O homem que “quebrou” o Banco de Inglaterra, quer “quebrar” o Brexit

FMI / Flickr

O investidor George Soros

É conhecido por ter feito fortuna a especular contra a libra na “Quarta-feira negra” e por ser um dos 30 homens mais ricos do mundo. Agora, George Soros confirma ter feito um donativo para uma campanha contra o Brexit.

George Soros já confirmou ter feito um donativo para a campanha “Best for Britain”, que visa impedir que o Brexit aconteça.

O donativo já tinha sido avançado pelo The Telegraph na semana passada, mas agora, para se defender de críticas e insinuações, o multimilionário de 87 anos escreveu um carta aberta para o Daily Mail.

Na carta, Soros confirma ter entregue 400 mil libras à organização (mais de 450 mil euros), por considerar o Brexit “um erro de proporções trágicas”.

Segundo o próprio, tudo foi feito por amor ao Reino Unido e pela importância de viver numa “sociedade aberta” e não numa “sociedade fechada, onde os donos do poder exploram as pessoas”. E isto, George Soros sabe melhor que ninguém, tendo em conta que viveu a infância na Hungria comunista.

É por isso que soros criou a “Open Society“, através da qual doa enormes somas de dinheiro a entidades políticas e ativistas, apoiando causa progressistas e liberais.

George Soros lamenta o Brexit, um processo que vai “transformar o Reino Unido de amigos em inimigos, pelo menos durante o período transitório”. “Antes do referendo, o Reino Unido estava a ter maiores sucesso económico do que o resto da Europa. Mas agora isso inverteu-se, com as economias continentais a crescerem de forma robusta, enquanto que o Reino Unido fica para trás”.

Numa reflexão sobre o referendo que levou ao momento europeu atual, George Soros classifica-o como um “um erro fatal”: “A experiência mostra que os referendos levam, muitas vezes, a decisões erradas. Incentivadas por agitadores sem escrúpulos, as pessoas usam os referendos para expressar insatisfação em relação ao atual estado de coisas, em vez de pensarem sobre as consequências. Só porque a situação atual não é satisfatória não quer dizer que não pode piorar. E isto está a acontecer no Reino Unido”.

E George Soros antecipa ainda que “à medida que o divórcio entrar na fase de maior confronto”, a economia britânica vai sofrer cada vez mais, num sofrimento que classifica como “cada vez mais dolorosamente óbvio”.

Além disso, o multimilionário avisa ainda que as verdadeiras preocupações da Europa deveriam ser os inimigos externos, como a Rússia de Putin.

Segundo o Observador, no que diz respeito à sociedade britânica, Soros pensa muito nos “jovens que vão viver num futuro que nunca verei”.

Isto porque “as pessoas com menos de 35 anos votaram de forma esmagadora para ficar na União Europeia, e só nas pessoas com mais de 55 anos é que houve uma maioria de votantes pelo Brexit”.

Na leitura de Soros, “os velhos sobrepuseram-se aos jovens, que terão de viver com as consequências do Brexit nas próximas décadas”. Este é um fator que “alimenta a deceção dos jovens em relação à democracia”, não obstante, acredita o filantropo, um dia o Reino Unido voltar a candidatar-se para regressar à União Europeia.

Ainda assim, na opinião de Soros, a opinião pública está cada vez mais a mover-se no sentido da permanência, pelo que é preciso “acelerar” o processo e chegar a um “ponto de inversão” nos próximos seis a nove meses.

“O eleitorado precisa de obrigar os seus deputados a dar-lhes a coragem de revoltar-se contra a liderança dos partidos, e o eleitorado precisa de estar motivado não apenas para votar mas, também, para tomar um papel ativo na política“, pede Soros.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Errado, George Soros, nao viveu na Hungria Comunista. Ele é Judeu, viveu a Hungria durante a tomada desta pelas forcas alemães durante a Segunda Guerra Mundial. E salvou-se do Holocausto, por ter passado por Cristão e foi protegido por um oficial Alemão Nazi. A suas interferências na economia Mundial e políticas, são por dinheiro e só por este. Homem demagogo e perigoso, que julga dominar o mundo conforme os seus interesses.

  2. O Brexit foi uma decisão da gerontocracia britânica. Deixar a decisão em pessoas que têm saudades do colonialismo e do Império é o que dá!

RESPONDER

Investir em peças de Lego é mais rentável que comprar ações

Hoje em dia qualquer coisa pode ser construída com Legos. Segundo um estudo de uma professora da Escola Superior de Economia da Rússia, há empresários que preferem investir nas famosas peças da Lego do que …

Sporting vs Moreirense | Bom arranque vale triunfo ao leão

O Sporting não quis deixar fugir os seus adversários directos na luta pelo título e também venceu nesta primeira jornada da segunda volta. Os “leões” receberam e bateram o Moreirense por 2-1, num jogo em …

Alemã tricotou o "cachecol dos atrasos do comboio" e agora vendeu-o por sete mil euros no eBay

A passageira alemã Claudia Weber vendeu no eBay o cachecol que tricotou durante um ano e que representa o longo tempo de espera pelo comboio que a levava ao trabalho, todos os dias. A peça é …

Duas irmãs fingiram ser homens para salvar a barbearia da família

Jyoti e Neha, irmãs de 18 e 16 anos, respetivamente, fingiram ser homens para salvar a barbearia da família, localizada no estado de Uttar Pradesh, Índia, depois de o pai adoecer em 2014 "Eu estava a …

Tesla anuncia novos despedimentos (e são mais de três mil)

O presidente executivo da Tesla afirmou que a empresa vai suprimir cerca de três mil empregos e alertou para o "caminho muito difícil que tem pela frente" para produzir carros elétricos do Modelo 3 acessíveis …

InSight da NASA prepara-se para ouvir a "pulsação" de Marte

A NASA publicou esta semana imagens do sismómetro da sonda espacial InSight, que se prepara para ouvir a "pulsação" do solo marciano.  A agência espacial norte-americana descreve regularmente através da sua conta no Twitter como …

"Africa", dos Toto, vai tocar para sempre no deserto da Namíbia

"Africa", a canção dos "Toto", hit desde que foi lançada, em 1982, está a tocar para sempre no meio de um deserto na Namíbia, no continente que lhe dá nome. A instalação artística, da autoria de …

Liv deixou a escola por causa do bullying. Hoje, aos 20 anos, tem um negócio milionário

A empresária Liv Conlon abandonou os estudos aos 16 anos porque sofria bullying, montou um negócio imobiliário e agora a sua empresa fatura mais de um milhão de libras por ano. Hoje, ajovem de Bothwell, na …

Há um avião abandonado no aeroporto de Madrid (e ninguém sabe quem é o dono)

O avião, um Mc Donnell Douglas MD87, é o único naquelas condições em Barajas. Procura-se o dono da aeronave que está em “evidente estado de abandono”, de acordo com o aeroporto. Há um avião esquecido no …

Trump cancela viagens de democrata Nancy Pelosi. "Apanhe um voo comercial"

Donald Trump obrigou a presidente da Câmara dos Representantes, a democrata Nancy Pelosi, a desmarcar as viagens que tinha agendadas a Bruxelas e ao Afeganistão. Donald Trump usou o argumento do shutdown, a paralisação dos gastos …