Há 24 mil pessoas presas nas ilhas gregas

Anna Pantelia / Médicos Sem Fronteiras

Os cinco pontos de chegada nas ilhas da Grécia só têm capacidade para 6300 pessoas. Apesar de já sobrelotados, continua a chegar mais gente todos os dias – mais de metade são mulheres e crianças.

Zeynab, de 12 anos, partilha a tenda com a família e quando dorme não tem espaço para esticar as pernas. Há dias, Zeynab teve uma crise de epilepsia e diagnosticaram um tumor no cérebro. Na altura, estava na Turquia e, na esperança de melhores cuidados médicos, a família atravessou o mar Egeu para chegar à Europa.

Agora, estão na ilha grega de Lesbos, em Moria, um dos maiores campos de refugiados da Europa. Nos últimos anos, a sobrelotação daquele espaço que em tempos foi uma base militar é constante. Gente a mais é uma realidade ali e nas restantes ilhas gregas, mas agora os números aumentam e há muito tempo que não havia tantas pessoas.

“A situação nas ilhas da Grécia está em ponto de rutura: estas 24 mil pessoas encontram-se em cinco hotspots que, no seu conjunto, têm capacidade para 6300. Em Lesbos e em Samos, milhares de pessoas estão ao abandono, em condições desumanas, com muito limitado acesso à água, saneamento e a cuidados de saúde”, denunciam os MSF, que apontam culpas para uma União Europeia.

De acordo com o Expresso, para os MSF, a UE falhou “na gestão das migrações e asilo, bem como na devida prestação de cuidados de saúde e em encontrar soluções para pôr fim às condições desumanas e inaceitáveis de vivência”.

Vieram seis pessoas da família de Zeynab para Moria, incluindo o avô de 97 anos. Deram-lhes um lugar numa tenda, ao lado de outras quatro famílias. O espaço é dividido e não dá mais do que quatro ou cinco metros quadrados a cada um – equivalente à dimensão de uma pequena casa de banho.

Zeynab está referenciada pela clínica pediátrica dos MSF para ser rapidamente atendida no hospital. Na mesma clínica também está a ser acompanhada Fatima. Tem nove anos e fugiu do Afeganistão com a família. Um bomba explodiu à porta de casa e o corpo de Fatima foi atirado para longe e ficou caído no chão. Ela está viva, mas o irmão de quatro anos morreu. Foi operada três vezes no Afeganistão. Vieram para a Europa e estão em Moria, dentro de um contentor.

Pelo menos uma centena de menores de idade com doenças graves ou crónicas são atualmente atendidos regularmente na clínica pediátrica da organização não-governamental. Ali chegam problemas de coração, diabetes, epilepsia, feridas de guerra.

Moria é um hotspot criado pela União Europeia para registar todas as pessoas que chegam à ilha. Em 2016, as coisas mudaram quando a UE assinou um acordo com a Turquia que, na prática, impede as pessoas que chegam à Grécia de seguirem caminho. Uma vez ali chegadas, só podem continuar se o pedido de asilo for aceite. Ccaso contrário, são deportadas para a Turquia. O processo chega a demorar anos, tornando o país numa espécie de tampão que impede as pessoas se sair.

Esta semana, o Governo grego começou a transferir migrantes da ilha de Lesbos para o continente, no âmbito dos esforços para travar a sobrelotação dos campos de refugiados. Só em Moria estão 11 mil pessoas e o plano de Atenas é transferir cerca de 1500 migrantes e requerentes de asilo para um outro campo localizado no norte da Grécia continental, conhecido como Nea Kavala.

“Uma vez mais, os Médicos Sem Fronteiras pedem à Grécia e a todos os estados membros que recoloquem as pessoas mais vulneráveis, incluindo crianças”, pede a organização. E questiona: “Quando é que isto vai acabar?”.

ZAP //

 

PARTILHAR

RESPONDER

Cientistas detetam estranhos movimentos de gás na Via Láctea (em redor de algo "invisível")

Os astrónomos detetaram movimentos de nuvens de gás incomuns perto do centro da Via Láctea, que podem sugerir a presença de um desconhecido buraco negro de classe intermediária. Os investigadores que rastrearam os gases no centro …

Hackers podem facilmente piratear satélites (e transformá-los em armas)

Piratear satélites pode não ser assim tão complicado quanto pensamos. Os hackers podem simplesmente desligá-los ou até mesmo usá-los como armas. No mês passado, a SpaceX tornou-se a operadora da maior constelação de satélites ativos do …

Gelo a cair num buraco faz barulhos estranhos (e parece uma batalha de lasers)

Alguma vez pensou o que se ouve quando deixamos cair gelo num buraco gelado profundo? Já não precisamos de pensar mais - e já podemos ouvir. O vídeo do pedaço de gelo a cair num buraco …

Tribunal recusa exumar corpo. Rosa Grilo conhece sentença a 3 de março

A leitura do acórdão no processo do homicídio do triatleta ficou agendada, esta terça-feira, para o dia 3 de março. De acordo com o Diário de Notícias, a defesa de Rosa Grilo pediu a exumação do …

Revelados documentos que provam a investigação de OVNIs por parte do Pentágono

Documentos recentemente divulgados mostram que o Departamento de Defesa dos Estados Unidos (EUA) financiou estudos sobre Objetos Voadores Não Identificados (OVNI's), contradizendo declarações recentes do Pentágono. Em 2017, o New York Times revelou a existência de …

"Nem sei onde é Alcochete". Pinto da Costa ouvido como testemunha de Bruno de Carvalho

O presidente do FC Porto foi ouvido, esta terça-feira, como uma das testemunhas do ex-dirigente leonino no julgamento da invasão à academia do Sporting, em Alcochete, que está a decorrer no tribunal de Monsanto, em …

A nova obra de Bansky só durou dois dias

A nova obra do artista britânico Banksy, que apareceu na véspera do Dia dos Namorados em Bristol, foi coberta por um grafite cor-de-rosa dois dias depois. A imagem de uma menina a atirar flores vermelhas com uma …

Mais de cem médicos assinam carta a exigir fim da "tortura" de Assange

Mais de cem médicos assinaram uma carta, divulgada esta terça-feira, na qual pedem que o fundador do Wikileaks receba tratamento médico adequado.  Através de uma carta publicada, esta terça-feira, na revista científica The Lancet, mais de uma …

Espiões russos foram à Irlanda investigar cabos submarinos de Internet. Teme-se que os cortem

Esta segunda-feira, o mundo entrou em estado de alerta: agentes secretos da Rússia foram descobertos na Irlanda, numa missão para mapear a localização exata dos cabos submarinos que conectam a Europa à América do Norte. Não …

Telmo Correia eleito líder parlamentar do CDS-PP por unanimidade

O deputado foi eleito, esta terça-feira, presidente do Grupo Parlamentar do CDS-PP, sucedendo a Cecília Meireles, numa votação em que contou com os votos favoráveis dos restantes quatro eleitos centristas. O anúncio foi feito no Parlamento …