Hackers estão a fazer caixas de multibanco “cuspir” todo o seu dinheiro

A importante empresa de vendas e serviços de caixas de multibanco ATM Diebold Nixdorf está a avisar que os ladrões descobriram uma nova forma de fazer com que as caixas “cuspam” todo o dinheiro que têm.

De acordo com comunicado divulgado pela empresa multinacional de soluções bancárias Diebold Nixdorf, os ladrões descobriram uma nova forma de obter grandes quantidades de dinheiro.

Segundo o Ars Technica, o ataque, chamado “Jackpot”, envolve ligar dispositivos não autorizados chamados “caixas pretas” para abrir interfaces de programação dentro do software da máquina ATM e emitir comandos, forçando-a a “cuspir” todo o dinheiro que têm no seu interior.

Os ataques normalmente envolvem uma combinação de força bruta e inteligência em ataques cibernéticos. “Nos incidentes recentes, os atacantes estão a concentrar-se em sistemas externos e estão a destruir partes da fáscia para obter acesso físico ao compartimento”, lê-se no alerta de segurança.

Depois de entrar na caixa multibanco, os ladrões ligam dispositivos USB especiais a fim de acionar a máquina e forçá-la a deitar fora todo o dinheiro que está no seu interior.

O novo esquema está a acontecer principalmente em “certos países europeus” e parece afetar amplamente um tipo comum de caixa multibanco.

Abordagens anteriores do ataque envolveram o uso de caixas pretas que conseguiram alterar a quantidade máxima que uma determinada caixa multibanco era autorizada a entregar.

Por um lado, neste novo ataque, não há indicação de que os ladrões estejam a usar software para roubar dados bancários. A má notícia é que os invasores parecem ter em mãos um software proprietário que torna os ataques mais eficazes.

Em outubro do ano passado, foram noticiados os primeiros casos de um vírus informático que estava a ser utilizado para entrar em caixas multibanco e fazê-las ejetar todo o seu dinheiro na Alemanha. O uso deste método começou em 2017, onde ladrões conseguiram roubar mais de um milhão de euros de várias caixas de multibanco do país.

Malwares como estes não são revolucionários. Em 2010, durante uma conferência anual de cibersegurança, o investigador Barnaby Jack demonstrou no palco como funcionava a sua versão do programa de “limpar” caixas multibanco.

O problema das caixas multibanco é que muitas delas são basicamente computadores com versões antigas do Windows, tornando-as presas fáceis para os hackers. Apesar das fabricantes estarem a melhorar neste aspeto, nem todas as caixas multibanco têm o mais recente sistema.

ZAP //

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. … os bancos só pensam nos chorudos lucros, os hackers (cérebros)pensam em aliviar essas parasitas bancários do seu sistema e que dividem o que roubam aos clientes.

  2. Não deviam confundir caixas automáticas (Automatic Teller Machine, ATM) com o MultiBanco.
    É como confundir o leite com a Mimosa.
    O MultiBanco é um sistema de pagamentos que incluí uma rede de ATMs e que só existe em Portugal.
    Nem sei se há ATMs da marca Diebold Nixdorf a funcionar na rede MultiBanco, pelo menos eu nunca vi.

RESPONDER

"Emergência arqueológica". O degelo dos Alpes está a "libertar" artefactos escondidos há milhares de anos

As alterações climáticas podem estar a ajudar os arqueólogos a encontrar artefactos escondidos nos glaciares do Alpes há milhares de anos. O derretimento dos glaciares dos Alpes está a "liberta" objetos que permaneceram congelados no tempo …

Thermite RS3 é o primeiro robô de combate a incêndios dos EUA (e está pronto a entrar ao serviço)

O Corpo de Bombeiros de Los Angeles, nos Estados Unidos, deu as boas-vindas ao mais recente membro da equipa: um bombeiro robótico. O Thermite RS3 é um rover de controlo remoto capaz de bombear milhares de …

Inventor dinamarquês que matou jornalista no seu submarino escapou da prisão (mas já foi apanhado)

O inventor dinamarquês Peter Madsen, condenado a prisão perpétua por torturar e assassinar a jornalista sueca Kim Wall, fugiu da prisão esta terça-feira.  As autoridades dinamarquesas capturaram-no minutos depois. Peter Madsen, o dinamarquês condenado a prisão …

Molécula descoberta por menina de 14 anos pode levar a uma cura para a covid-19

A jovem norte-americana de 14 anos, Anika Chebrolu, descobriu uma molécula que pode levar a uma potencial cura para a covid-19. Enquanto cientistas dos quatro cantos do mundo trabalham no desenvolvimento de uma vacina para a …

Cerca de 1.300 reclusos fogem de prisão no Congo após ataque do Estado Islâmico

Cerca de 1.300 reclusos escaparam de uma prisão na República Democrática do Congo na manhã de terça-feira, após um ataque reivindicado pelo Estado Islâmico, informou a Organização das Nações Unidas (ONU). Embora as autoridades locais tenham …

Amesterdão vai usar flores para impedir que os ciclistas estacionem bicicletas nas pontes

A cidade conhecida pelo uso de bicicletas, vai agora tomar uma medida em relação ao estacionamento destas nas pontes. Tudo para proteger as vistas para os seus famosos canais. Amesterdão orgulha-se de ser uma das cidades …

Morreu voluntário envolvido no ensaio da vacina de Oxford. Tinha 28 anos e era médico recém-formado

As autoridades de saúde brasileiras divulgaram esta quarta-feira a morte de um voluntário dos testes da vacina contra a covid-19, desenvolvida pelo laboratório AstraZeneca e pela Universidade de Oxford. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), …

Milo, o "comunicador de ação" que permite conversar em grupo durante atividades ao ar livre

Chegou o Milo, o novo aparelho que vai revolucionar as aventuras em grupo. Este pequeno dispositivo permite-lhe conversar com o seu grupo à distancia sem precisar de levar o smartphone para o meio da montanha, …

Roubar aos ricos para dar aos pobres. Misterioso grupo de hackers desviou dinheiro para doar à caridade

Um misterioso grupo de hackers, conhecidos como hackers Darkside, doou dinheiro a duas instituições de caridade - mas esse dinheiro foi roubado pelo mesmo grupo a grandes corporações através de um ataque de ransomware. Quase podia …

Desatualizados e com erros. IA vai vasculhar milhares de documentos da Casa Branca

O Escritório de Administração e Orçamento da Casa Branca (OMB) disse que as agências federais vão usar inteligência artificial (IA) para eliminar requisitos desatualizados, obsoletos e inconsistentes em dezenas de milhares de páginas de regulamentos …