Grécia quer acordo com credores mas sem “condições humilhantes”

guengl / Flickr

Alexis Tsipras, primeiro-ministro da Grécia

Alexis Tsipras, primeiro-ministro da Grécia

O primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, disse este sábado que o seu Governo pretende alcançar uma solução viável para a Grécia, mas recusou um acordo com “condições humilhantes” ou algo que resolva apenas os problemas a curto prazo.

“Não vamos aceitar condições humilhantes nesta negociação. A grande maioria social não pode pagar novos ajustes”, afirmou Alexis Tsipras na comissão central do seu partido, o Syriza.

O primeiro-ministro da Grécia reiterou que as negociações com as instituições credoras – Comissão Europeia, Banco Central Europeu e Fundo Monetário Internacional – não vão “comprometer as exigências sobre o IVA, no trabalho ou outras esferas”.

A oposição do Governo aos cortes salariais e pensões, à liberalização do mercado de trabalho e à reforma do IVA são algumas das questões que geram grande desacordo com os credores.

No final de Fevereiro, os parceiros da zona do euro chegaram a acordo com a Grécia e alargaram o segundo resgate até ao final de Junho para tentar chegar a acordo sobre as reformas do país.

Alexis Tsipras voltou a defender que o pacto com os parceiros internacionais não pode significar um aumento da desigualdade social ou implicar novos cortes, porque a sua intenção é promover um novo modelo de produção baseado na redistribuição da riqueza.

Para o primeiro-ministro, o pacto adicional deve incluir a reestruturação da dívida e um pacote de financiamento para impulsionar o crescimento económico: “Tal acordo seria a chave para fortalecer a luta real contra a elite política que destruiu a base produtiva e do tecido social do país”, disse.

/Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. À bloco de esqª! Silêncios bicéfalos?
    Conversa de tesos e trajados simplórios, com aneis reluzentes e
    promessas da treta pois sabem ao que o povo se presta.

RESPONDER

Franceses não dão tréguas. Greves podem durar até ao Natal

As mobilizações em França contra a reforma dos sistema de pensões, que paralisam vários setores mas sobretudo os transportes públicos, entraram no seu nono dia esta sexta-feira e podem continuar até ao Natal. Os sindicatos de …

Treinadores portugueses dominam provas europeias. Vão 9 a sorteio

Nove treinadores portugueses vão continuar das provas europeias, que incluem a Liga Europa e a Liga dos Campeões. Ao todo, seguem nas competições 48 clubes, que vão ver o seu futuro decidido no sorteio da …

Aumentos da Função Pública. Frente Comum abandona negociações com o Governo (e já pensa em formas de luta)

A Frente Comum dos Sindicatos da Administração Pública abandonou as negociações com o Governo sobre as medidas a incluir no próximo Orçamento do Estado, indignada com os aumentos salariais de 0,3% propostos pelo Executivo. Segundo relatou …

Alphonso Davies. De refugiado no Gana a um dos maiores prodígios da Baviera

Alphonso Davies é um dos maiores talentos do futebol mundial na atualidade. O jogador nasceu num campo de refugiados no Gana e brilha agora nos relvados de Munique. Nascido já no novo milénio, Alphonso Davies é …

Bruxelas deverá aceitar redução do IVA da luz por escalões de consumo

A intenção do Governo de aplicar uma redução do IVA da eletricidade por escalões de consumo deverá ter o aval da Comissão Europeia. A notícia é avançado pelo Jornal de Negócios, que recorda que, em abril, …

Diretora da RTP boicotou investigação do "Sexta às 9" a instituto onde deu aulas

A diretora da RTP Maria Flor Pedroso confessou ter informado a diretora de uma instituição de ensino sobre uma investigação que estava a ser feita pela equipa do programa "Sexta às 9". Há uma nova polémica …

Bruno Lage renova com o Benfica até 2024

O treinador do Benfica, Bruno Lage, renovou o contrato até 2024, anunciou hoje o clube campeão português de futebol, no seu site oficial. Bruno Lage, de 43 anos, assumiu o comando da equipa principal do Benfica …

Autonomia para a contratação nos hospitais continua a depender de Centeno

Os hospitais já não precisam de autorização do Ministério das Finanças para substituir os profissionais de saúde. Porém, se quiserem ter total autonomia, continuam a precisar da aprovação do ministério tutelado por Mário Centeno. Na quarta-feira, …

Portugal garante duas entradas diretas na Champions de 2021/22

Portugal assegurou esta quinta-feira que vai terminar a época 2019/20 no 'top 6' do ranking de clubes de UEFA, garantindo duas entradas diretas, mais uma equipa na terceira pré-eliminatória, na Liga dos Campeões de futebol …

EDP processa Estado e reclama 717 milhões de euros

A EDP está a processar o Estado português, exigindo uma compensação de 717 milhões de euros devido ao antigo fundo de hidraulicidade. O Governo recusa essa hipótese. A EDP avançou com um processo contra o Estado …