Após recusar isolamento total, Holanda tem uma das maiores taxas de mortalidade

Narendra Shrestha / EPA

A Holanda tem uma das maiores taxas de mortalidade do mundo por covid-19. O país tem optado por evitar o confinamento total, procurando atingir a imunidade de grupo.

Face à pandemia de covid-19, os países afetados optaram por diferentes estratégias para mitigar a disseminação e o impacto da doença. A abordagem holandesa tem sido algo controversa, uma vez que o país optou por evitar o isolamento total, confiando no bom senso dos seus cidadãos.

“Um país crescidinho”, foi a expressão usada pelo primeiro-ministro holandês, Mark Rutte. “As pessoas estão contentes por estarem a ser tratadas como adultos”.

Nos Países Baixos, a economia não parou por completo, com apenas alguns setores de maior risco de contágio a encerrarem, escreve o Observador. O plano de ação permite, assim, criar aquilo que chamam de imunidade de grupo.

“Quanto maior for o grupo que adquire imunidade, mais baixa é a possibilidade de o vírus atingir pessoas mais velhas e vulneráveis ou com outros problemas de saúde”, explicou Mark Rutte. “Podemos atrasar a disseminação do vírus e, ao mesmo tempo, construir imunidade de grupo de uma forma controlada”.

A reticência em optar por um confinamento total faz com que, hoje, a Holanda seja o nono país do mundo com a maior taxa de mortalidade por covid-19. O país sobe ao sexto posto se excluirmos os pequenos territórios de San Marino, Andorra e Sint Maarten. Na Holanda, morrem 165 pessoas por cada milhão de habitantes. Ao todo são quase 27 mil infetados e 2.800 mortos.

A Holanda continua muito preocupada com o impacto económico do novo coronavírus. Embora se tenha juntado ao pacote de medidas aprovado recentemente para apoiar os países da União Europeia face à pandemia, Mário Centeno diz que a Holanda foi o país mais reticente a fazê-lo.

ZAP //

PARTILHAR

12 COMENTÁRIOS

    • Mas quem é que apoia o governo holandês pela forma como tem gerido a pandemia?!
      O que por aqui se disse, e bem, é que não têm de ser os países ricos a sustentar os países que têm sido mal governados ao longo de décadas, usando a coisa pública em proveito de meia dúzia de famílias.
      O amigo anda muito baralhado das ideias.

    • Mas eles alguma vez disseram que eram melhores a lidar com a pandemia do que os outros?! O que eles disseram era que não estavam para sustentar alguns países, o que é bem diferente.
      Pelos comentários aqui colocados chego à conclusão que a maioria das pessoas não sabe ler ou não compreende aquilo que lê.

  1. Sabem fazê-lo de modo mais barato, deixando os velhotes a sua sorte. Mas uma ou outra, se não morrem do Covid-19, hão de ser convidados para a eutanasia implacável

  2. E da Bélgica, não falam?! Amanhã ou além passarão a ser o país com maior número de mortes per capita, atualmente com o dobro da Holanda e mais do dobro de mortes por dia relativamente ao pico da itália (tudo per capita, claro)

  3. Eu considero-me letrada e por isso acho que percebo o que leio e, às vezes, até consigo ler nas entrelinhas . O primeiro ministro holandês diz que são um país “crescidinho” e tem razão. Cresceram, e bem, graças ao que roubaram em território, em ouro (foram os principais corsários) e hoje crescem, muito bem, sob outra forma de banditismo ( a dos paraísos fiscais). A maioria das grandes empresas portuguesas estão lá sediadas, deixando nos cofres do estado holandês quantias avultadíssimas que, pela ordem natural das coisas, deveriam pertencer-nos. Assim, como é que havemos de arranjar dinheiro para resolver os nossos problemas? Eles podem esperar para ver qual é o desfecho da pandemia nós, infelizmente não podemos ser tão “adultos” quanto eles!

  4. Ainda bem que em Portugal estamos a ser tratados como pessoas, seres humanos. Se a componente economica é importante creio que não há duvida para ninguém, mas parece que existem duvidas sim em alguns lideres mundiais sobre o valor da vida humana. Espero que a humanidade, leia-se paises tornem-se sim adultos, quando forem novamente a eleições e sejam realmente adultos nas escolhas que vão fazer naqueles que desejem que os liderem não só no tempo das vacas gordas mas também neste momentos criticos não só para o seu pais mas sim para o cununto de todos os paises, a humanidade. Por muito menos criaram-se tribunais para julgar cirmes contra a humanidade… estes lideres nao estão a cometer um crime também contra a humanidade, algo para pensarmos seriamente sobre isso

RESPONDER

PSD recusa negociar com Costa e Silva (só "se vier a ser ministro")

Rui Rio disse, esta segunda-feira, que António Costa pode escolher quem entender para conselheiro económico, mas o PSD só aceitará negociar com ministros. O líder do PSD, Rui Rio, disse estar de acordo com a decisão …

"Não haverá acordo" se Londres não respeitar compromissos, avisa Michel Barnier

O negociador europeu para a saída do Reino Unido da União Europeia (UE), Michel Barnier, sublinhou no domingo que "o tempo urge", avisando que não haverá acordo se Londres permanecer nas posições anteriores. "O Reino Unido …

Ex-Benfica Garay acusa Valência de "campanha difamatória"

Ezequiel Garay acusou o Valência de levar a cabo uma "campanha difamatória" contra si. "Dói ver estas coisas quando estão a prejudicar os que amas", disse o argentino. O ex-jogador do SL Benfica Ezequiel Garay cumpre …

O maior salto em cinco anos. Dívida pública atingiu recorde em abril

A dívida pública aumentou para 262,1 mil milhões de euros em abril, o valor mais alto desde 1995, segundo os dados divulgados pelo Banco de Portugal. A dívida pública aumentou para o valor recorde de 262,1 …

Diabéticos e hipertensos. PSD quer debater alteração que retirou estes doentes de regime excecional

O PSD pediu a apreciação parlamentar do decreto-lei que retirou doentes hipertensos e diabéticos do regime excecional de proteção relativo à covid-19. A apreciação parlamentar permite que a Assembleia da República debata, altere e, no limite, …

Norte sem contágios por covid-19. Grande Lisboa regista 96,5% dos novos casos

Portugal regista hoje 1.424 mortes relacionadas com a covid-19, mais 14 do que no domingo, e 32.700 infectados, mais 200, segundo o boletim da Direcção-Geral de Saúde (DGS). 193 dos novos casos são na área …

Aviões deixam de ter lotação reduzida a partir desta segunda-feira

Os aviões deixam, a partir desta segunda-feira, de ter a lotação de passageiros reduzida a dois terços, mas o uso de máscara comunitária é obrigatório. O Governo alinhou, assim, as regras nacionais pelas regras europeias no …

Marcelo pede que não se passe do "8 para o 80" e alerta para imagem do país

O Presidente da República reiterou hoje o apelo à população para que não se passe “do 8 para o 80” nas medidas de prevenção da covid-19, alertando para os riscos da imagem do país “cá …

Só metade das crianças deverá voltar ao pré-escolar esta segunda-feira

As crianças em idade pré-escolar regressam esta segunda-feira aos jardins de infância, que voltam a funcionar com novas regras, depois de encerradas durante mais de dois meses, devido à pandemia da covid-19. Apesar do regresso, que …

Dois astronautas (e um dinossauro de peluche) chegaram à EEI à boleia da SpaceX

Para além dos astronautas Doug Hurley e Bob Behnken, seguia a bordo da Crew Dragon um dinossauro de peluche com lantejoulas. E há uma explicação para isso. Este sábado, o foguetão Falcon 9, da SpaceX, fez …