/

Guterres leva “puxão de orelhas” do Tribunal de Haia

13

André Kosters / Lusa

O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres

O Mecanismo dos Tribunais Penais Internacionais, sediado em Haia, critica o secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, acusando-o de ceder a pressões da Turquia para não renovar o mandato de um juiz deste órgão internacional.

Segundo diz o Sol, está em causa Aydin Sefa Akay, juiz turco que foi acusado no seu país, juntamente com milhares de pessoas – entre as quais magistrados, jornalistas ou artistas – de ter estado ligado à tentativa de golpe de Estado de há dois anos contra o regime do Presidente Recep Erdogan.

Aydin Sefa Akay foi condenado por terrorismo por ter instalado no telemóvel a aplicação Bylock, que permite a troca de mensagens encriptadas, e que o Governo de Erdogan acredita ter sido usada para preparar a tentativa de golpe de Estado de há dois anos.

António Guterres reconduziu no cargo “todos os juízes do Tribunal Penal Internacional” para mais um mandato de dois anos, com excepção do juiz Aydin Sefa Akay.

A situação de não nomear Akay “abre um perigoso precedente”, diz o juiz-presidente do Mecanismo dos Tribunais Internacionais Penais, Theodor Meron, que lamenta a “intromissão de governos nacionais” no funcionamento desta instância.

“Quero manifestar o maior desapontamento e respeitoso desacordo com a decisão de não reconduzir o meu estimado colega, juiz Akay, e expressar as minhas graves preocupações acerca das consequências futuras que esta decisão terá para a nossa instituição e para a justiça criminal internacional de forma geral”, acrescentou Meron.

A situação coloca em causa a independência destes magistrados na análise de questões relativas aos seus países, mas Guterres desvaloriza o caso, considerando que “tinha que respeitar as indicações dos Governos”.

Após o golpe de estado de 2016, que o vice-primeiro ministro da Turquia nega que tenha sido orquestrado pelo próprio Erdogan, o presidente turco lançou uma purga sobre as hierarquias militares, meios académicos e jornalistas.

De acordo com dados da Plataforma turca para o Jornalismo Independente P24, havia o ano passado 165 profissionais dos media detidos na Turquia.

  ZAP //

13 Comments

    • As chamadas contas à socialista… Aquelas que não têm necessariamente de dar certo porque depois há-de aparecer alguém para acertá-las. Siga carvalho…

  1. Resultados de Guterres até agora na ONU: ZERO !
    Se a ONU já era uma instituição meio bloqueada, com Guterres passará a irrelevante.
    Guterres só é sensível aos problemas do Daesh, e dos emigrantes (se forem islâmicos).
    O maluco do Trump conseguiu mais que Guterres na prevenção de conflitos.

  2. Custuma-se dizer que “quem tem cú tem medo” e o António anda sempre com o dele.

    Para ele é importante um segundo mandato na ONU e por isso nem que tenha de aumentar a quantidade de kompensan, ele prefere continuar a engolir sapos, para assim continuar a agradar aos poderosos.
    A cobardia dele, não é diferente da vassalagem que muitos lideres neste mundo sem valores, continuam a prestar aos verdadeiros poderosos.
    Veja-se o exemplo daqueles que por exemplo se recusam a receber o Dalai Lama, um homem claramente de paz, a quem uma larga maioria de lideres cobardes se recusam a receber para não afectar a sensibilidade da potência expansionista que invadiu o seu país.
    Veja-se o exemplo de um homem que muito admiro, como o Papa Francisco que se recusou a receber-lo sem nenhum motivo válido no Vaticano.

    A cobardia do António não é diferente, de outros lideres, que se vergam sobre os seus interesses pessoais, em detrimento do que é justo e correcto.
    A esta cobardia normalmente chamamos real politics.

    • Quanta ignorância!…
      Como se a ONU fosse alguma “autoridade” com autonomia para fazer o que quer sem ouvir (ou prestar contas) aos seus membros (países)!…

    • Este Fonseca Galhão… é uma ave rara. Logo a começar pelo nome…
      E depois começa logo o seu comentário de caixão à cova com a tirada “Custuma-se”… Depois disto, Galhão… o mundo nunca mais será o mesmo

  3. …só por brincadeira ou desconhecimento do que aconteceu a Portugal entre 1995/2002, é que alguém podia achar que aqui o Guterres seria Presidente de porra alguma… lol…lol…
    Nem Primeiro Ministro de Portugal Ele soube ser… que é muito fácil… lol…lol…
    Tenham dó…

    • Bravo Joao Mouro!
      Eu diria que nao é por bricadeira… acreditam mesmo que enquanto PM trabalhou em prol de Portugal que deixou de tanga… coitados!
      Se assim fosse nao o brindavam com tao alto poleiro.
      O povinho precisa de crescer politicamente e quando atingir a maturidade e nao vender o voto por promessas, nada feito pois politicos como este esfregam as maos de contentes.
      A titulo de exemplo procuram saber os que se passou com as negociatas da principal fonte de energia deste país (carvao) no tempo do seu “reinado”…

  4. com uma europa decadente e governada por sabujos e um mundo de joelhos aos pes das plataformas de petroleo , o que se pode esperar de marionetas deste tipo e formato? provavelmente sera reeleito e os juizes serao por sua vez destituidos e desconsiderados… e uma voz vinda das profundezas da terra dira fechem os olhos que um belo presente estara para vos ser dado em breve!!!!!pummmmmm!!!!! ……..

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.