Hillary Clinton fora da corrida presidencial em 2020

Hillary Clinton, a antiga primeira-dama e secretária de Estado, que em 2016 perdeu a corrida presidencial para Donald Trump, não se candidatará à presidência dos Estados Unidos em 2020.

A antiga secretária de estado de Barack Obama anunciou a sua decisão durante uma entrevista esta segunda-feira ao canal de televisão nova-iorquino News 12, sublinhando, no entanto, que vai continuar atenta e interventiva na vida pública. “Vou continuar a trabalhar, a falar e a bater-me por aquilo em que acredito”, afirmou.

“O que está em jogo no nosso país, as coisas que estão a acontecer neste momento, são muito perturbadoras”, disse. Questionada sobre se tenciona candidatar-se a qualquer outro cargo público, Hillary Clinton respondeu apenas: “Penso que não”.

A antiga primeira-dama e secretária de Estado da administração Obama pôs assim termo à especulação crescente sobre a sua possível candidatura às presidenciais do próximo ano nos Estados Unidos e admitiu que já conversou com alguns dos candidatos democratas que estão a posicionar-se para a corrida. “A todos já disse que não tomem nada por garantido”, contou na entrevista ao canal televisivo.

Primeira mulher a participar nas eleições para a presidência do seu país, Hillary Clinton travou uma dura campanha eleitoral com Donald Trump em 2016, ao longo da qual foi perdendo terreno para o seu oponente.

Contra si teve o escândalo dos emails e foi acusada de excessiva proximidade a “tubarões” de Wall Street, por contraste com um progressivo distanciamento dos eleitores.

A sua derrota face a Donald Trump não deixou, no entanto de ser uma surpresa e choque para o partido democrata, que ficou numa posição difícil.

Com as próximas eleições presidenciais no horizonte, os candidatos democratas estão a posicionar-se – 14 já anunciaram a sua participação na corrida – para disputar as primárias, das quais sairá o candidato democrata que vai disputar a presidência do país com Donald Trump. Hillary Clinton está fora.

Michael Bloomberg anuncia que não será candidato

O antigo presidente da Câmara de Nova Iorque e multimilionário Michael Bloomberg, que há meses pondera lutar por uma investidura democrata às presidenciais de 2020, anunciou através da rede social Twitter que não se vai candidatar.

“A escolha que enfrentava era clara: deveria passar os próximos dois anos a falar das minhas ideias e do que fiz, sabendo que poderia nunca alcançar a investidura democrata? Ou passá-los a continuar o trabalho que faço e que já financio, que eu sei que pode produzir verdadeiros resultados, benéficos para o país?”, avançou Bloomberg, atualmente envolvido com as alterações climáticas.

Dei-me conta de que prefiro fazer do que falar. E concluí que a melhor forma de ajudar o país é a de arregaçar as mangas e continuar a trabalhar”, concluiu o multimilionário de 77 anos, um dos homens mais ricos do mundo.

A Casa Branca não é um sonho novo para Bloomberg, que já tentou alcançá-lo, mas como independente. No outono passado inscreveu-se no Partido Democrata e passou os últimos meses a cortejar os eleitores às primárias, apresentando-se como um centrista.

A decisão de Bloomberg não o retira do panorama das eleições de 2020 e o seu papel de opositor de Donald Trump começará a fazer sentir-se à medida que a sua equipa for libertando a quantidade massiva de informação que tem vindo a preparar para derrotar o atual Presidente norte-americano.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Arquitetura óssea pode inspirar asas de aeronaves mais fortes

Uma nova descoberta na estrutura interna do osso pode levar a um melhor tratamento da osteoporose e a componentes de aeronaves mais duráveis. A densidade tem sido a referência para medir a força óssea. No entanto, …

Até as estrelas têm auroras (e já as podemos ver)

Uma equipa internacional de astrónomos observou sinais de rádio estranhos vindos de uma anã vermelha. Estas ondas bizarras estavam a ser produzidas pela interação com um exoplaneta que orbitava a estrela, criando uma aurora. Apesar de …

Tiroteios em dois bares fazem oito mortos na Alemanha

Pelo menos oito pessoas morreram hoje em dois tiroteios em dois bares na cidade alemã de Hanau, no centro do país, indicou a polícia local, sem precisar o número. O primeiro tiroteio ocorreu num bar de …

Descobertos sarcófago e altar dedicado ao fundador de Roma do século VI a.C.

Os dois objetos foram descobertos numa área subterrânea perto da Cúria, foi anunciado esta terça-feira. Um sarcófago considerado "excecional" e um altar do século VI a.C., que poderá ter sido dedicado a Rómulo, fundador de Roma, …

40 anos depois, cientistas identificam falha fundamental na eficiência dos painéis solares

Os painéis solares são uma das invenções mais impressionantes, mas é emergente descobrir como torná-los ainda mais eficientes. Recentemente, uma equipa de cientistas resolveu um mistério de 40 anos em torno de um dos principais …

SIC vai lançar serviço de streaming e canal de e-sports este ano

A SIC vai avançar para uma plataforma de streaming ainda em 2020. A "Netflix à portuguesa" ainda não tem nome, mas tem como objetivo "encontrar mais e novas audiências". Em entrevista ao jornal Público, o CEO …

Dagmar Turner tocou violino enquanto lhe era removido um tumor do cérebro

Uma paciente do King's College Hospital, no Reino Unido, tocou violino enquanto os médicos lhe removiam um tumor do cérebro. Desta forma, foi possível preservar a sua capacidade de tocar e a sua paixão de 40 …

"Não é aceitável". Tribunal de Contas refuta acusações de Manuel Heitor

O Tribunal de Contas (TdC) refutou as acusações do ministro do Ensino Superior sobre a auditoria ao modelo de financiamento do setor, considerando-as inaceitáveis e infundadas. "O tribunal tem o máximo respeito pela opinião dos auditados, …

"Lava que se farta". Isabel dos Santos recorre da absolvição de Ana Gomes

A empresária angolana recorreu para o Tribunal da Relação de Lisboa por causa das publicações no Twitter nas quais a antiga eurodeputada acusa a empresária, por exemplo, de "lavar que se farta". Em janeiro, o Tribunal …

Ministro considera "inaceitável" que TAP pague prémios em ano de prejuízos

O ministro das Infraestruturas e da Habitação considerou "inaceitável" que a TAP, empresa que "tem 100 milhões de euros de prejuízos" em 2019, atribua prémios a uma minoria de trabalhadores. "É uma falta de respeito para …