Hackers tiveram acesso a conversas entre diplomatas da União Europeia durante anos

Álvaro Millán / Flickr

Milhares de telegramas diplomáticos da União Europeia foram roubados nos últimos anos por hackers com aparentes ligações ao Governo chinês.

De acordo com o New York Times, os documentos revelam com mais pormenor o nervosismo com a Administração Trump é vista em Bruxelas. Estão também incluídas conversas em que o presidente chinês, Xi Jinping, surge decidido a enfrentar Washington.

Porém, o conteúdo dos telegramas não é tão comprometedor como os dos que foram revelados pela WikiLeaks em 2010 e 2016, do Departamento de Estado dos EUA e do Comité do Partido Democrata norte-americano, respetivamente.

Mas a operação “põe em evidência a proteção notavelmente fraca das comunicações de rotina entre representantes da União Europeia após anos de divulgações embaraçosas de documentos governamentais em todo o mundo”.

Numa das comunicações, os diplomatas descrevem o encontro em Helsínquia entre o Presidente norte-americano, Donald Trump, e o Presidente russo, Vladimir Putin, como “um sucesso (pelo menos para Putin)“.

Noutra mensagem, sobre a cimeira UE-China que decorreu em julho passado, os diplomatas dizem que o Presidente chinês, Xi Jinping, disse que o “bullying” de Trump a Pequim parece “um combate de pugilismo sem regras“. “A China não irá submeter-se ao bullying dos EUA mesmo que uma guerra comercial prejudique toda a gente”, terá dito o Presidente chinês.

Segundo o jornal norte-americano, o ataque foi detetado pela empresa Area 1, fundada por antigos funcionários da Agência de Segurança Nacional norte-americana. “Depois de mais de uma década de experiência no combate a operações chinesas, não há dúvidas de que esta campanha está ligada ao Governo chinês”, disse Blake Darche, um dos especialistas da Area 1.

O ataque foi feito com recurso a uma técnica básica, de acordo com a Area1. Esta técnica depende mais da falta de rotinas de segurança dos utilizadores do que de conhecimentos sofisticados por parte dos atacantes. “As pessoas falam sobre hackers sofisticados, mas não houve nada de sofisticado neste ataque”, disse Oren Falkowitz, diretor da Area 1.

Segundo a empresa, os hackers entraram nos sistemas de Chipre através de uma comum operação de phishing, na qual os diplomatas locais foram levados a introduzir informações pessoais em páginas criadas para serem confundidas com sites oficiais. A partir dos sistemas cipriotas, os atacantes conseguiram ter acesso às palavras-passe necessárias para entrarem nas bases de dados da União Europeia.

Os responsáveis da União Europeia dizem que as comunicações mais sensíveis estão guardadas numa rede mais segura e que a proteção das comunicações de rotina está a ser reforçada.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Baixem mais a calças para os chineses e depois queixam-se que eles já são donos de boa parte dos portos europeus, de EDP’S, etc, etc…

RESPONDER

Elon Musk alerta: Civilização pode colapsar daqui a 30 anos

De acordo com Elon Musk, uma "bomba populacional" vai surgir nas próximas décadas, quando uma população mundial cada vez mais idosa chocar com a queda das taxas de natalidade em todo o mundo. Esta não é …

O mundo árabe está menos religioso. Mas continua homofóbico

Há cada vez mais árabes que dizem não ter religião. Esta é a principal conclusão de uma grande sondagem feita a mais de 25 mil cidadãos de países árabes pelo centro de pesquisa Arab Network …

Tina morreu durante 27 minutos e foi ressuscitada 8 vezes. Quando acordou, escreveu "é real"

Uma mulher norte-americana entrou em paragem cardíaca em fevereiro de 2018 quando se preparava para fazer uma caminhada com o seu marido Brian. Depois de desmaiar, Brian ressuscitando-a duas vezes antes de os paramédicos chegarem para …

"Homem-árvore" pede que as suas mãos sejam amputadas

Abul Bajandar, um homem de 28 anos do Bangladesh conhecido como "Homem-árvore" devido às incomuns verrugas que nascem nos seus membros, pediu que as suas mãos fossem amputadas para aliviar as dores insuportáveis.  Bajandar sofre de …

EUA. Senadores republicanos do Oregon fogem para não aprovar lei ambiental

Senadores estaduais do Oregon, nos Estados Unidos (EUA), encontram-se a monte desde quinta-feira para não votarem uma lei ambiental. Procurados pela polícia, voltaram este domingo a faltar a uma sessão legislativa, impedindo que haja quórum …

O planeta enfrenta um "apartheid climático"

O planeta está confrontado com um “'apartheid' climático”. De um lado, os ricos que se podem adaptar melhor às alterações climáticas, e do outro, os pobres que vão sofrer mais, disse esta segunda-feira um especialista …

Governo repõe 40 horas semanais para trabalhadores do CNB. Greve mantém-se

A partir de 1 de julho, os trabalhadores da Companhia Nacional de Bailado (CNB) voltarão às 40 horas semanais, numa uniformização laboral com os trabalhadores do Teatro Nacional de São Carlos. A decisão foi comunicada, esta …

Nova espécie de planta fóssil descoberta em Gondomar

Annularia noronhai foi encontrada no meio da cidade de Gondomar. Tem 300 milhões de anos, é um parente muito afastado da cavalinha e diz muito sobre o clima da época. Uma nova espécie de planta já …

Há um ano, 12 jovens ficaram presos numa caverna da Tailândia. Hoje, é um local turístico

Há um ano, 11 meninos foram explorar a província de Chiang Rai, na Tailândia, com o seu treinador de futebol, e acabaram presos no fundo de uma caverna sob uma montanha. Depois de terminar o …

Alemães compraram toda a cerveja de Ostritz para "secar" neonazis

Os habitantes de Ostritz, na Alemanha, impediram os participantes de um festival neonazi de beber álcool, esvaziando todas as prateleiras dos supermercados. Num protesto inédito contra a comemoração do aniversário de Hitler naquela localidade, os habitantes  …