não ser possível avaliar os efeitos do alívio das medidas, o alívio maior de restrições assumido por Portugal (em comparação com outros países europeus) pode ter implicações na dimensão do aumento de casos.

O diário indica que, dos seis países que o matutino escolheu acompanhar, apenas Portugal e Reino Unido têm verificado um aumento constante de novos casos depois da quadra natalícia.

No caso de Portugal, os menores números de notificações nos dias de Natal foram seguidos por três dias com mais de seis mil casos. A média a sete dias de novos casos diários por um milhão de habitantes do país é agora de 489,3, o que corresponde a um aumento de quase 40% face à incidência de 350,5 a 24 de dezembro.

Ricardo Mexia disse os picos verificados em Portugal entre o Natal e o Ano Novo têm “seguramente um pouco a ver” com a quadra festiva, até porque só a partir de quarta-feira é que deverão começar a ver-se valores mais próximos da realidade.

Apesar dos relaxamentos, Espanha, Alemanha, Bélgica, Reino Unido e até França “tiveram medidas mais apertadas do que as nossas”, pelo que se antevê que o crescimento provocado pelas reuniões familiares “tenha uma maior dimensão” em Portugal, apontou o médico ao diário.

  ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Putin admite aceitar pagamentos com criptomoedas num futuro próximo

Vladimir Putin admitiu que as criptomoedas têm valor, adiantando que esta forma de pagamento poderá tornar-se viável no país. Contudo, para já "ainda é muito cedo" para fazer previsões devido à sua natureza "incerta". A notícia …

Subida dos combustíveis. Estado arrecada mais 5 cêntimos de IVA por litro

Com a subida do preço dos combustíveis, o Estado está a arrecadar mais imposto por cada litro vendido por via do IVA. A subida dos combustíveis em Portugal tem sido uma realidade que não é de …

Parlamento aprova aumento do prazo de prescrição nos crimes sexuais contra menores

O parlamento aprovou esta sexta-feira o aumento dos prazos de prescrição dos crimes sexuais contra menores e do crime de mutilação genital feminina quando ocorre em crianças, rejeitando o aumento da moldura penal para estes …

Centeno diz que crise nos combustíveis será temporária

O governador do Banco de Portugal, Mário Centeno, referiu hoje, em Lisboa, que o aumento dos preços, nomeadamente dos combustíveis, deverá ser temporário, apesar de “aparentemente descontrolado”, lembrando que o petróleo negociou a preços negativos …

Assembleia da República chumba comissão de inquérito a MAI sobre acidente na A6

A Assembleia da República chumbou esta sexta-feira a proposta do Chega para a constituição de uma comissão parlamentar de inquérito à atuação do Ministério da Administração Interna no acidente com o carro do ministro e …

"O Governo quer salvar o Natal". Reino Unido alivia regras para atrair camionistas estrangeiros

O Governo britânico anunciou esta sexta-feira a suspensão temporária das regras sobre o número de entregas de mercadorias que os camionistas estrangeiros podem fazer no Reino Unido de forma a atenuar o impacto da escassez …

Parlamento aprova isenção de imposto de selo para moratórias de empresas

Todos votaram a favor do diploma no Parlamento, porém realçam que devem existir apoios idênticos para as famílias e querem acrescentá-los ao diploma durante a discussão na especialidade. Segundo noticia o Público, a proposta de lei …

Um copo com água

Água potável de cidade canadiana pode estar contaminada com hidrocarbonetos petrolíferos

A cidade de Iqaluit, no território canadiano de Nunavut, declarou estado de emergência após ter encontrado vestígios de petróleo no abastecimento de água. O departamento de saúde pública da cidade canadiana aconselhou os habitantes de Iqaluit …

Golden Boy: Nuno Mendes é o único português entre os finalistas

Havia três portugueses na lista anterior mas, nos 20 finalistas, o jovem do PSG é o único representante de Portugal. Nome do vencedor será divulgado em Dezembro. O jornal Tuttosport indicou quais são os 20 futebolistas …

"Profundamente chocante". Deputado britânico morre após ser esfaqueado em encontro com eleitores

Um deputado do Partido Conservador morreu depois de ter sido esfaqueado várias vezes, esta sexta-feira, durante um encontro com eleitores em Leigh-on-Sea, no sudeste de Inglaterra. David Amess, de 69 anos, representante do círculo eleitoral de …