Covid-19. Hospitais da região de Lisboa pedem camas uns aos outros

Giuseppe Lami / EPA

Os hospitais da região de Lisboa e Vale do Tejo continuam a bater à porta uns dos outros a pedir camas para internar doentes com covid-19.

Segundo a edição desta quinta-feira do jornal Público, os hospitais da região de Lisboa e Vale do Tejo (LVT) continuam a bater à porta uns dos outros para conseguirem camas para internar doentes com covid-19, numa altura em que as suas taxas de ocupação atingem o limite.

Dois responsáveis hospitalares, que não se quiseram identificar, revelaram ao matutino que são feitos pedidos à Administração Regional de Saúde (ARSLVT) para que tente obter vagas em enfermarias e em unidades de cuidados intensivos noutras unidades de saúde, perdendo-se tempo neste processo.

Há meses que os responsáveis dizem estar a reclamar que a gestão de camas para doentes com covid-19 funcione de forma centralizada e em rede e lamentam que cada unidade de saúde continue a “ver-se obrigada a resolver o problema por si só”.

“Desde o início da pandemia que ando a dizer que é necessária uma coordenação operacional de meios e uma gestão em rede [das camas]. Os hospitais estão a dar o máximo, mas estão a funcionar cada um por si”, disse Alexandre Lourenço, presidente da Associação Portuguesa dos Administradores Hospitalares.

De acordo com o responsável, o problema não se circunscreve a Lisboa e Vale do Tejo, ainda que nesta região a pressão seja maior.

Ainda assim, adianta o Público, o problema nesta região deverá ficar solucionado no próximo dia 14 de outubro, numa reunião marcada para discutir um “novo modelo de gestão de recursos”. O matutino perguntou à ARSLVT e ao Ministério da Saúde por que motivo ainda não foi possível operacionalizar uma gestão em rede, mas não obteve respostas.

Esta quarta-feira, a ministra da Saúde, Marta Temido, adiantou que a taxa de ocupação de doentes covid-19 nos cuidados intensivos de hospitais em LVT era de 74% (66 pacientes para 89 camas disponíveis) e nas enfermarias ultrapassava os 65% (351 pacientes internados para uma lotação de 539 camas).

ZAP ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. E por aqui há uns tolos como o Eu! e outros patetas idênticos que acham que estamos a realizar futurologia quando referimos que na ausência de medidas mais apertadas a coisa poderá evoluir para o entupimento do SNS. Neste momento já há pelo menos um hospital na região de Lisboa próximo da ocupação máxima. E o Inverno ainda nem começou. Cuidem-se e tenham juízo.

  2. Lisboa em perigo com o COVID-19?…
    É fácil resolver o problema.
    SUGESTÕES:
    – façam mais jogos no Galinheiro da Luz e na WC Sporting para provas europeias.
    – deixem o tal Galinheiro encher todos os jogos com 60 mil pessoas.
    – o mesmo com o WC de Alvalade.
    – continuem a não obrigar a capital e arredores a usar OBRIGATORIAMENTE máscaras na rua!

    E as autoridades verão a pandemia diminuir, quando a mortandade atingir os 95 por cento!

RESPONDER

Marinha dos EUA está a desenvolver drones para matar ovos em ninhos de pássaros selvagens

A Marinha norte-americana e a empresa Hitron Technologies uniram esforços para desenvolver um drone autónomo projetado especificamente para procurar e destruir o maior inimigo da Marinha: os pássaros. Os drones, que estão já a ser testados …

Cientistas criam hologramas que se movem pelo ar

Uma equipa de cientistas da Universidade Brigham Young, nos Estados Unidos, conseguiu desenvolver um holograma que projeta imagens em movimento. Se é fã de Star Treck, ficará impressionado com a mais recente inovação. Um grupo de …

Gangue detido por falsificar a especiaria mais cara do mundo

As autoridades espanholas detiveram um gangue que fazia milhões de euros por ano a falsificar a especiaria mais cara do mundo: o açafrão. Os 17 membros da quadrilha foram detidos na região de Castela-Mancha. Os criminosos …

Santuário medieval recebe escultura em pedra que usa máscara contra a covid-19

Uma catedral histórica do Reino Unido renovou um santuário do século XIV, acrescentando um detalhe que coloca em evidência o momento pandémico que o mundo vive. Agora, a nova escultura está a usar uma máscara …

Aos 10 anos, Adewumi chegou à elite mundial do xadrez (e fugiu ao Boko Haram)

Tanitoluwa Adewumi foi perseguido pelo Boko Haram, fugiu da Nigéria e foi sem-abrigo nos Estados Unidos. Agora, com apenas 10 anos, chegou à elite mundial do xadrez. Grande Mestre é um dos títulos vitalícios concedidos pela …

Hegemonia económica da China cada vez mais longe. Queda demográfica coloca Pequim sob pressão

O objetivo do país é tornar-se na maior potência económica do mundo nos próximos anos, mas a corrida pela hegemonia - disputada com os EUA - pode não ser uma meta fácil de alcançar. O …

Miss Universo 2021. Concorrente da Singapura usa roupa com o slogan "Stop Asian Hate"

Bernadette Belle Ong, uma concorrente do Miss Universo 2021, vestiu uma roupa com as cores de Singapura que continha as palavras Stop Asian Hate ("parem com o ódio contra os asiáticos"). Bernadette Belle Ong aproveitou o …

A Índia está a tornar quase impossível a vacinação dos sem-abrigo

A Índia está a dificultar o processo de vacinação dos sem-abrigo, uma vez que o programa requer um número de telemóvel e uma morada residencial. Muitas pessoas não têm nem um, nem outro.  Na Índia, quase …

Violência contra as mulheres é "uma pandemia", alerta ONU

Uma década após a criação da Convenção de Istambul, o marco dos tratados de direitos humanos para acabar com a violência de género, as mulheres enfrentam um ataque global aos seus direitos e segurança, alertaram …

Já se sabe qual a ocasião mais perdida do ano devido à pandemia (e há uma campanha para compensar)

Tomar um café com um amigo ou um familiar é o momento mais perdido do último ano devido à pandemia de covid-19. Nos últimos 12 meses, e em todas as cidades europeias, estima-se ter havido …