“Algo incrível”. Guterres louvado por impedir nações poluentes de falar na cimeira climática

André Kosters / Lusa

O ex-primeiro-ministro e atual secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres

A ONU já tinha anunciado que apenas líderes com um plano de ação climático claro poderiam falar, e parece que António Guterres está decidido em seguir esta diretiva.

O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, foi louvado na quarta-feira por adotar o que os apoiantes chamam de uma “posição poderosa” para enfrentar a crise climática. Guterres vai excluir as principais economias, incluindo os Estados Unidos, de falar na próxima Cimeira de Ação Climática da ONU por não terem planos climáticos adequadamente ambiciosos e pelo seu uso contínuo do carvão.

Isto é realmente algo incrível. Obrigado a António Guterres“, tweetou o cofundador do movimento 350.org, Bill McKibben.

Austrália, Japão, Coreia do Sul e África do Sul serão impedidos de falar pelo seu apoio ao carvão. O Brasil e a Arábia Saudita, que criticaram o acordo climático de Paris, também serão bloqueados. Os Estados Unidos, que anunciaram planos para desistir do acordo, também não terão direito a uma oportunidade para falar, de acordo com o Financial Times.

Justin Guay, diretor de estratégia climática global do Sunrise Project, com sede na Austrália, classificou a iniciativa de Guterres como potencialmente sem precedentes.

https://twitter.com/Guay_JG/status/1174290563232911360

“A cimeira vai concentrar-se em ações climáticas tangíveis. Não será uma cimeira de discursos nacionais. Em vez disso, a cimeira consistirá em compromissos selecionados de coligações de países, empresas e sociedade civil, anunciando uma série de ações e compromissos verdadeiramente ambiciosos e credíveis“, escreveu a ONU no seu site, citada pela Common Dreams.

“Apenas as ações mais ousadas e revolucionárias vão subir ao palco”, disse Amina Mohammed, vice-secretária geral da ONU, na quarta-feira. “Vamos ver na segunda-feira quem vai fazê-lo”.

Mais oportunidades de emprego

António Guterres disse ainda, esta quarta-feira, que a Cimeira de Ação Climática, na próxima semana, será palco para anunciar soluções baseadas no potencial da natureza e o reforço das oportunidades de emprego digno.

O chefe da ONU disse que a Assembleia Geral, que se realiza até 30 de setembro em Nova Iorque, incluindo a Cimeira de Ação Climática no dia 23, não vai trazer todas as soluções, mas vai dar uma nova dinâmica e “impulso aprimorado” no combate às alterações climáticas.

António Guterres adiantou esta quarta-feira, em conferência de imprensa, que a cimeira vai incluir anúncios de planos significativos para reduzir em 45% as emissões de dióxido de carbono durante a próxima década e para chegar à neutralidade de carbono até 2050.

O secretário-geral da ONU sublinhou também que a Cimeira de Ação Climática pretende incluir a discussão de medidas mais drásticas para combater as alterações climáticas como o fim de subsídios no uso de combustíveis fósseis e o aumento do preço a pagar pelas emissões de carbono.

Segundo Guterres, a Assembleia Geral pretende “dar uma maior dimensão a soluções baseadas no potencial da natureza, criar maneiras mais limpas para o método de trabalho nas contribuições da sociedade, consolidar resiliência, proteger as populações e promover empregos decentes para uma transição justa”.

António Guterres relembrou que é importante apoiar o Fundo Verde para o Clima (Green Climate Fund), para o qual “o mundo desenvolvido” deverá contribuir com fundos monetários anualmente a partir de 2020, para reforçar os compromissos com os países em desenvolvimento na adaptação e mitigação dos efeitos das alterações climáticas.

“Jovens estão absolutamente corretos”

A Cimeira de Ação Climática, na segunda-feira, é precedido pela Cimeira da Juventude sobre alterações climáticas, no fim de semana onde o debate vai ser conduzido por jovens ativistas como Greta Thunberg. “É absolutamente notável a liderança e iniciativas que a juventude mostra em todo o mundo”, comentou o secretário-geral, que acrescentou a esperança de que isso tenha impacto nas famílias e casas dos jovens, em toda a sociedade e que chegue também aos governos dos seus países.

“Tenho três netos e não quero ser responsável por viverem num planeta semi-destruído quando chegarem à minha idade”, confessou o secretário-geral da ONU. Guterres considerou que os jovens “estão absolutamente corretos em pressionar-nos para fazermos melhor e unirmo-nos através da ciência”.

Em várias ocasiões, o secretário-geral disse que o mundo está a “perder a corrida contra as alterações climáticas”, que são um “problema trágico para todas as sociedades do mundo”.

O secretário-geral da ONU também mencionou a forma como cada vez mais instituições públicas e privadas incluem o ambiente nas suas preocupações, como bancos ou agências de notação financeira que incluem os riscos climáticos nas suas análises.

Proprietários de infraestruturas e exploradores de recursos naturais, no valor de indústrias de triliões de dólares, que reduzem a utilização de combustíveis fósseis são também “sinais muito fortes dos mercados de setor privado” que podem afetar as decisões políticas no mundo, disse António Guterres.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

23 COMENTÁRIOS

  1. Esta decisão vai traduzir-se em concreto em quê ???…………….. Os sete Países exonerados desta Cimeira da ONU, irão contribuir para o “Green Climate Fund”???… Cimeiras como esta não deveriam por o contrario, ser uma ocasião para encostar a parede e responsabilizar mais uma vez estes Estados ????………… Excluir não é uma boa opção,………digo eu !

    • E a ONU responsabiliza como? A ONU não é um paizinho dos países que dá tautau, obriga e põe de castigo. Você deve andar muito (des)atento ao funcionamento, ao poder e à possibilidade de intervenção das instituições. Esta até é precisamente uma forma de “encostar à parede” muito criativa e nunca ousada. Excluir da participação é uma forma da ONU – que não manda nos países – conseguir fazer uma afirmação com grande impacto perante o mundo – estes são os maiores responsáveis, deviam ter vergonha, não são bem-vindos a estas reuniões enquanto não alterarem as suas politicas ambientais.

  2. “Uma coisa, é uma coisa; outra coisa… é OUTRA COISA”!!!!
    Poluição, é poluição.
    Alterações Climáticas, maioritariamente, é Manipulação Climática.
    – Porque continuam a misturar alhos com bugalhos??
    – Silenciar países??!! Porquê?? Quais as inconveniências que Guterres teme que sejam despejadas e tornadas oficialmente públicas??
    – Até quando vai continuar a hipocrisia?
    Quem pretende destacar-se do Acordo de Paris é porque sabe perfeitamente como as Alterações Climáticas são fabricadas. Eu faria igual. É por demais evidente!!…
    As pessoas apenas vêem o que querem ver… infelizmente é isso.
    Será que a juventude, algum dia, irá perdoá-lo – a ele e a todos os outros! – quando descobrir que está a ser descaradamente enganada???
    A ver vamos…
    Entretanto: ABRE bem esses olhos, JUVENTUDEEEE!!!
    Assinado: Maria da Maia

  3. o colectivismo segue a todo o vapor….

    triste!

    presumo que então não deixe ninguém falar, especialmente os países africanos e asiáticos que são os que mais poluem com plástico.

  4. ONU?!!!! faz tanta falta como a lepra vermelha!!!! organização tipo máfia….mas muito pior……. e revela-se com os acontecimentos dia a dia. Sobre Maduro e outros ditadores esquerdalhas, nem um pio!!!!!!!

  5. Estou admirado com o Guterres! Uma posição de força e hostilizando os EUA de Trump! Força, Guterres! Se poluem, não podem ir fazer de conta que se preocupam só para granjear simpatias do público!

  6. Simplesmente porque podem e querem ou porque querem silenciar quem denunciaria a farsa do aquecimento global? Concordo com boas práticas, agora firmar que existe algo chamado de aquecimento global sem qualquer tipo de provas já é uma mentira descarada. Depois vêm aqui pessoas que não pesquisam só consomem “noticias” fabricadas e afirmam que o aquecimento é um facto. Isto é tudo falácia pseudo-cientifica. Um exemplo de provas em contrário desta farsa é o testemunho e registos efectuados pelo James Cook, ele registou os níveis do mar naquela época na Antárctida e passados todos estes anos tudo continua igual. E o que existe é um descongelar e um re-congelar contínuo e natural ao longo dos anos.

  7. Se é para ir falar sobre melhorias nas condições climáticas, o que é que estes países vão lá fazer. Se lhes derem a palavra é uma perda de tempo ouvi-los, ou então já mudaram de opinião. O mundo divede-se em dois tipos de pessoas: os que acham que o clima está a mudar, para pior, e os que acham que não existem estudos científicos suficientes a provar este facto e acham que o clima está na mesma, ou até mesmo melhor, ou seja, que os rios estão cada vez menos poluídos e têm cada vez mais água, que o gelo que derrete, na estação seguinte já vai congelar, o facto de estar a aparecer a terra que estava por baixo desse gelo, e que começa a ser alvo de cobiça por parte dos países mais poderosos, tudo isto são mentiras, bas consultar o twiter do Sr. Trump.

  8. Se queres conhecer um gajo, dai-lhe poder…Vejam vocês o que está a ocorrer com o antes tão cordial e democrático Sr. Guterres! Está já a calar e CENSURAR vozes dissonantes de si próprio, de seu posicionamento no tocante ao tema em pauta. Não vou usar adjetivos ( tiranete, etc) muito menos insultos. Não é de meu feitio. Mas esta postura, perdoem o galicismo, a mim, me choca. Até mesmo ao país democrático irmão do Brasil vem a calar!!
    Ora ora…Os postos honrosos vem e vão. Mandatos também. Ficará a mancha do arbítrio e da truculência.

RESPONDER

Veneno de cascavel pode ser o segredo para novo analgésico poderoso

Um composto do veneno da cascavel sul-americana pode ser usado para criar um analgésico poderoso. Os testes feitos em animais foram um sucesso. A crotoxina pode ser encontrada no veneno da cascavel sul-americana, Crotalus durissus terrificus, …

O falecido George Solitário, última tartaruga da sua espécie, pode ter parentes vivos

Uma expedição científica encontrou, em Galápagos, uma tartaruga com uma alta carga genética da espécie a que pertenceu o famoso George Solitário. Em 2012, uma tartaruga gigante, conhecida como George Solitário, faleceu com 100 anos. A …

Vídeo de criança vítima de bullying gera onda de apoio global

Internautas de todo o mundo, inclusive celebridades, uniram-se para dar apoio ao menino australiano, de nove anos, que sofre de bullying por causa da sua aparência. De acordo com a BBC, Yarraka Bayles partilhou o vídeo …

Descoberta nova quasipartícula: o π-ton

Foi descoberta uma nova quasipartícula no Instituto de Tecnologia de Viena. Os cientistas batizaram-na de π-ton, uma quasipartícula que contém dois eletrões e duas lacunas. Existem diferentes tipos de partículas. Um deles, as quasipartículas, são excitações …

É oficial. Friends está de volta para um episódio especial

As preces dos fãs foram finalmente ouvidas. O elenco de Friends vai reunir-se para um episódio especial exclusivo na HBO Max. Jennifer Aniston, Courteney Cox, Lisa Kudrow, Matt LeBlanc, Matthew Perry e David Schwimmer voltarão ao …

Dieta ocidental está a deixar as pessoas menos inteligentes

Uma dieta pouco saudável, à base de hambúrgueres e doces está literalmente a deixar as pessoas menos inteligentes apenas no espaço de uma semana. Esta foi a conclusão de um estudo de investigadores da Universidade …

Pedro Proença: Sociedade deve atuar no combate ao racismo

O presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) disse, esta sexta-feira, que a sociedade portuguesa deve atuar no combate ao racismo, violência, xenofobia e intolerância. A Liga vai lançar, durante este fim-de-semana, uma campanha com …

Na última década, Coreia do Norte gastou mais de meio milhão de dólares em cavalos russos

A Coreia do Norte gastou recentemente dezenas de milhares de dólares na aquisição de 12 cavalos provenientes da Rússia, de acordo com os dados alfandegários. A Coreia do Norte gastou quase meio milhão de dólares (584.302 …

O caranguejo "supervilão" do Canadá vai ser transformado em plástico biodegradável

Uma equipa de cientistas no Canadá desenvolveu um plano para transformar uma espécie invasora de crustáceo - conhecida como como caranguejo supervilão - em copos e talheres  de "plástico", usando as suas carapaças para criar …

Covid-19. Tripulante de navio japonês pode ser o primeiro português infetado

Um português que é tripulante do navio Princess Cruises, atracado no porto de Yokohama, no Japão, pode ter sido diagnosticado "positivo" com o novo coronavírus. Contactada pela agência Lusa, a diretora-geral de Saúde, Graça Freitas, afirma …