Homem usou identidade do filho para burlas superiores a 150 mil euros

European Parliament

-

O Ministério Público (MP) acusou um homem de recorrer à identidade do filho e de ter forjado os documentos do próprio, para assim levar a cabo um alegado esquema de burlas superiores a 150 mil euros, em Lisboa.

Segundo o despacho de acusação do Departamento de Investigação e Ação Penal de Lisboa, a que a agência Lusa teve acesso, o arguido terá executado, entre 2005 e 2008, um plano que passou pela utilização ilícita de cópias do Bilhete de Identidade e do cartão de contribuinte do filho.

“Para, em nome do ofendido [hoje com 28 anos], abrir contas bancárias, solicitar e usar cartões de crédito, celebrar contratos de crédito para empréstimos pessoais ou aquisição de veículos, contratar seguros e registar veículos e vender esses veículos”, sustenta o MP.

O suspeito, atualmente com 63 anos e que se encontra em liberdade, começa a ser julgado em novembro, nas Varas Criminais de Lisboa. O investigador de sinistros responde por cinco crimes de burla qualificada, 18 crimes de falsificação de documentos autênticos e 12 crimes de falsificação de documentos particulares.

A acusação explica que o arguido conheceu uma advogada em 2000, com quem passou a viver desde 2001. Da relação, que se manteve até 2008, nasceu um filho, em 2003, ano em que o arguido se aproximou do ofendido, que residia numa outra habitação.

O MP refere que, à data dos factos, a ex-companheira já não exercia advocacia acrescentando que o arguido utilizou, “sem o conhecimento da ofendida”, um carimbo com o seu nome e o número da cédula profissional da antiga advogada.

Para dar maior credibilidade à sua atuação e para conseguir que os formulários lhe fossem entregues, a fim de evitar a assinatura presencial do suposto titular, o homem alegava que o seu filho se encontrava no estrangeiro, além de fornecer sempre a sua própria morada.

“E apresentava [o arguido] cópias do Bilhete de Identidade do mesmo [do filho] e do cartão de contribuinte certificada por advogado, o que lhe conferia a mesma força probatória do original dos documentos. Certificação feita pelo carimbo de advogada da ofendida Mónica, cuja rubrica, ou assinatura, o arguido, ou alguém a seu pedido forjava”, salienta o MP.

Em setembro de 2005 o arguido celebrou um contrato de arrendamento de um escritório, em Lisboa.

Depois de em 2006 ter aberto uma conta bancária, o homem terá gastado nos dois anos seguintes mais de 12.000 euros, com um cartão de crédito. O suspeito terá contraído um empréstimo de 25 mil euros junto de uma financeira para comprar um carro, e solicitado um crédito pessoal de quase 14 mil euros, numa agência da zona da Expo, em Lisboa.

Ainda em 2006, o arguido adquiriu um carro topo de gama num stand, em Lisboa, no valor de 58.500 euros, através de um empréstimo feito junto de outra financeira.

No final desse ano, o arguido celebrou um contrato de aluguer de longa duração, no valor de quase 13.700 euros, numa marca carros de alta cilindrada.

Em 2007, o homem comprou um outro veículo topo de gama num stand, através de um empréstimo de 27.000 euros numa financeira, a quem tinha recorrido anteriormente.

O MP sublinha que todas as operações foram realizadas em nome do próprio filho, tendo o arguido pago apenas as primeiras prestações, lesando os envolvidos em milhares de euros.

Os dois ofendidos – filho e ex-companheira – encontraram, em 2009, no interior de um dos veículos usados pelo arguido um cartão especial de identificação, forjado, atribuído pela Assembleia da República aos deputados.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Cláudio Monteiro renuncia a cargo de juiz do Tribunal Constitucional

O juiz renunciou ao mandato do Tribunal Constitucional por ter sido, entretanto, nomeado Juiz Conselheiro do Supremo Tribunal. O juiz Cláudio Monteiro renunciou, esta quinta-feira, ao mandato de juiz do Tribunal Constitucional (TC), de acordo com …

Proposta do BE sobre IVA da energia vai ser rejeitada pelo Governo, revela PS

Uma proposta do Bloco de Esquerda (BE) para reduzir o IVA sobre a eletricidade e o gás natural, sem impacto no Orçamento de Estado para 2020, vai ser rejeitada pelo Governo, por não corresponder à sua …

Petição quer enfermeiros como profissão de desgaste rápido e subsídio de risco. 2.500 já assinaram

Mais de 2.500 pessoas já assinaram uma petição online que defende a atribuição do estatuto de profissão de desgaste rápido aos enfermeiros, bem como a atribuição de um subsídio de risco. No texto, os promotores defendem …

Para os norte-americanos, Portugal é o melhor país para gozar a reforma

Para os norte-americanos, Portugal é o melhor país para gozar a reforma depois de uma vida de trabalho. Os custos de vida, o clima e as pessoas são alguns dos motivos que levam os pensionistas …

Berardo apresenta recurso contra arresto de imóveis de luxo

Joe Berardo apresentou um recurso contra o arresto a dois imóveis de luxo em Lisboa. As propriedades foram arrestadas pela Caixa Geral de Depósitos por dívidas superiores a 300 milhões. O empresário madeirense Joe Berardo interpôs …

Para além de autocarros, Cascais quer comboios gratuitos dentro do município

Desde 1 de janeiro de 2020, Cascais tornou-se no primeiro concelho do país a ter transportes públicos rodoviários gratuitos. Agora, quer alargar a iniciativa aos comboios. "Estamos a abrir um novo paradigma, que encara a mobilidade …

Governo convoca sindicatos para negociar aumentos acima dos 0,3%

O Governo convocou as estruturas sindicais da administração pública para voltar a negociar a proposta dos aumentos salariais de 0,3% para este ano. De acordo com a agência Lusa, o Governo convocou as estruturas sindicais da administração …

Governo prepara injeção final de 1400 milhões no Novo Banco

Desde a venda, em outubro de 2017, o Estado já injetou 1,9 mil milhões de euros no Novo Banco. Agora, o Fundo de Resolução estuda injetar mais 1,4 mil milhões. O Fundo de Resolução e o …

Em Espanha, há jogadores a ser pressionados a sair para países árabes

Jogadores do UD Almería estão a ser pressionados pelo dono do clube a sair para clubes de países árabes. Alguns atletas já apresentaram queixa ao sindicato. O xeique Turki Al-Sheikh, dono do Almería, da segunda divisão …

Chuva forte inunda Hospital de São José, em Lisboa

As chuvas fortes que se fizeram sentir esta quinta-feira inundaram o Hospital de São José, em Lisboa, deixando algumas salas alagadas. A informação é avançada pelo Correio da Manhã, que publicada algumas fotografias nas quais se …