Hong Kong regista segunda vaga de contágios “extraordinariamente grave”. Governo aumenta restrições

Vivek Prakash / EPA

Os cidadãos de Hong Kong vão ser obrigados a usar máscara em público, medida que faz parte de uma nova lista de restrições para travar a nova vaga de casos de covid-19, anunciaram esta segunda-feira as autoridades.

“A situação epidémica é extraordinariamente grave em Hong Kong”, afirmou o chefe do executivo daquele território, Matthew Cheung, em conferência de imprensa. Segundo o responsável, as reuniões públicas com mais de duas pessoas vão ser proibidas e os restaurantes só poderão vender comida para levar.

Até agora, a obrigação de usar máscara cingia-se aos transportes públicos, as reuniões públicas podiam ter até quatro pessoas e os restaurantes e cafés podiam ter clientes nas mesas até às 18:00. As medidas entram em vigor a 05 de agosto e mantêm o fecho de bares, cabeleireiros, centros de diversão, piscinas e instalações desportivas.

A cidade de Hong Kong está a enfrentar um surto de coronavírus que já infetou mais de mil pessoas nas últimas duas semanas. “Esta é, até agora, a vaga mais desafiadora e crítica de contágios em Hong Kong”, admitiu Cheung, explicando que as próximas duas ou três semanas serão críticas. “Temos de evitar a propagação da doença na comunidade”, disse.

A cidade registou um total de 2.634 infeções até domingo, mas o Governo anunciou esta segunda-feira mais duas vítimas mortais, elevando para 20 o número de mortes por coronavírus em Hong Kong.

Nas últimas duas semanas, foram infetadas 1.164 pessoas, a maioria das quais por transmissão local. Este é o maior aumento de casos em Hong Kong até agora, depois de a cidade ter registado várias semanas, entre os meses de maio e junho, sem casos transmitidos localmente.

China deteta 61 casos nas últimas 24 horas

A China diagnosticou mais 61 casos de covid-19 nas últimas 24 horas, incluindo 41 na região de Xinjiang e 14 na província de Liaoning, indicaram esta segunda-feira as autoridades chinesas. Os surtos, registados em Xinjiang e em Liaoning, ocorreram por transmissão local, assim como mais dois casos diagnosticados na província de Jilin.

Xinjiang fica no extremo noroeste da China, enquanto Liaoning e Jilin são províncias vizinhas, que se situam no nordeste do país.

As autoridades de saúde revelaram que mais quatro casos foram diagnosticados em viajantes estrangeiros, os chamados casos “importados”.

As autoridades de saúde acrescentaram que, até à meia-noite (17:00 de domingo em Lisboa), 10 pacientes tiveram alta, fixando o número total de casos ativos no país asiático em 339, entre os quais 21 permanecem em estado grave. Segundo dados oficiais, a China já registou 83.891 infetados e 4.634 mortos devido à covid-19.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Podcast evita morte de um condenado (seis vezes)

Curtis Flowers foi julgado seis vezes pelo mesmo promotor de justiça. Um programa de investigação mudou o seu destino. O promotor continua a acreditar que Curtis é culpado. A própria equipa responsável pelo 60 Minutes, programa …

EUA venderam álbum único dos Wu-Tang Clan (que pertencia a Martin Shkreli)

O álbum do grupo Wu-Tang Clan, confiscado em 2018 ao antigo gestor de fundos Martin Shkreli, também conhecido como "o empresário mais odiado do mundo", foi agora vendido pelo Governo norte-americano. Num comunicado divulgado esta terça-feira, …

Bezos ofereceu 1,7 mil milhões de euros à NASA para entrar na corrida da próxima viagem à Lua

O empresário norte-americano ofereceu 1,7 mil milhões de euros à NASA numa tentativa de reacender a batalha espacial entre a sua empresa, a Blue Origin, e a do "rival" Elon Musk, a SpaceX. De acordo com …

Clientes com certificado digital válido impedidos de entrar em restaurantes

Estão a ser reportados vários casos de clientes que, ao apresentarem o certificado digital para poderem entrar num restaurante, não conseguem fazê-lo porque o documento está a ser considerado inválido pelos dispositivos eletrónicos. Segundo a rádio …

Covid-19 trouxe "paranoia" ao mercado

Diretor do Norwich City, da Premier League, acha que os responsáveis por alguns clubes não sabem bem o que estão a fazer nos últimos tempos. O Norwich City iria jogar contra o Coventry City, num encontro …

Israel cria "task force" para reverter boicote da Ben & Jerry's na Cisjordânia

Israel criou uma task force para pressionar a empresa de gelados norte-americana Ben & Jerry's e a sua proprietária, Unilever, a reverterem a decisão de boicotar a ocupação israelita na Cisjordânia. "Precisamos de aproveitar os 18 …

Violência armada. 430 mortos na última semana nos EUA e 2021 pode ser dos piores anos de sempre

Só na semana passada registaram-se cerca de 430 mortos e mais de 1000 feridos associados a tiroteios, num ano que está a ser marcado pelo aumento da violência armada nos Estados Unidos. O ano passado foi …

Principais indicadores da crise climática estão a atingir "ponto de inflexão", revela estudo

Um novo estudo sobre os sinais vitais do planeta revelou que muitos dos principais indicadores da crise climática estão a piorar e a aproximar-se ou ultrapassar os pontos de inflexão, à medida que as temperaturas …

Biden acusa a Rússia de tentar intervir nas eleições de 2022 para o Congresso

O Presidente dos Estados Unidos (EUA), Joe Biden, acusou na terça-feira o seu homólogo russo, Vladimir Putin, de tentar interferir nas eleições para o Congresso de 2022, espalhando "desinformação". "Veja o que a Rússia já está …

Polícias rejeitam proposta do MAI para o subsídio de risco e prometem novos protestos

Os sindicatos da PSP e as associações socioprofissionais da GNR rejeitaram, esta quarta-feira, a proposta apresentada pelo Governo para o subsídio de risco e prometem novos protestos até que seja atribuído "um valor justo". "Saímos completamente …