“Monstro patológico”. Documento revela que Henrique VIII planeou decapitação de Ana Bolena

Uma equipa de investigadores encontrou um livro que contém instruções específicas do rei Henrique VIII que mostram que o monarca queria que a sua segunda esposa, Ana Bolena, fosse executada.

Neste documento, o rei Henrique VIII estipulou que, embora a rainha tivesse sido “condenada à morte… por queima de fogo… ou decapitação”, foi “movido por pena” para poupá-la da morte mais dolorosa de ser “queimada pelo fogo” “Nós, entretanto, ordenamos que… a cabeça da mesma Ana seja… cortada“, continuou.

Tracy Borman, uma importante historiadora Tudor, descreveu o livro como uma descoberta surpreendente, reforçando a imagem de Henrique VIII como um “monstro patológico”.

“Como um documento até então desconhecido sobre um dos eventos mais famosos da história é realmente ouro, um dos achados mais emocionantes dos últimos anos. O que isto mostra é a forma premeditada e calculista de Henrique. Ele sabe exatamente como e onde quer que aconteça”, disse Borman, em declarações ao The Observer. “As instruções dadas por Henrique são para Sir William Kingston, condestável da Torre, detalhando como o rei se livraria da “falecida rainha da Inglaterra, ultimamente a nossa esposa, ultimamente atingida e condenada por alta traição”.

Ana Bolena foi presa na Torre de Londres em 2 de maio de 1536 por adultério. No seu julgamento, foi tratada como incapaz de controlar os seus “desejos carnais”. A rainha refutou as acusações, mas foi considerada culpada de traição e condenada a ser queimada ou decapitada “à vontade do rei”.

O livro revela que Henrique VIII elaborou detalhes como o local exato para a execução (“dentro da nossa Torre de Londres”), deixando claro que Kingston não deveria “omitir nada” das suas ordens.

Borman argumenta que, apesar da frieza das instruções, o facto de Henrique VIII ter poupado Ana Bolena de ser queimada – uma morte lenta e agonizante – foi uma gentileza para os padrões da época.

Uma decapitação com um machado também poderia envolver vários golpes e o rei especificou que a cabeça deveria ser “cortada”, o que significava por espada – uma forma mais confiável de execução, mas não usada na Inglaterra.

“Por conhecermos a história tão bem, esquecemos como foi profundamente chocante executar uma rainha. Durante anos, o seu confiável conselheiro Thomas Cromwell levou a culpa. Mas isto mostra, na verdade, que foi Henrique a puxar os cordelinhos”, concluiu Borman.

A maioria dos historiadores concorda que as acusações eram falsas – o único crime de Ana Bolena foi não ter dado um filho a Henrique VIII.

Borman é curadora-chefe adjunta da Historic Royal Palaces, a instituição de caridade que administra a Torre de Londres. A investigadora incluirá a descoberta na sua próxima série do Channel 5, The Fall of Anne Boleyn, que começa em dezembro.

Por que Henrique VIII mandou executar Ana Bolena?

O rei mais famoso da história da Inglaterra casou-se seis vezes na sua busca incessante por um herdeiro homem. Divorciou-se das sua primeira esposa, Catarina de Aragão, para se casar com Ana Bolena – o casamento levou-o a romper com a Igreja Católica e ocasionou a Reforma Inglesa. Bolena deu-lhe uma filha, que se tornou Elizabeth I.

De acordo com o IFLScience, o rei nem sempre teve um “comportamente tirânico”. A sua atitude mudou drasticamente em 1536 – e a culpa terá sido de um cavalo. Num torneio no Greenwich Palace em 24 de janeiro desse ano, Henrique VIII, de 44 anos, estava com a armadura completa quando foi lançado do cavalo. A situação piorou imediatamente quando o animal caiu em cima dele. O rei permaneceu inconsciente durante duas horas durante as quais as pessoas ao seu redor acreditaram que o ferimento foi fatal.

Antes desse evento, o rei era caraterizado como “prudente e sábio e livre de todos os vícios” e “um homem de amizade gentil e gentil no debate; ele age mais como um companheiro do que um rei”, de acordo com neurologistas da Yale Memory Clinic na Yale School of Medicine.

A equipa analisou os problemas que o rei teve após a lesão, incluindo dores de cabeça, insónia, controlo deficiente dos impulsos e perda de memória. A equipa também observou que a impotência e o ganho de peso também podem resultar de lesão cerebral traumática, especialmente tiver disfunção hipofisária associada e problemas hormonais.

“Sabemos de pelo menos três ferimentos graves na cabeça na vida de Henrique. Pode ter tido dores de cabeça e mudanças mais subtis na sua personalidade após o primeiro ferimento na cabeça, mas há uma mudança marcante nele após 1536″, concluiu a equipa. “É inteiramente plausível, embora talvez não provável, que o cérebro traumático repetido lesão levou a mudanças na personalidade”.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Os polegares dos neandertais adaptaram-se a ferramentas com pega

Os polegares dos neandertais adaptaram-se para segurar melhor ferramentas com pega, da mesma forma como utilizamos atualmente um martelo, revela uma nova investigação da Universidade de Kent, no Reino Unido. A mesma investigação sugere ainda …

Sporting 2-1 Moreirense | JackPote rende pontos ao “leão”

O “Leão” soma e segue na liderança do campeonato, depois de vencer o Moreirense por 2-1, graças a um bis Pedro Gonçalves. Neste sábado, na recepção ao Moreirense, num embate relativo à oitava jornada, sofreu, mas conseguiu …

Raro crustáceo parasita descoberto na boca de um tubarão em exibição num museu

Uma equipa de cientistas descobriu uma espécie extremamente rara de Cymothoidae na boca de um espécime de tubarão capturado no Mar da China Oriental e agora em exibição num museu. Os Cymothoidae são uma família de isópodes …

Série da Netflix faz disparar venda de jogos de xadrez nos Estados Unidos

A série "The Queen’s Gambit", da plataforma de streaming Netflix, que retrata a ascensão de uma jovem jogadora de xadrez na década de 1950, fez disparar as vendas deste jogo de tabuleiro nos Estados Unidos. …

Novo comité central do PCP eleito com 98,5%

O novo comité central do PCP foi este domingo eleito no XXI congresso nacional dos comunistas, em Loures, com 98,5% dos votos. Dos 611 delegados, 602 votaram a favor, seis abstiveram-se e três votaram contra na …

Elefante salvo de um poço profundo na Índia. Resgate durou 14 horas

Uma equipa de 50 pessoas ajudou a salvar um elefante que tinha caído num poço profundo em Dharmapuri, no sul da Índia. Moradores locais atiraram folhas de bananeira para o animal comer antes de ser …

Santa Clara 0-1 Porto | Magia de Díaz resolve jogo pobre

Missão cumprida. O Porto viajou até aos Açores para defrontar o Santa Clara e leva na bagagem os três pontos. Mas não o conseguiu com brilhantismo, longe disso. A eficácia foi a palavra de ordem, num …

Raro pinguim totalmente branco encontrado nas Ilhas Galápagos

Um raro pinguim com o corpo totalmente "pintado" de branco foi encontrado no arquipélago das Galápagos, no Equador. Em comunicado, o Parque Nacional das Galápagos detalha que o raro espécime foi encontrado enquanto um guia fazia …

A China tem 8 milhões de cegos, mas apenas 200 cães-guia. Há uma razão

A China tem 8 milhões de cegos, mas apenas 200 cães-guia. As cidades populosas, as vias não adaptadas, as poucas escolas de treino e a própria população são entraves à existência destes companheiros (e verdadeiros …

Governo das Ilhas Salomão quer banir o Facebook para preservar a União Nacional

O Governo das lhas Salomão quer banir temporariamente a rede social Facebook numa tentativa de combater o cyberbullying e a difamação, alegando que a plataforma está a "minar" a União Nacional. A decisão, que já …