O homem que “quebrou” o Banco de Inglaterra, quer “quebrar” o Brexit

FMI / Flickr

O investidor George Soros

É conhecido por ter feito fortuna a especular contra a libra na “Quarta-feira negra” e por ser um dos 30 homens mais ricos do mundo. Agora, George Soros confirma ter feito um donativo para uma campanha contra o Brexit.

George Soros já confirmou ter feito um donativo para a campanha “Best for Britain”, que visa impedir que o Brexit aconteça.

O donativo já tinha sido avançado pelo The Telegraph na semana passada, mas agora, para se defender de críticas e insinuações, o multimilionário de 87 anos escreveu um carta aberta para o Daily Mail.

Na carta, Soros confirma ter entregue 400 mil libras à organização (mais de 450 mil euros), por considerar o Brexit “um erro de proporções trágicas”.

Segundo o próprio, tudo foi feito por amor ao Reino Unido e pela importância de viver numa “sociedade aberta” e não numa “sociedade fechada, onde os donos do poder exploram as pessoas”. E isto, George Soros sabe melhor que ninguém, tendo em conta que viveu a infância na Hungria comunista.

É por isso que soros criou a “Open Society“, através da qual doa enormes somas de dinheiro a entidades políticas e ativistas, apoiando causa progressistas e liberais.

George Soros lamenta o Brexit, um processo que vai “transformar o Reino Unido de amigos em inimigos, pelo menos durante o período transitório”. “Antes do referendo, o Reino Unido estava a ter maiores sucesso económico do que o resto da Europa. Mas agora isso inverteu-se, com as economias continentais a crescerem de forma robusta, enquanto que o Reino Unido fica para trás”.

Numa reflexão sobre o referendo que levou ao momento europeu atual, George Soros classifica-o como um “um erro fatal”: “A experiência mostra que os referendos levam, muitas vezes, a decisões erradas. Incentivadas por agitadores sem escrúpulos, as pessoas usam os referendos para expressar insatisfação em relação ao atual estado de coisas, em vez de pensarem sobre as consequências. Só porque a situação atual não é satisfatória não quer dizer que não pode piorar. E isto está a acontecer no Reino Unido”.

E George Soros antecipa ainda que “à medida que o divórcio entrar na fase de maior confronto”, a economia britânica vai sofrer cada vez mais, num sofrimento que classifica como “cada vez mais dolorosamente óbvio”.

Além disso, o multimilionário avisa ainda que as verdadeiras preocupações da Europa deveriam ser os inimigos externos, como a Rússia de Putin.

Segundo o Observador, no que diz respeito à sociedade britânica, Soros pensa muito nos “jovens que vão viver num futuro que nunca verei”.

Isto porque “as pessoas com menos de 35 anos votaram de forma esmagadora para ficar na União Europeia, e só nas pessoas com mais de 55 anos é que houve uma maioria de votantes pelo Brexit”.

Na leitura de Soros, “os velhos sobrepuseram-se aos jovens, que terão de viver com as consequências do Brexit nas próximas décadas”. Este é um fator que “alimenta a deceção dos jovens em relação à democracia”, não obstante, acredita o filantropo, um dia o Reino Unido voltar a candidatar-se para regressar à União Europeia.

Ainda assim, na opinião de Soros, a opinião pública está cada vez mais a mover-se no sentido da permanência, pelo que é preciso “acelerar” o processo e chegar a um “ponto de inversão” nos próximos seis a nove meses.

“O eleitorado precisa de obrigar os seus deputados a dar-lhes a coragem de revoltar-se contra a liderança dos partidos, e o eleitorado precisa de estar motivado não apenas para votar mas, também, para tomar um papel ativo na política“, pede Soros.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Errado, George Soros, nao viveu na Hungria Comunista. Ele é Judeu, viveu a Hungria durante a tomada desta pelas forcas alemães durante a Segunda Guerra Mundial. E salvou-se do Holocausto, por ter passado por Cristão e foi protegido por um oficial Alemão Nazi. A suas interferências na economia Mundial e políticas, são por dinheiro e só por este. Homem demagogo e perigoso, que julga dominar o mundo conforme os seus interesses.

  2. O Brexit foi uma decisão da gerontocracia britânica. Deixar a decisão em pessoas que têm saudades do colonialismo e do Império é o que dá!

RESPONDER

AG para destituir Bruno de Carvalho marcada para 23 de junho

O presidente demissionário da Mesa da Assembleia-Geral do Sporting, Jaime Marta Soares, disse hoje que ficou agendada uma Assembleia-Geral de destituição dos órgãos sociais do clube para 23 de junho. Após uma reunião entre os órgãos …

Câmara derrete enquanto fotografa lançamento de foguetão da NASA

Durante o lançamento do foguetão SpaceX Falcon 9, esta terça-feira, uma câmara fotográfica que filmava o momento derreteu. A câmara do fotógrafo da NASA Bill Ingalls estava a registar o lançamento do foguetão SpaceX Falcon 9 …

Faltam 4 meses para a nova lei. Só em 2017 canis abateram 12 mil animais

A nova lei que proíbe o abate nos canis entra em vigor em setembro deste ano. Só em 2017 os municípios portugueses abateram perto de 12 mil cães e gatos. Em setembro deste ano, a nova …

Chamas do vulcão Kilauea estão azuis

As chamas do Kilauea mudaram de cor. Agora estão azuis porque o vulcão está a emitir gás metano para a atmosfera. O vulcão Kilauea, no Estado norte-americano do Havai, não dá tréguas. as fissuras abertas pelas …

Bolsa de Nova Iorque tem uma mulher no comando pela primeira vez em 226 anos

Em 226 anos, a Bolsa de Valores de Nova Iorque nunca tinha tido uma mulher no comando. Stacey Cunningham, que entrou como estagiária em 1994, chegou agora ao topo da maior bolsa de valores dos …

Pensões vão aumentar seis ou dez euros a partir de agosto

O Governo aprovou, esta quinta-feira, o aumento extraordinário das pensões, de seis ou de dez euros, a partir de agosto, medida que já estava prevista no Orçamento do Estado para 2018, mas que tinha ainda …

Trump cancela cimeira com Kim Jong-un

Esta quinta-feira, o Presidente norte-americano cancelou a cimeira com o líder norte-coreano, Kim Jong-un, prevista para 12 de junho em Singapura. Trump justifica o cancelamento da reunião pela "hostilidade" da Coreia do Norte. Donald Trump cancelou …

Número de casos de cancro vai aumentar 58% até 2035

O número de casos de cancro vai aumentar 58% em menos de 20 anos. O estilo de vida é um dos principais responsáveis deste aumento. Um relatório recente do Fundo Mundial para a Pesquisa do Cancro, …

Na Nigéria, as mulheres estão a ser violadas em troca de comida

Milhares de mulheres e meninas sobreviventes ao Boko Haram, que estão em campos de deslocados na Nigéria, têm sido alvo de abusos sexuais das forças de segurança que afirmam tê-las salvado, denuncia a Amnistia Internacional. Num …

Técnicos de diagnóstico e terapêutica em greve nacional até sexta-feira

A adesão à greve dos técnicos de diagnóstico e terapêutica nos hospitais de Norte a Sul do país estava, às 09h30, entre os 80% e os 90%, segundo o Sindicato dos Trabalhadores da Administração Pública …