Greta Thunberg vence prémio Gulbenkian para a Humanidade

Rodrigo Antunes / Lusa

Greta Thunberg em Lisboa

A ativista sueca venceu, esta segunda-feira, a primeira edição do prémio Gulbenkian para a Humanidade, no valor de um milhão de euros, que vão ser aplicados no combate às alterações climáticas.

Numa mensagem áudio dirigida à cerimónia de apresentação do prémio, o presidente do júri e ex-Presidente da República, Jorge Sampaio, salientou que Greta Thunberg “conseguiu mobilizar as gerações mais novas para a causa do clima”.

Através da fundação com o seu nome, Greta Thunberg vai aplicar o dinheiro do prémio – um milhão de euros – em ações de combate às alterações climáticas, começando pela campanha SOS Amazonia, dedicado a ajudar as populações da Amazónia a enfrentarem a pandemia da covid-19, com 100 mil euros.

Outros 100 mil euros vão ser encaminhados para a Stop Ecocide Foundation, que pretende criar a figura criminal do “ecocídio” no caso de atentados em massa contra o meio ambiente e a natureza.

De acordo com o jornal Público, a ativista sueca deverá vir a Lisboa receber o prémio desta primeira edição do concurso, que teve as alterações climáticas como estreia e que recebeu 136 candidaturas.

“O Prémio Gulbenkian para a Humanidade distingue percursos inovadores com elevado potencial para auxiliar processos de mitigação das e/ou adaptação às alterações climáticas, uma das maiores ameaças do século, com consequências devastadoras no bem-estar das gerações atuais e futuras, na economia e nos ecossistemas naturais”, lê-se no anúncio da distinção, citada pelo diário.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

9 COMENTÁRIOS

  1. Prémio Humanidade! Humanidade????
    Grande júri! Grande???
    Sampaio como presidente do grande júri! Qual o currículo do Sampaio em questões de defesa do ambiente???
    Este provavelmente será um dos prémio mais pacóvios de que tenho acontecimento. Um conjunto de pacóvios a dar um prémio a uma pacóvia, mas com muita vaidade à mistura. Afinal, não é todos os dias que o auto-intitulado GRANDE júri atribui um prémio à HUMANIDADE.
    O que vale às pessoas (às pessoas reais, não ao conceito abstracto de “humanidade”) é que há algumas delas que todos os dias, e desde há muito tempo, se preocupam com o ambiente, numa atitude positiva (em vez de se queixarem que lhe arruinaram a infância) e pró-activa (estudando, trabalhando e encontrando soluções em prol de um melhor ambiente, em vez de faltarem às aulas ou ficarem sentadas à espera que outros encontrem soluções).
    Essas pessoas podem não enfiar as pernas na água para tirar fotografias para aparecer na capa da Time, podem não ser convidadas pelas Nações Unidas, podem não ganhar o prémio HUMANIDADE atribuído pelo GRANDE júri, mas certamente fazem (e fizeram) muito pelo ambiente, mesmo quando a defesa do ambiente se transformou num dos maiores folclores de que há memória. Oxalá essas pessoas não se cansem, pois parece que o GRANDE júri se cansou de as procurar e de as apoiar.

    • Chiça, ó homem beba lá mais uma cachaça ou um bagaço e vá ligar ao seu colega do chega, não venha para aqui fazer essa figurinha!

    • O Jorge Sampaio pode não ter currículo relevante mas o mesmo não se pode dizer do Miguel Bastos Araújo que presidiu ao Comité de Especialistas. RC, tiveste tempo para te candidatares ao prémio, já que as candidaturas começaram em janeiro. É que, na vida real, ninguém vai à procura de ninguém a não ser quando precisam de ajuda, certo?

      • Miguel Bastos Araújo? Tem a certeza do que está a dizer?
        Há pessoas que são famosas porque aparecem e que aparecem porque são famosas…
        E depois há aquelas pessoas que fazem coisas, e que às vezes não são famosas nem aparecem, talvez porque estejam demasiadamente ocupadas a fazer coisas…
        Mas enfim, e rapariga das tranças deve concordar comigo, até porque já disse que irá doar a totalidade do prémio a quem está de facto a fazer coisas (oxalá seja verdade, pois estes casos são RARÍSSIMAS). A ser verdade, a rapariga das tranças fará o que o grande júri não foi capaz de fazer, mesmo sendo grande e tendo um prémio para a humanidade.

  2. Que bom que esta bela fundação Portuguesa está a contribuir para um mundo melhor com este prémio que apoia projetos de desenvolvimento humano e ecológico. Não há planeta B!

    • Não há, mas deveria haver uma solução “b” e “c”, não é uma miúda rica e de uma família de activistas profissionais e sem qu7alquer formação na área, quem mo vem dizer! É preciso viver num mundo de estúpidos para se dar tanta atenção a uma catraia, quando milhares de cientistas já chamam a atenção para os problemas ambientais desde a década de 60! Vivemos num mundo de ignorantes, estupidificado e com vaidade nisso. Para um problema destes não um cérebro “b”!

  3. Talvez o dito “prémio” devesse ter sido atribuído aos Sponsors e não a Instrumentalizada. Mas compreende-se que após a historia do Prémio Nobel, a garota ficasse frustrada e em casa tornando-se insuportável, tinha-se que se encontrar uma solução. Todos sabemos como acalmar birras, as crianças acalmam-se quando se lhe dá um rebuçado !

RESPONDER

Rochas antigas de Vénus apontam para origem vulcânica

Uma equipa internacional de investigadores descobriu que alguns dos terrenos mais antigos de Vénus, conhecidos como "tesserae", têm camadas que parecem consistentes com atividade vulcânica. A descoberta pode fornecer informações sobre a enigmática história geológica …

Na África do Sul, há uma associação entre violência sexual e gravidez indesejada

Na África do Sul, as meninas que sofreram violência sexual têm maior probabilidade de relatar uma gravidez indesejada em comparação com aquelas que nunca sofreram violência sexual. Na África do Sul, a taxa de gravidez na …

Hackers russos associados ao ataque em hospital alemão que resultou na morte de uma paciente

O ataque informático num hospital alemão na semana passada, que resultou na morte de uma paciente em estado crítico, pode ter sido causado por um grupo russo com ligações ao crime cibernético. A informação é …

Paços 0-2 Sporting | “Leão” competente estreia-se com triunfo

Após o adiamento do jogo da primeira jornada ante o Gil Vicente, devido a vários casos de Covid-19 nas duas equipas, o Sporting estreou-se na Liga NOS 2020/21 e não vacilou. Na visita ao Paços de …

Medicamentos para a tensão arterial diminuem mortalidade em doentes com covid-19

Um estudo de meta-análise concluiu que medicamentos para a tensão arterial, ao contrário do que se pensava, reduzem a mortalidade em pacientes com covid-19. No início da pandemia, havia a preocupação de que certos medicamentos para …

A ilha mais povoada do Hawai pode perder 40% das suas praias até 2050

A subida do nível das águas do mar pode fazer com que a ilha mais povoada do Havai perca 40% das suas praias, alerta uma nova investigação. Em causa está a ilha de Oahu, a …

Pela primeira vez em 10 anos, a Wikipédia vai mudar de aparência

A icónica Wikipédia vai, pela primeira vez em 10 anos, ser modificada para tornar o site mais acessível - e menos "assustador" - para novos utilizadores. A Wikipédia tem sido parte integrante da cultura da web …

Encontrados medicamentos ilegais em suplementos para o cérebro

Cientistas encontraram medicamentos ilegais, não aprovados nos Estados Unidos, em suplementos que alegadamente melhoram o desempenho cognitivo. Clareza mental, criatividade aprimorada e uma memória extremamente nítida são algumas das promessas feitas a quem compra suplementos de …

Voluntários oferecem-se para cumprir pena de jovem acusado de blasfémia

Num ato de solidariedade, 120 voluntários pediram para cumprir a pena de um jovem nigeriano condenado a 12 anos de prisão por blasfémia. Entre os voluntários está o diretor do Memorial de Auschwitz. Ao todo, 120 …

ADN ajuda a identificar assassino em série num dos mais infames casos da Austrália

Uma amostra de ADN ajudou a justiça australiana a considerar um homem como culpado pelo assassinato de duas mulheres na década de 1990, encerrando um caso que permaneceu sem solução durante quase 25 anos. Durante quase …