Greta Thunberg regista “Fridays for Future” (e o seu próprio nome) como marca

A jovem ativista ambiental Greta Thunberg disse, na quarta feira passada, que registou o seu próprio nome e do seu movimento de protesto global “Fridays for Future” como marcas registadas.

O anúncio foi feito na sua conta do Instagram. “O meu nome e o movimento #FridaysForFuture estão a ser constantemente usados para fins comerciais sem qualquer consentimento”, escreveu a sueca de 17 anos. “Garanto-vos: eu e os outros grevistas escolares não temos absolutamente nenhum interesse em marcas registadas. Mas, infelizmente, isto precisa de ser feito”.

No texto que escreveu no Instagram, Greta queixou-se de que “ainda existem pessoas que estão a tentar passar por mim ou falsamente alegar que me representam” para comunicar com pessoas de alto nível, políticos, media, artistas etc”. Segundo a ativista, também houve casos de marketing, venda de produtos e pessoas a recolher dinheiro “em meu nome e do meu movimento”, escreveu.

“É por isso que solicitei o registo do meu nome e do Fridays for Future como marcas registadas. Esta ação é para proteger o movimento e as suas atividades”.

View this post on Instagram

Impostors, trademarks, commercial interests, royalties and foundation… First: Unfortunately there are still people who are trying to impersonate me or falsely claim that they "represent" me in order to communicate with high profile people, politicians, media, artists etc. Please be aware that this is happening and be extremely suspicious if you are contacted by ”me” or someone saying they ”represent” me. I apologize to anyone who has been contacted – and even misled – by this kind of behavior. Second: My name and the #FridaysForFuture movement are constantly being used for commercial purposes without any consent whatsoever. It happens for instance in marketing, selling of products and people collecting money in my and the movement’s name. That is why I’ve applied to register my name, Fridays For Future, Skolstrejk för klimatet etc as trademarks. This action is to protect the movement and its activities. It is also needed to enable my pro bono legal help to take necessary action against people or corporations etc who are trying to use me and the movement in purposes not in line with what the movement stands for. I assure you, I and the other school strikers have absolutely no interests in trademarks. But unfortunately it needs to be done. Fridays For Future is a global movement founded by me. It belongs to anyone taking part in it, above all the young people. It can – and must – not be used for individual or commercial purposes. And third: together with my family I’m setting up a foundation. It’s already registered and existing, but it not is not yet up and running. This is strictly nonprofit of course and there are no interests in philanthropy. It is just something that is needed for handling money (book royalties, donations, prize money etc) in a completely transparent way. For instance, taxes have to be paid before we can give them away to specified purposes and charities. This takes a lot of time and work, and when the foundation is fully up and running I will tell you more. The foundation’s aim will be to promote ecological, climatic and social sustainability as well as mental health. Love/ Greta

A post shared by Greta Thunberg (@gretathunberg) on

Greta Thunberg, cujos protestos atraíram milhões de jovens em todo o mundo, também disse que está a montar uma fundação sem fins lucrativos para lidar com o lado financeiro do “Fridays for Future”, como royalties de livros, doações e prémios em dinheiro. A adolescente insiste que a fundação seria “completamente transparente”. “O objetivo da fundação será promover a sustentabilidade ecológica, climática e social, bem como a saúde mental”, escreveu o ativista.

A luta climática de Thunberg começou silenciosamente em agosto de 2018, quando deixou a escola durante as primeiras três semanas e depois, às sextas-feiras, para passar o dia fora do parlamento da Suécia com uma placa que dizia “Greve escolar pelo clima”. Desde então, tornou-se o rosto por trás do movimento de protesto global.

A jovem sueca esteve nas últimas semanas nos Estados Unidos para participar numa conferência climática das Nações Unidas, além de outras iniciativas, e onde chegou depois de ter conseguido um meio de transporte ecológico: viajou num veleiro de competição que não emite carbono para a atmosfera.

Greta foi escolhida como “Personalidade do Ano” pela revista Time, que colocou na capa uma fotografia da jovem, tirada na costa portuguesa, sob o título “O Poder da Juventude”

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. AhAhAh!
    Os media da Propangada , resulta nestas aberrações.
    A “Pobreza” da Humanidade, é pior que a “Pobreza” material.

  2. Salvemos o Planeta
    POLUIÇÃO = CATÁSTROFE!
    Texto elaborado em 2008!

    A Greta, não tem argumentos nem apresenta ideias que nos ajude a avançar e progredir, no domínio da Poluição ambiental.
    Leiam “se tiverem paciência” o artigo de opinião que escrevi há já 12 anos, sobre este assunto e digam de Vossa justiça…

    A nossa atmosfera, encontra-se saturada de CO2!!!…
    As nossas águas, poluídas!
    As nossas terras, contaminadas!

    O aquecimento global já se faz sentir. As temperaturas invernais são mais clementes pois têm vindo a aumentar progressivamente, provocando o degelo dos glaciares em toda a parte do globo, mas também nos pólos (Norte e Sul) e por consequência a subida dos oceanos que a continuar, poderá causar enormes problemas em certas zonas costeiras do globo, que têm pouco relevo.
    Milhões de quilómetros quadrados de terra poderão vir a ficar submersas se nada for feito hoje, no sentido de contrariar essa tendência para um amanhã que se presume ameaçador.
    O tempo urge! São necessárias medidas drásticas. Temos que agir enquanto é tempo, pois a sobrevivência do planeta num futuro próximo e das gerações vindouras, depende daquilo que fizermos ou não, no momento actual. Se não agirmos muito rapidamente com medidas muito enérgicas, estaremos a condenar o planeta e toda a forma de vida nele existente, a uma inexorável morte por asfixia. Envenenamento!
    As estações do ano já não são o que eram, há quatro ou cinco décadas.
    A instabilidade do tempo é notória.
    Tudo isto se deve à ganância, de uma grande quantidade de empresas multinacionais, que não olham a meios para conseguirem alcançar os seus objectivos; o lucro. Também se deve à conivência dos governos, que não colocam entraves, pois eles consideram que quanto mais essas empresas ganharem, mais impostos entrarão nos cofres dos estados.
    A industrialização é uma coisa fantástica, mas terá que ser controlada com um certo rigor pelas entidades competentes. Não se fiscaliza o suficiente para garantir o respeito de certas normas ou então, fiscaliza-se mal!
    Há já algum tempo que começa a haver alguns cuidados, principalmente no que diz respeito à concepção das novas máquinas, susceptíveis de poluírem o ar que respiramos. O automóvel. Mas não chega.
    Temos que recorrer com muito mais garra, à utilização de energias renováveis. O Sol, o Vento e as Águas quer do mar, quer dos rios, são enormes fontes de energia que se fossem bem aproveitadas, seriam boas alternativas ao petróleo, ao gás e ao carvão. Com um aproveitamento máximo dessas energias, poderíamos reduzir numa grande percentagem, o recurso desenfreado actual às energias poluentes. Claro que é necessária muita vontade da parte das empresas e também da parte dos estados.
    Claro que para que isso fosse possível, seria necessário um enorme esforço financeiro.
    Mas, por falar em dinheiro!
    Alguém já se perguntou, a enormidade de milhões que custa uma super-plataforma?
    Alguém já se perguntou, quantos milhares existem dessas plataformas?
    Alguém já se perguntou, quantas centenas de milhões são gastos, cada vez que Ciclones, Furacões, Tornados e Tempestades tropicais fustigam essas plataformas?
    Alguém já se perguntou, quantos milhares de milhões são gastos por ano, nessas perfurações feitas em mares profundos e que entram, vários quilómetros nas entranhas da terra, muitas vezes sem proveito algum?
    Alguém já se perguntou, quanto custa um super-petroleiro e a grande quantidade existente desses mesmos?
    Alguém já quantificou com financeiramente o prejuízo causado, cada vez que um desses gigantes naufraga? E esse prejuízo não é só material, mas também e sobretudo ambiental.
    Alguém já se perguntou, quanto custa a construção de uma dessas enormes refinarias, que transformam o crude, naqueles combustíveis com que enchemos os depósitos dos carros, barcos e aviões?
    Avaliai e somai tudo honestamente e depois esclarecei-nos sobre as razões que vos levam a recusar investir a sério, nas energias renováveis!
    Voltando ao automóvel!
    O ignorante que eu sou, vem aqui fazer um apelo!
    Os cientistas que trabalham nessa área deveriam aplicar-se na concepção de viaturas eléctricas, especialmente criadas para o tráfico rodoviário urbano, mas com preços substancialmente mais acessíveis do que os praticados actualmente e também com uma autonomia substancialmente superior. Isso torna-se possível se diminuírem o tamanho, o peso e o volume dos automóveis, mas também o peso e o volume das baterias.
    (Deveriam ser viaturas, do tipo daquelas que não precisam de carta de condução. Só que deveriam ser eléctricas e com quatro lugares no mínimo, mas também com outro desenho esteticamente mais atraente e com um aerodinamismo que cortasse mais o ar, em vez de o empurrar.
    Também deveriam ser isentas, do selo de circulação e de imposto automóvel. (Para compensar quem as utiliza).
    Os cientistas deveriam investir os seus esforços, na criação de baterias duas ou três vezes mais leves e com pelo menos, o dobro de autonomia. As carroçarias e o interior dos carros deveriam ser repensados de maneira a ajudar na redução do peso e por conseguinte, no consumo de energia sem perda do conforto.
    Se conseguíssemos fazer com que no interior das cidades do mundo inteiro, fossem utilizadas no transporte de pessoas, apenas viaturas com motores eléctricos, o nível de poluição seria substancialmente reduzido.
    Nas maiores cidades do mundo, que são autênticas metrópoles (algumas têm mais de uma vez e meia a população de Portugal), o ar seria quase limpo de dióxido de carbono e portanto daria gosto viver nessas cidades.
    As casas deveriam ter um isolamento eficaz e serem de preferência aquecidas com energias renováveis, exemplo; solar, eólica, ou hidráulica.
    Infelizmente, a poluição não deriva apenas da indústria, que consome exageradamente combustíveis como o petróleo, o gás natural, ou o carvão e que polui a atmosfera, com a emissão de enormes quantidades de gases tóxicos.
    A agricultura tem a sua quota-parte, na situação em que se encontra o nosso globo.
    O uso abusivo de pesticidas, herbicidas insecticidas e outros produtos agressivos e até corrosivos, também contribui e em muito para a contaminação das terras e dos fios de água, que passam debaixo dessas mesmas terras.
    A qualidade dos produtos da terra ressente-se, e de que maneira. Que o diga a nossa saúde. As nuvens que sugam essas águas, aliadas a uma atmosfera muitas vezes no limite do respirável, ejectam em seguida as tais chuvadas ácidas, que tanto mal fazem à nossa agricultura e como é óbvio, à nossa saúde.
    No que diz respeito à poluição das águas, a responsabilidade não é unicamente da indústria automóvel e dos agricultores! Também existem muitos outros industriais sem escrúpulos, por exemplo; fabricantes de tintas e diluentes, que praticam enormes despejos de diluentes e outros produtos químicos (nos rios e ribeiros), perigosos não só para os animais aquáticos (peixes), mas também aves e outros animais que necessitam dessa água para sobreviverem e principalmente, para a saúde do ser humano.
    Como se não bastasse, temos a poluição dos mares e praias com naufrágios de petroleiros. Também as lavagens em alto mar desses mesmos, não cessam de poluir o mar que traz enormes quantidades de resíduos até às praias em toda a parte do mundo, chacinando aos milhões peixes e aves marinhas.
    A desflorestação, também contribui para acentuar a falta de qualidade do ar que respiramos. Ao destruir florestas, destruímos também os pulmões da terra que filtram e limpam, esse mesmo ar.
    É necessário combater a poluição não só com palavras, mas sobretudo com acções no terreno. Lutemos participando! Reciclar é já uma forma de combate. Nós temos não só o dever, mas também a obrigação moral, de participar nessa luta.
    Uma única pessoa não salva o mundo, mas nós somos cerca de sete mil milhões de seres humanos e devemos lutar em conjunto.
    Eu meto o meu lixo, no ecoponto mais próximo da minha casa.
    O vidro no vidrão, o plástico, o esferovite que vem dentro dos cartões para protegerem os electrodomésticos, assim como as embalagens de leite e as embalagens metálicas, todas no mesmo contentor amarelo, o papel e cartão no contentor azul e o lixo orgânico, no respectivo contentor. Também vou aos pilhões que se encontram à entrada das grandes superfícies de alimentação, onde deposito as minhas pilhas usadas.
    Para continuar nesse combate, comprei electrodomésticos, frigorífico e máquina de lavar roupa, classe A, que são aparelhos que reduzem substancialmente o consumo de energia. Poupando energia, poupamos dinheiro e também o ambiente.
    Cada vez que levo o meu carro à oficina, peço sempre para; afinarem o motor e encherem os pneus com a pressão adequada. Com essas medidas poupo energia, pneus e ambiente. São três, num.
    Isto é o mínimo que cada um de nós pode e deve fazer, se quisermos melhorar a qualidade do ar que respiramos.
    A continuação da vida na terra, depende e em muito das nossas acções por ou contra o ambiente.
    Respeitemos a terra, respeitando o ambiente!
    M. A. R. Da Silva

    • Pela “longa conversa”, só demonstras que tla como a Greta, não tem conhecimentos nenhuns da Materia do Ambiente.
      A consequencia de porem Papagaios a “mandar” no Planeta os tais Burros da Biliblia (não sabem o que dizem, nem sabem o que fazem) é que se está a DESVIAR as ATENçÕES daquilo que é realmente GRAVE!
      Não há problema grave com o CO2, e qualquer medida que se venha a tomar não irá ter qualquer benefecio em materia da Humanidade.
      Dizia a burra da Angela Merkel, que a Politica é uma questão de Psicologia. Ora, o Jeronimo do Parolos Cinicos, não diria melhor.
      O CO2 é outra “jogada” dos “Espiritos Pobres e da Pobreza” ( defensores de trabalhadores e tudo e mais alguma coisa) que redunda num Aumento de Impostos, um Aumento de Custos para o Povo, ou seja, um “empobrecimento” tanto do Dinheiro como da “privação” de bens materiais actualmente disponiveis.
      Grave é por exemplo coisas como o Corna Virus que num abrir e fechar de olhos aniquila a Humanidade! Nem dá tempo a ver ou a respirar!
      E, coisas como o Corona Virus são o resultado de praticas de aberrados Comunas que julgam que por Decrrto conseguem “DOminar” tudo e todos e todos os acontecimentos. Anberração claro, esses dos marxismos que se “apoderam” do expediente Juridico julgando-se assim “DOnos” da Humanidade.

RESPONDER

Luís Filipe Vieira reeleito com 62,59% dos votos

Luís Filipe Vieira foi reeleito para um sexto mandato como presidente do SL Benfica, com 62,59% dos votos dos sócios. Vieira está à frente do emblema da Luz desde 2003. Nem a pandemia travou os sócios …

Sporting 3-1 Gil Vicente | “Pote” de ouro na recta final

Sofrimento e alívio. O Sporting esteve a perder em casa por 1-0 com o Gil Vicente até aos 82 minutos, mas deu a volta ao marcador num curto espaço de tempo, acabando por fixar o …

Descoberto na Austrália recife de coral mais alto do que o Empire State Building

Um novo recife "maciço" de 500 metros foi descoberto na Grande Barreira de Corais da Austrália, tornando-o mais alto do que alguns dos arranha-céus mais altos do mundo. Os cientistas encontraram o recife separado - o …

Encontrados restos de ossos e madeira em pregos que terão sido usados na crucificação de Jesus

Um geólogo israelita analisou pregos supostamente associados à crucificação de Jesus Cristo e descobriu que os objetos contêm traços de osso e madeira. Em 1990, durante a escavação em Jerusalém do túmulo de Caifás, o sumo …

Oreo construiu um "Cofre do Apocalipse" para proteger as suas famosas bolachas

Depois do Svalbard Global Seed Vault, que guarda mais de um milhão de amostras de sementes num bunker, e o Arctic World Archive, que preserva os dados do mundo de hoje, a Oreo criou um "Cofre do …

"O Palmeiras sabe quem é o Abel?" - as dúvidas no Brasil, parte II

Abel Ferreira deverá ser confirmado como novo treinador do Palmeiras nesta sexta-feira. No Brasil voltam a surgir questões sobre as contratações de técnicos estrangeiros. Lembra-se de Marco de Vargas, o jornalista da FOX Brasil que não …

Guru de seita de escravas sexuais condenado a 120 anos de prisão

O guru de uma seita de escravas sexuais, conhecida como NXIVM, foi condenado a 120 anos de prisão. Foi considerado culpado de obrigar mulheres a fazer sexo com ele. Keith Raniere, guru da seita de escravas …

Jogadores do Atlético de Madrid "apanhados" a falar sobre João Félix

Saúl e Oblak elogiaram o jovem português, durante o intervalo da receção ao Salzburgo. Tom diferente teve uma conversa entre jogadores do Real Madrid. João Félix voltou às grandes noites nas competições europeias. Depois de já …

Creches "verdes" na Finlândia mudaram o sistema imunitário das crianças

Um pequeno experimento mostra que brincar numa "pequena floresta" durante apenas um mês pode ser o suficiente para mudar o sistema imunitário de uma criança. De acordo com o site Science Alert, várias creches na Finlândia …

Museus holandeses apertam a segurança após assaltos a objetos nazis

Uniformes da SS, armas de fogo e paraquedas estão entre os objetos nazis que estão a ser roubados de museus de guerra holandeses. De acordo com o jornal The Guardian, museus de guerra por todos os …