Plano de Hitler para criar bomba nuclear e destruir Londres quase resultou

Adolf Hitler pretendia desenvolver uma bomba nuclear e Londres seria o seu principal alvo. Esta é a nova descoberta que surge exposta num documentário do canal The National Geographic que se debruça sobre as armas secretas dos nazis perdidas no fundo do mar.

O documentário “Drain the Oceans”, do canal The National Geographic, que está a ser exibido nesta altura, conseguiu desenterrar do leito do oceano um navio nazi afundado em 1944 por resistentes noruegueses que lutavam contra a ocupação alemã.

Retirado do fundo de um lago em Oslo, na Noruega, o navio ainda continha no seu interior 40 barris de água pesada, também conhecida por água deuterada, pelo facto de o hidrogénio ser substituído pelo isótopo deutério que é utilizado como moderador em reactores nucleares.

Os especialistas ouvidos para o documentário do The National Geographic constatam que a água pesada descoberta no navio seria suficiente para transformar a Alemanha numa potência nuclear. E suspeitam que haverá mais barris de água pesada espalhados pelo fundo do mar, depois de terem caído do navio.

Após a invasão da Noruega em 1940, Hitler ordenou às tropas para se instalarem na central nuclear de Vemork, onde os noruegueses tinham começado a produzir água pesada. Esta central acabou por ser bombardeada, mas já depois de os nazis terem retirado do local grande parte da água pesada que lá se produzia.

Em 1944, o próprio Winston Churchill, então primeiro-ministro britânico, terá ordenado a resistentes noruegueses para colocarem uma bomba num dos navios de Hitler. Foi, assim, que o navio se afundou, num incidente que afectou fortemente os planos nucleares dos nazis.

Churchill não estaria a par dos projectos de Hitler, mas caso não tivesse tomado aquela decisão, Londres poderia ser um dos principais alvos do ataque nuclear dos nazis, como reporta o jornal The Sun.

A realização do documentário do The National Geographic foi feita com recurso a tecnologia de ponta, para conseguir descobrir os últimos segredos das armas que os nazis perderam para o mar.

Túneis secretos para testar “armas milagrosas”

Entretanto, um explorador britânico, Warren Tepper, encontrou na Alemanha, por baixo da cidade de Duisburg, uma rede de túneis secretos, onde os nazis terão testado novas armas nos últimos dias da II Guerra Mundial.

O regime nazi terá procurado desenvolver “armas milagrosas” neste labirinto subterrâneo, numa tentativa de vencer a guerra contra os Aliados quando já estava a perder terreno.

“Parece que andavam a disparar armas de grande calibre lá em baixo que terão ecoado através dos túneis e sido extremamente barulhentas”, refere Warren Tepper ao The Sun.

Os túneis podem também ter sido usados para encontros secretos de Hitler.

ZAP //

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. O ferry “Hydro” que transportava o comboio onde seguia a agua pesada foi afundado na parte mais funda do lago “Tinnsjø”. Faleceram quatro Alemães e catorze Noruegueses. O filme, “Os heróis de Telemark”, realizado em 1965 retrata esta operação militar.

  2. Não fiquem somente atrás de Hitler, Hitler, Hitler, pois já sabemos o que ele fazia. Exponham as atrocidades da ditadura comunista de Stalin, que matou mais de 20 milhões… gulags… fome… extermínio… genocídio…
    Vocês têm medo de expor crimes comunistas? É politicamente incorreto?

  3. Tirando que não se fazem bombas atómicas com água pesada, o deutério quando muito serve para fazer bombas de hidrogénio, também chamadas de termonucleares porque precisam duma quantidade enorme de energia para iniciar a fusão do hidrogénio.
    E isso trás-nos ao problema que os nazis tinham, atualmente *todas* as bombas de hidrogénio usam uma mini-bomba atómica para iniciar a fusão, e tanto quanto se sabe, os nazis nunca estiveram sequer perto de ter uma bomba atómica.
    Ou seja, estavam a muitos anos de lá chegar, tanto que mesmo os americanos que tinham e usaram bombas atómicas em 1945, só conseguiram testar uma bomba de hidrogénio em 1952, 7 anos depois do fim da guerra.

    • A água pesada não era para fazer as armas atómicas, nem a notícia o diz. Ela era necessária para o desenvolvimento das armas atómicas.

  4. ERRO: em Vemork havia uma central hidroeléctrica e uma fábrica de água pesada, NÂO uma central nuclear. Em 1940, estava-se ainda muito longe da primeira central nuclear!

  5. É isso mesmo estão sempre a bater no Hitler, falem dos crimes que aquele tirano maldito do Stalin cometeu contra o seu próprio povo, ainda hoje na Rússia profunda a pessoas a sofrer por causa da tirania daquele maldito. Muito se fala da libertação dos campos de extermínio pêlos soviéticos mas esqueci-se de dizer que libertaram mas o Stalin abriu para meter todos aqueles que se opunham au seu regime de matar e torturar.

Responder a Jose Cancelar resposta

Cofre de antigo caçador de vampiros vai a leilão no Reino Unido. Está repleto de objetos

O cofre de um caçador de vampiros do século XIX vai ser leiloado em Dervyshire, no Reino Unido, informou a leiloeira Hansons. Em causa está uma caixa antiga, forrada a seda vermelha e decorada com …

Bombeiro morre no combate a um incêndio na Serra da Lousã

Um bombeiro morreu este sábado durante o combate a um incêndio na Serra da Lousã, disse à agência Lusa o presidente da Câmara da Lousã, Luís Antunes. O autarca desconhece as circunstâncias em que ocorreu a …

Cientistas descobrem os defeitos dentários que apodrecem os dentes

Os resultados deste novo estudo contribuem para o desenvolvimento de novos tratamentos para as cáries dentárias. Os investigadores capturaram o esmalte num detalhe sem precedentes. Uma equipa de investigadores está muito perto de descobrir aquilo que …

Balões da Google já "espalham" Internet nas vilas remotas do Quénia

Em 2013, surgiu a ideia de enviar balões para o Espaço próximo para conectar pessoas em locais do mundo sem Internet. A ideia, que parecia uma loucura, já é realidade. Depois de uma longa série de …

Descoberta nova espécie de dinossauro carnívoro em Portugal

Um novo género e espécie de dinossauro carnívoro terópode, cujos fósseis foram escavados em arribas dos concelhos de Torres Vedras e da Lourinhã, foi agora descrito na revista internacional "Journal of Vertebrate Paleontology" por paleontólogos …

The Crown. Afinal, vem aí uma sexta temporada

Peter Morgan, criador, produtor e argumentista de The Crown, anunciou esta quinta-feira (9), através do Twitter da plataforma de streaming Netflix, que a série britânica terá uma sexta temporada. “Quando começamos a discutir as histórias da …

Observatório Gaia revoluciona o rastreamento de asteroides

O observatório espacial Gaia da ESA é uma missão ambiciosa que tem o objetivo de construir um mapa tridimensional da nossa Galáxia, fazendo medições de alta precisão de mais de mil milhões de estrelas. No entanto, …

Tempestades de relâmpagos mataram 147 pessoas na Índia em apenas 10 dias

Tempestades de relâmpagos mataram 147 pessoas no estado de Bihar, no norte da Índia, no espaço de dez dias, noticia a AFP, que escreve que os números podem aumentar nos próximos tempos devido às alterações …

Investigação portuguesa descobriu 14 espécies marinhas com potencial para produção de antibióticos

Uma investigação conjunta da Universidade de Aveiro e da Universidade Católica descobriu 14 novas espécies e um género de fungos marinhos, com potencial para produção de antibióticos, revelou esta segunda-feira fonte académica. "Neste momento, estão a …

Impossíveis de cumprir. Directores preocupados com novas regras para as escolas

As orientações da Direcção Geral de Saúde (DGS) para as escolas com vista ao regresso das aulas presenciais, em Setembro, estão a preocupar os directores dos estabelecimentos de ensino. Isto porque as consideram impossíveis de …