Há cada vez mais “casas-banco” (com os preços da habitação a disparar)

Há um novo fenómeno a fazer a disparar os preços das casas em cidades como Lisboa e Porto. São as chamadas “casas-banco” ou “casas-depósito”, em que investidores estrangeiros estão a investir na compra de imóveis, ao invés de deixar o dinheiro no Banco, para lucrar com a posterior venda das habitações.

O caso é denunciado pela Associação de Moradores do Areeiro, em Lisboa, pela Associação Lisbonense de Inquilinos e pela deputada Helena Roseta, em declarações à TSF.

Numa altura em que os juros dos depósitos bancários continuam em baixa, há investidores que preferem comprar imóveis a ter o dinheiro no banco. Assim, adquirem casas para as vender posteriormente por um preço superior ao que pagaram.

Esta procura pelo lucro está a deixar um crescente número de habitações vazias em cidades como Lisboa, Porto e Coimbra. Isto porque os investidores preferem tê-las sem inquilinos, para as vender mais facilmente e para os imóveis não desvalorizarem por estar no mercado de arrendamento.

Havendo menos oferta de imóveis no mercado, disparam os preços das habitações, quer as que se encontram à venda, quer as destinadas a arrendamento.

São “casas que funcionam como mealheiro e que mais vale ficarem vazias sem qualquer inquilino que baixaria o valor do imóvel”, explica na TSF Rui Pedro Martins, do Movimento Vizinhos do Areeiro.

A deputada Helena Roseta refere que, em muitos casos, são investidores estrangeiros que “nem querem viver em Portugal”. “É só um investimento que pode ser alterado carregando algures no mundo num botão”, nota em declarações à TSF a deputada que apresentou a proposta da nova Lei de Bases da Habitação que está em discussão no Parlamento.

Há casos de habitações adquiridas e vendidas várias vezes ao longo de poucos meses, como explica o presidente da Associação Lisbonense de Inquilinos, Romão Lavadinho.

Em declarações à TSF, Lavadinho denuncia o caso de um prédio em Lisboa, adquirido por um investidor, que em menos de um ano começou por ser vendido por 1,7 milhões de euros, depois por 2,1 milhões e, finalmente, por 2,7 milhões.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

16 COMENTÁRIOS

  1. É um negocio como outro qualquer ora essa… querem os deputados/politicos mandar no dinheiro que é dos outros?? Com este tipo de negócios o Estado também vai arrecadar impostos que não são nada baratos.

    • Liberdade não é cada um fazer o que quiser. Isso é anarquia. A liberdade individual termina onde começa a liberdade dos outros, e sobretudo o bem comum.

      E não… Especulação imobiliária não é um negócio como outro qualquer… E por isso é que Helena Roseta do PS está a elaborar a nova Lei de Bases da habitação que obriga a alugar casas devolutas.. E BEM!

      Infelizmente a mentalidade dos Portugueses é assim como você: Este país (e o mundo) têm como principal problema as desigualdades crescentes e o fim de uma classe média, substituida por uma classe escrava e xplorada pelas elites. A especulação imobiliária é mais uma face disso. Só que o Português tem esta costela masoquista e em vez de se virar contra quem realmente causa a crise – as elites – ainda as idolatram. Viram-se contra o assédio, a homofobia, o partido A vs Partido B, os clubes de Futebol, etc… Tudo é motivo de activismos e mobilização… Tudo menos o que interessa: A crescente polarização da riqueza.

      Em breve acaba a mama. Está tudo aqui: https://zap.aeiou.pt/estado-requisitar-casas-devolutas-199906

      • Helena Roseta!!! Helena Roseta!!! Helena Roseta!!????? ó homem… Helena Roseta!!!
        Por amor de Deus. Tem andado por cá nos últimos 50 anos? O que fez essa senhora na vida? Helena Roseta?!!!!! Já não me ria tanto há muito tempo

  2. Mas isto… não foi o que o António Costa fez… enganando uns velhotes ao dizer que era para a filha ficar a morar perto do café do filho?! E em 10 meses ganhou uma pipa de massa! Mas… então o primeiro-ministro pode fazer e os outros não?! Mas… que m%&$$ de país é este?

  3. Quem esta a fazer este tipo de investimento é BURRO.
    Pode haver eventualmente algumas casas e apartamentos que poderão ter alguma valorização, mas numa altura em que o mercado imobiliário esta saturado (ao contrário do que dito!) e o juros em caminho de uma escalada (muito provavelmente num futuro muito próximo deverão chegar aos 5%) o valor global da imobiliária vai baixar.
    E como, infelizmente deveremos ter uma outra crise global nos próximos anos, o valor das casas deverão ter uma queda ainda mais abrupta (devido às famílias que infelizmente deverão ter impossibilidade de pagar as suas obrigações aos bancos).
    Neste momento investir em habitação como investimento a longo prazo é quase tão arriscado como investir em ações de empresas.

      • Boas.
        Não existe nenhum estudo direto sobre o assunto, mas o banco de Portugal tem um estudo e uma carta de recomendações muito interessantes, diretamente relacionados sobre este assunto (neste momento não tenho os links, mas foram emitidas noticias aqui no ZAP sobre ambos, é apenas uma questão de pesquisar):
        *) O estudo é sobre a sobrevalorização das habitações em Portugal.
        *) A carta de recomendações é sobre a limitação ao aceso crédito aonde é evidenciado que os juros deverão aumentar pelo menos até aos 3%.
        Se tivermos em atenção que a economia Europeia (e Portuguesa) está muito exposta e relacionada com a economia dos USA, em que esta está muito fragilizada e “camuflada” (havendo mesmo estudos em que é previsto o aumento de juros até aos 8% e uma grande contração do consumo), não é de todo sensato não considerar uma tempestade na Europa e em particular em Portugal.
        Apesar das minhas palavras inicias serem uma análise pessoal, essa análise baseia-se em informação/estudos disponibilizados por entidades (mais ou menos) credíveis e no acompanhamento que tenho feito do assunto, por forma a poder estar o mais dentro do assunto e preparado para as futuras “eventualidades”.

  4. E as pessoas que em vez de trabalhar para alguem por um misero ordenado , criou uma empresa e que entretanto ficou rico também é culpado por ser especulador ?
    E a mesma pessoa que decidiu ser especulador financeiro porque iria ganhar mais também é pecador aos olhos da religião do sr. Miguel ?

  5. Quem tem dinheiro faz muito bem em o aplicar onde quiser. Ainda é livre de o fazer. Ainda não estamos no comunismo. É preciso não esquecer que os bancos só garantem um valor dos depósitos até 100 mil euros. A partir daí podem ficar sem ele. Bem basta o que nos é roubado em impostos. Para recuperar bancos falidos. Depois aparecem logo uns oportunistas a comentar por aqui. Aqueles que defendem as rendas congeladas e que querem casa à borla. Se querem casas comprem-nas. Se tudo, mas mesmo tudo, é pago as preços correntes (de mercado), porque carga de água a habitação há de ser paga a preços de mil nove e troca o passo? Quem não tiver dinheiro para ir viver para a quinta da marinha que vá para a quinta da fonte, que foi o que sempre me aconteceu a mim.

  6. Haja dinheiro. Vende quem quer, compra quem quer. O proprietário não é nem pode ser obrigado a arrendar a sua casa. Não é um pobre que compra ou vende um prédio por dois milhões de euros. A Roseta, que proponha a compra à rica câmara de Lisboa, da qual faz parte e os converta em habitação social.

    • A Roseta que encarte o estojo e que vá tratar dos netos. Que calce a pantufas e veja telenovelas. Na verdade, agarrado do poder estava o Salazar…!

RESPONDER

Lay-off simplificado estende-se a empresas de carnes e cervejas

O 'lay-off' simplificado vai voltar a estar disponível para empresas que estão a registar quebras de faturação significativas devido à pandemia, mesmo que não estejam encerradas. Segundo referiu ao ECO a Confederação do Comércio e Serviços …

Caçadores da Torre Bela não tinham de comunicar transporte de animais abatidos para Espanha

Os caçadores espanhóis não tinham de comunicar à Direção Geral de Alimentação e Veterinária (DGAV) o transporte das carcaças para Espanha, nem era obrigatória a presença de um veterinário na Herdade. Segundo a TSF, o esclarecimento …

Morreu Bunny Wailer, derradeiro ícone do reggae

O cantor e percussionista jamaicano Bunny Wailer, uma lenda do reggae, morreu esta terça-feira, aos 73 anos, no Andrew’s Memorial Hospital de Kingston, o que marca o fim de uma época para este movimento musical. A …

Exilados sauditas sentem-se em perigo após dissidente desaparecer no Canadá

Exilados sauditas no Canadá temem que o dissidente que está de volta ao país de origem tenha sido forçado a revelar informações sobre a comunidade exilada. De acordo com o jornal Público, os exilados sauditas no …

Internamentos voltam a diminuir. Há mais 979 casos e 41 mortes

Portugal registou esta quarta-feira 979 novos casos de infeção por covid-19 e mais 41 mortes, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde. De acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela Direção-Geral da Saúde (DGS), nas …

Festas ilegais aumentaram nos últimos 15 dias. PSP já deixa avisos para a Páscoa

Numa altura em que a população já está confinada há mais de um mês, a tendência é cada vez mais para sair de casa e procurar algum contacto social. Por isso mesmo, a PSP já …

Pediatras pedem reabertura urgente das escolas. Professores querem ser consultados na elaboração do plano

A Sociedade Portuguesa de Pediatria defende a reabertura urgente das escolas especialmente o ensino pré-escolar e nos 1º e 2º ciclos do ensino básico, chamando a atenção para as consequências do fecho no desenvolvimento das …

Ventura propõe tirar subvenções a políticos condenados a mais de três anos de prisão

O deputado único do Chega entregou esta terça-feira no parlamento um projeto de lei para retirar, incluindo retroativamente, as subvenções vitalícias a ex-titulares de cargos políticos condenados por crimes "com pena de prisão superior a …

PGR analisa carta que culpa o Governo por "borla fiscal" à EDP na venda de barragens

O Departamento Central de Investigação e Acção Penal (DCIAP) está a analisar uma carta do Movimento Terra de Miranda que questiona a autorização dada pelo Governo à venda de seis barragens transmontanas por parte da …

Biden prevê vacinas para todos os adultos antes do fim de maio

Joe Biden assegura que até maio o país terá vacinas suficientes contra o covid para todos os adultos do país, dois meses antes do previsto. O presidente do EUA anunciou que até ao final de maio …