Hominídeos antigos podem ter vivido com humanos modernos na Arábia Saudita

(dr) Ian R. Cartwright / Palaeodesert

Ferramentas de pedra da Cultura Acheuleana

A História da origem humana mudou de novo. A descoberta de ferramentas de pedra na Arábia Saudita sugere que os Hominídeos viveram na Península Arábica na mesma época que os Homo sapiens. Estas ferramentas fornecem evidências da presença humana onde não há fósseis para análise.

No período de 240 a 190 mil anos atrás, parentes humanos antigos viveram na Península Arábica tendo-se espalhado pelo coração da região. Esses antigos parentes humanos persistiram durante tanto tempo que poderiam ter encontrado alguns humanos modernos, como o Homo sapiens, avançaram investigadores num novo estudo, publicado recentemente na Scientific Reports.

A equipa de cientistas fez esta descoberta numa viagem à Arábia Saudita, na qual examinaram e dataram machados de pedra que esses antigos parentes humanos construíram.

Desta forma, a equipa de investigadores examinou os machados feitos pelos Hominídeos, que antecederam os Homo sapiens. “Por outras palavras, os Hominídeos fizeram a divisão entre a linha que originou os nossos ancestrais e a linha que deu origem aos ancestrais dos chimpanzés”, explicou a investigadora e autora principal do estudo Eleanor Scerri, do Instituto Max Planck para a Ciência da História da Humanidade, na Alemanha.

À Live Science, a investigadora adiantou que os Hominídeos tinham cérebros muito pequenos e fabricavam as suas próprias ferramentas. “No entanto, os Hominídeos posteriores tinham cérebros maiores e eram mais sofisticados. Em vez de baterem pedras para produzir pedaços de pedra com arestas afiadas, criaram artefactos simétricos chamados machados de mão.”

As ferramentas, habilmente moldadas, são conhecidas como ferramentas acheuleanas. Estes instrumentos, chamados de “canivete suíço da pré-história”, datam de 1,5 milhão de anos atrás, e integram a tradição de fabricação de ferramentas mais duradoura da História.

É muito raro encontrar ossos de Hominídeos. Por esse motivo, as ferramentas acheuleanas são um importante substituto para os cientistas, quando estes tentam descobrir quando e onde moravam os Hominídeos.

No entanto, não está claro que Hominídeos fizeram os machados encontrados na Arábia Saudita. “Ainda assim, os Hominídeos que foram encontrados com ferramentas acheuleanas incluem o Homo erectus, que foi, provavelmente, um ancestral direto dos humanos”, disse Scerri.

Até agora, pouco se sabia sobre os grupos acheuleanos da Península Arábica, a região entre a África e a Eurásia. Durante esta investigação, os arqueólogos reuniram-se em Saffaqah, um sítio arqueológico na província de Riad, na Arábia Saudita. Já haviam sido encontrados instrumentos neste lugar, mas durante as mais recentes escavações os investigadores encontraram mais de 500 artefactos de pedra adicionais.

Em termos práticos, a datação das ferramentas acabou por revelar que os Hominídeos viviam em Saffaqah há pouco mais de 188 mil anos, tornando-se o mais novo local acheuleano no sudoeste asiático.

Esta descoberta é importante na medida em que mostra que o acheuleano da Arábia terminou um pouco antes (ou até ao mesmo tempo) que os primeiros Homo sapiens chegarem à região. Isto supõe possíveis encontro entre diferentes espécies.

Para a datação das ferramentas, a equipa usou a datação por luminescência, um método que mede a luz que é emitida pela energia armazenada em certos tipos de rocha e solo.

“Quando os minerais são enterrados, não conseguem armazenar mais energia. Ao aquecer os minerais, a energia armazenada desvanece, e a quantidade de energia ‘esvaziada’ dá uma medida de um ponto no tempo em que esse mineral foi exposto pela última vez à luz do dia”, explicou a investigadora.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Relógio japonês parado pelo terramoto de 2011 volta a funcionar novamente (graças a outro sismo)

Um relógio japonês com 100 anos de idade que deixou de funcionar depois do devastador terramoto de 2011 voltou a trabalhar após um novo sismo este ano. De acordo com o jornal Maunichi Shumbun, o relógio, …

Ventura tem "receio" que partido seja ilegalizado

Este domingo, o Chega vai organizar uma manifestação contra a ilegalização do partido. André Ventura admitiu ter um "receio muito significativo". O Observador avança que a manifestação tem início no Príncipe Real, passa pelo Tribunal Constitucional …

Três mortos e 441 novos casos em Portugal

Este domingo, Portugal regista mais três mortes e 441 novos casos de infeção, de acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da Direção-Geral da Saúde, o país …

Grande Crise do Ketchup. A pandemia atacou um mercado improvável (e já há um mercado negro para o molho)

Os problemas da cadeia de suprimentos estão a chegar a um canto distante do universo empresarial: os pacotes de ketchup. O ketchup é o molho de mesa mais consumido nos restaurantes dos Estados Unidos, com cerca …

Autoridades brasileiras ilibam João Loureiro

João Loureiro já não é suspeito no processo que envolve a apreensão de um avião com 500 quilos de cocaína, segundo as autoridades brasileiras. As autoridades brasileiras descartaram, este sábado, qualquer ligação do advogado português João …

No Canadá, há dois rios que se encontram (mas não se misturam)

Em Nunavut, no Canadá, há dois rios que se encontram, mas não perdem a sua aparência individual enquanto se movem sinuosamente pela tundra. O Back River flui para o norte em direção ao Oceano Ártico. Ao …

Russos acusados de explosão na República Checa são suspeitos de envenenar Skripal

Os dois suspeitos russos, envolvidos na explosão que matou duas pessoas em 2014 na República Checa, têm os mesmos passaportes que os dois homens acusados de envenenar, com o agente nervoso novichok, o espião Sergei …

Numa cidade na Nova Zelândia, a Páscoa resume-se a exterminar coelhos

Em Alexandra, na região de Otago, os coelhos são considerados pragas, uma espécie que ameaça a biodiversidade do país e a agricultura. Elle Hunt, correspondente do The Guardian em Auckland, na Nova Zelândia, escreveu um artigo …

Reavaliação de barragens da EDP ficou por fazer, depois de Governo ter recuado na decisão

No início do ano passado, o ministério do Ambiente considerou ser necessário reavaliar as barragens da EDP, mas a Agência Portuguesa do Ambiente (APA) e a Parpública disseram não ter competências para fazer a avaliação …

Portugal bateu recorde de vacinação no sábado. Foram administradas 120 mil vacinas

Este sábado, Portugal registou um recorde diário de pessoas vacinadas contra a covid-19. No total, foram administradas 120 mil doses da vacina. De acordo com os números avançados pela task force responsável pelo plano de vacinação, …