//

Pintor da corte tentou impedir Henrique VIII de casar com Ana de Cleves. O rei ignorou – e arrependeu-se

3

A aristocrata alemã Ana de Cleves foi a quarta das seis esposas de Henrique VIII, casando-se com o rei inglês a 6 de janeiro de 1540.

Depois de mais um divórcio, e de estar dois anos sem esposa, Henrique VIII foi empurrado para um novo casamento – desta vez um enlace eminentemente político já que serviria para o aliar ao Duque de Cleves, um dos Estados do Sacro Império Romano.

A escolha da sua nova cônjuge foi feita através de um retrato. Puseram-lhe à frente as imagens das duas filhas solteiras do duque, Ana e Amélia, e depois de as observar atentamente, o rei optou por Ana, que lhe parecia mais bonita.

Contudo, a escolha não passaria de um tremendo engano. Quando desembarcou em Londres, no dia 1 de janeiro de 1540, Ana de Cleves não se mostrou a noiva que o rei desejava – para a História ficou conhecida como “The Ugly Queen” (“A rainha feia”, em português).

Henrique sentiu-se enganado e explodiu de fúria. Quis recusar o enlace, mas as negociações estavam já muito adiantadas.

Cinco dias depois do desembarque, havia uma nova rainha em Inglaterra, mas seis meses mais tarde, já não havia outra vez: Ana aceitou uma fortuna em troca do divórcio e de continuar a viver na corte inglesa com o estatuto de “King’s Sister”.

Uma rainha sem graça

Depois do casamento estar encaminhado, mas antes de Ana pisar em solo inglês, Henrique pediu a um artista da corte, o alemão Hans Holbein, para que este fosse pintar um retrato da sua futura noiva.

O retrato que Holbein produziu, que agora se encontra em exposição no Museu do Louvre, em Paris, sempre foi visto como lisonjeiro.

No entanto, a historiadora de arte Franny Moyle discorda desse julgamento, refere o jornal britânico Daily Mail. A especialista acredita que a pintura de Holbein não tinha a intenção de embelezar Ana, pois foi feita intencionalmente monótona para que o rei não se casasse com ela.

O retrato de Holbein mostrava o rosto de Anne claramente, embora o seu cabelo estivesse escondido. A sua expressão estava vazia e os seus olhos semicerrados, o que lhe dava uma aparência sonolenta. No entanto, como Henrique não adiou o casamento depois de ver a pintura, presume-se que deve ter ficado satisfeito com o que viu.

Moyle acredita que Holbein estava a tentar mostrar Ana de Cleves como ela realmente era na vida real, no que diz respeito ao seu humor, personalidade e aparência física – algumas caraterísticas que o artista acreditava que pudessem não agradar ao rei.

Assim, o contentamento do rei foi sol de pouca dura. Segundo vários relatos, logo que que a conheceu, Henrique ficou profundamente desapontado.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Os seus representantes ainda advertiram Henrique de que Ana não falava inglês, não dançava e não tinha senso de humor, mas o rei optou por ignorar os avisos, assim como aparentemente ignorou as pistas que Holbein deixou na sua pintura.

Depois de conhecer Ana, o rei repreendeu os seus representantes por lhe trazerem uma “égua de Flandres”, recorda o Ancient Origins.

O insulto aplicado à futura esposa diz muito sobre a crueldade de Henrique VIII, mas se a teoria de Franny Moyle estiver correta, também mostra que Hans Holbein conhecia muito bem a pessoa para quem estava a trabalhar.

O casamento chegou ao fim depois de poucos meses. Para grande alívio de Henrique VIII, Ana de Cleves cooperou totalmente com o processo.

Como recompensa pelo seu “serviço” ao rei, Ana recebeu a posse do Palácio de Richmond, do Castelo de Hever e ainda ficou com o título de “King’s Sister”.

Ana ficou conhecida por visitar a corte do rei frequentemente, e as suas relações com Henrique VIII também se tornaram bastante amigáveis.

Henrique VIII ficou conhecido por seu um dos reis mais mulherengos da História: teve seis esposas e inúmeras amantes. Morreu em 1547, tendo-lhe sucedido Eduardo VI.

  Ana Isabel Moura, ZAP //

 

3 Comments

  1. A ultima frase não está correta. Quem sucedeu a Henrique VIII foi seu filho Eduardo VI, que ainda reinou uns 6 anos, mas morreu ainda muito jovem. Seguiu-se a (meia) irmã mais velha, Maria a Católica, mas tambem por pouco tempo pois foi apeada pela outra meia irmã, Isabel.

  2. Olá, reparei que há ali uma informação que não está correta , Henry VIII foi sucedido pelo ser filho Edward VI e não pela filha Elisabeth I.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.