É hoje: mulheres sauditas conquistam o direito de conduzir automóveis

Saudi Arabia's Center for International Communication / EPA

Jovem saudita pratica num simulador de condução instalado pelas autoridades do país

A Arábia Saudita levanta este domingo, 24 de Junho, a proibição imposta às mulheres de conduzirem automóveis nas estradas do reino, decisão do príncipe herdeiro Mohammad bin Salman integrada num plano de modernização do país.

“Será um grande dia para nós, esperámos muito tempo por isto”, resume em declarações à AFP a jovem Aziza, 22 anos, estudante de psicologia, enquanto pratica num simulador de condução instalado pelas autoridades sauditas num dos principais parques do reino.

Anunciada em Setembro de 2017, a medida promovida pelo príncipe herdeiro integra um amplo plano de modernização do país, pondo fim a uma proibição que se tornou símbolo do da posição secundária atribuída às mulheres pelo regime.

A medida está a ser encarada por muitos como o início de uma nova era numa sociedade que vive sob um regime islâmico rigoroso. “É um passo importante e uma etapa essencial para a mobilidade das mulheres”, resume Hana al Jamri, autora de um livro que será publicado em breve sobre as mulheres no jornalismo na Arábia Saudita.

A escritora lembra que as mulheres sauditas “vivem num sistema patriarcal“, e que a possibilidade de conduzir vai ajudá-las a desafiar as rígidas normas sociais do reino.

Agora poderemos ir a qualquer lugar – hospital, hotel, restaurante … Nós não precisamos mais de um homem”, disse à reportagem da AFP Hatoun ben Dakhil, uma estudante de farmácia de 21 anos.

Segundo estimativas da consultora Pricewaterhouse Coopers, cerca de três milhões de mulheres sauditas devem adquirir a carta de condução e começar a conduzir até 2020.

Apesar da abertura das escolas de condução, muitas mulheres reclamam da falta de instrutores e do alto custo das aulas. As autoridades emitiram este mês as primeiras licenças de condução para as mulheres, havendo muitas mulheres que simplesmente trocaram a carta de condução estrangeira por uma licença saudita.

A reforma não está, no entanto, a ser bem recebida pelos ultra-conservadores, para quem a possibilidade de haver mulheres ao volante nas estradas do reino conduta “é um pecado que favorece a promiscuidade”.

No início do mês, activistas dos direitos humanos acusaram a Arábia Saudita de estar a levar a cabo “uma onda de repressão” na sequência do anúncio da detenção de 17 pessoas acusadas de “comprometer a segurança do reino”.

Grupos de direitos humanos denunciaram que pelo menos 11 activistas terão sido presos durante o mês de maio, sendo na sua maioria mulheres que fizeram campanha pelo direito de conduzir livremente nas estradas do reino e pelo fim da tutela masculina.

O Ministério Público da Arábia Saudita confirmou a 3 de Junho que foram detidas no total 17 pessoas acusadas de “comprometer a segurança” do país, mas não revelou as suas identidades. Ainda segundo fontes oficiais, oito das 17 pessoas detidas foram “temporariamente libertadas” até ao final da investigação aberta pelas autoridades.

Nove suspeitos, entre os quais quatro mulheres, continuam detidos depois de terem “confessado” algumas das acusações, nomeadamente “contacto com organizações inimigas” e “contratação de pessoas em cargos governamentais delicados”, de acordo com um comunicado divulgado pela agência de imprensa saudita SPA.

Segundo esta fonte, os presos são acusados de “coordenar actividades que comprometem a segurança e a estabilidade do reino”. Os detidos foram descritos na imprensa próxima do governo saudita como “traidores” e “agentes da embaixada” de países estrangeiros. Os activistas já rejeitaram as alegações, consideradas”difamatórias”.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

CGTP convoca “grande manifestação” para 10 de julho

A CGTP-IN convocou uma “grande manifestação” em Lisboa, para dia 10 de julho, data em que se discute o Estado da Nação, como forma de luta à proposta de revisão do Código Laboral. Numa conferência de …

A Liberdade Iluminando o Mundo chegou a Nova Iorque há 134 anos. Vinha em 214 caixas

https://vimeo.com/342845039 A 17 de junho de 1885, a fragata Isere aportava em Nova Iorque levando a bordo 350 peças, que seguiam em 214 caixas. Depois de montado, este gigante puzzle daria forma a um dos monumentos …

INE chumba pergunta sobre origem étnico-racial no censos

O Instituto Nacional de Estatística (INE) não vai incluir no Censos 2021 uma pergunta sobre a origem étnico-racial dos cidadãos, como pretendia a maioria dos membros do grupo de trabalho criado pelo Governo para avaliar …

Já morreram 100 crianças na Índia devido a um vírus cerebral associado à lichia

Já morreram 100 crianças devido a um surto de encefalite aguda no estado de Bihar, na Índia. Destas, 20 morreram em apenas um dia, a 16 de junho, escreve a imprensa local esta segunda-feira. As primeiras …

Praça de Touros da Póvoa de Varzim vai ser demolida

A Praça de Touros da Póvoa de Varzim vai ser demolida para dar lugar a um pavilhão multiusos. O presidente da Câmara, Aires Pereira, aproveitou o Dia da Cidade, no domingo, para apresentar o novo …

Autoridade dos Transportes defende sanções quando há falhas no metro

A Autoridade da Mobilidade e dos Transportes defende a "definição de requisitos mínimos de qualidade e de sanções em caso de incumprimento" por parte das operadoras do metro junto dos utentes. Após uma avaliação dos metros …

Oliveirense sagra-se bicampeã nacional de basquetebol

A Oliveirense sagrou-se pela segunda vez consecutiva campeã portuguesa de basquetebol, ao vencer em casa do Benfica, por 97-72, no quarto jogo da final. A Oliveirense, que chegou ao intervalo com uma vantagem de 53-41, conquistou …

Ivo Vieira é o novo treinador do Vitória de Guimarães

Ivo Vieira vai orientar o Vitória de Guimarães, depois de ter assinado um contrato válido para 2019/2020, anunciou o emblema vimaranense no site oficial. "A Vitória SAD informa que chegou a acordo com o treinador Ivo …

Dono da Altice compra leiloeira Sotheby's

O dono da Altice comprou a leiloeira Sotheby's, numa operação no valor de 3,7 mil milhões de dólares, cerca de 3,3 mil milhões de euros. O acordo definitivo foi assinado entre a Sotheby's e a BidFair …

PJ deteve português suspeito de apoiar Estado Islâmico

Um português foi detido, na madrugada de domingo, por suspeitas de apoiar o Estado Islâmico, tendo sido hoje ouvido em tribunal, que decretou como medida de coação a prisão preventiva, informaram as autoridades judiciais. Num comunicado …