Governo trava barragem do Fridão. EDP pode vir a receber 200 milhões de euros

PSD / Flickr

Luis Marques Mendes

O Governo tinha de decidir até 18 de abril sobre a eventual construção da barragem do Fridão, no rio Tâmega. Segundo Luís Marques Mendes, a resposta será negativa e a EDP pode vir a ser indemnizada.

O Governo português já tomou a decisão sobre a barragem do Fridão, no rio Tâmega. Segundo Luís Marques Mendes, a decisão passa por não avançar com o projeto.

“O Governo tem de decidir se avança ou não com a barragem do Fridão até fim de abril. Ao que apurei, a vontade do Governo é não avançar”, disse o comentador no espaço de comentário habitual no Jornal da Noite de domingo da SIC, acrescentando que “falta saber como indemnizar a EDP”.

Em janeiro, João Matos Fernandes, ministro do Ambiente, tinha revelado que a decisão iria ser tomada até 18 de abril e a “razão principal de fazer ou não fazer a barragem de Fridão tem a ver com o compromisso de atingir determinadas metas de energia renovável até 2030”.

Segundo o Jornal de Negócios, a construção desta barragens está prevista há mais de uma década, no âmbito do Plano Nacional de Barragens. Todavia, a EDP – empresa à qual o complexo hidroelétrico foi concessionado – e o Governo têm adiado a sua concretização.

O ministro acrescentou no Parlamento que a decisão do Governo de não avançar com a barragem implicaria o pagamento “superior a dois milhões de euros” à EDP, que tinha a concessão deste complexo hidroelétrico.

No entanto, uma notícia do Público avança com números muito diferentes e superiores. O jornal refere, citando João Matos Fernandes, que não avançar com a construção da barragem de Fridão significa ter de devolver à EDP os 218 milhões de euros pagos, em 2009, ao Governo de José Sócrates, como contrapartida financeira pela exploração.

A construção desta barragem estava a ser alvo de contestação por parte dos ambientalistas, nomeadamente pelos perigos que poderia representar para a população de Amarante, entre outros impactos.

O Instituto da Água chegou mesmo a fazer estimativas quanto ao impacto de um eventual rompimento da barragem, que poderia levar a que o centro histórico de Amarante fosse atingido por uma onda de 14 metros em apenas treze minutos.

A albufeira da barragem de Fridão afetaria os concelhos de Amarante, Cabeceiras de Basto, Celorico de Basto, Mondim de Basto e uma pequena parcela do território de Ribeira de Pena.

“Overdose de familiares no Governo é um abuso”

A entrada da mulher do ministro Pedro Nuno Santos, Ana Catarina Gamboa, para a chefia do gabinete de Duarte Cordeiro só criou polémica porque os dois “são vítimas de overdose de governantes, familiares uns dos outros, que existe neste Governo”.

“Em circunstâncias normais, este caso não era caso. A mulher de Pedro Nuno santos já era chefe de gabinete de Duarte Cordeiro na Câmara de Lisboa. Se Duarte Cordeiro passou para o Governo, era natural que ela o acompanhasse como colaboradora”, afirmou Marques Mendes, considerando, porém, que há uma “overdose de familiares no Governo.”

Para o comentador político, Pedro Nuno Santos e Ana Catarina Gamboa “são vítimas do que José Miguel Júdice aqui disse, há dias, que o que é demais é erro”.

Em relação às declarações do ministro das infraestruturas, nas explicações que deu na sequência da polémica, Marques Mendes afirmou que “mostra coragem. E é de chamar a atenção a António Costa que esta sua tendência para ter governos em circuito fechado só lhe cria problemas. Ganha votos com os passes sociais e perde com a overdose de familiares no Governo”.

Lei de Bases da Saúde é “folclore”

Luís Marques Mendes criticou aquilo que classificou de “manobra tática” destinada a fazer face a um dossiê em que “o Governo está muito desgastado e em grande medida precisa da bênção da esquerda”. “António Costa quer isto apenas para desviar as atenções.”

Para o comentador, o país não precisa “para nada” de uma nova lei de bases, estando apenas a criar uma grande expectativa nas pessoas quando, na prática, “não muda nada”.

É folclore, fica tudo no papel, não altera nada“, quando o que existe é um problema gigante de necessidade de investimento que deveria justificar “um consenso alargado” entre partidos políticos para fazer face aos problemas do Serviço Nacional de Saúde, “uma conquista inestimável” do pós-25 de Abril.

ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. A Corrupção continua !
    E os contribuintes continuam a pagar à EDP, em troca de … NADA.
    Porque é que uma GRANDE BESTA, no tempo do Sócras, entregou o projecto à EDP, sem antes ter feito os estudos de impacto ambiental ??
    Está visto que foi de propósito. A EDP apresenta agora uma brutal factura indemnizatória, sem ter gasto um centavo.
    Assim já podem continuar a pagar mais de 5.000 euros por dia ao Mexia, e milhões ao Manuel Pinho.
    E quem esteve na decisão de entregar este projecto, também não deve ter ficado pobre.

    • Vamos lá ver… são 2 milhões ou 200 milhões?!
      O papagaio anão não sabe, mas isso também não interessa; o que interessa é fazer “ruído”!…
      .
      Barragem bem feita foi esta:
      “Tua: Cristas e Portas terão sido essenciais para a obra da Mota-Engil”
      https://www.dn.pt/portugal/interior/tua-cristas-e-portas-terao-sido-essenciais-para-a-obra-da-mota-engil-5248083.html
      Feita contra tudo e contra todos, apenas para agradar à EDP e à Mota-Engil!…
      E claro que o facto do Portas depois ter ido para a Mota-Engil, foi apenas uma coincidência…

      • Sempre mentiroso, a esconder a informação essencial !
        Foi em 2011, ano em que o Governo de José Sócrates assinou o contrato de concessão da água do Tua com a EDP.
        Este socialista tem a responsabilidade do contrato. Paulo Porta e Cristas, tiveram de enfrentar a EDP paradiscutir a opção que menos custos traria aos portugueses.

        • Bem… não abuses!…
          A ignorância e falta de educação tem limites!!
          Toda a gente sabe que foi o governo do Sócrates que lançou o Programa Nacional de Barragens, mas também se sabe perfeitamente o que se passou na construção da barragem do Tua durante o governo do Passos!…
          Vê a reportagem sobre o “excelente” serviço que a Cristas e o Portas prestaram aos portugueses (eu estava a brincar, foi mesmo à Mota-Engil) e depois anda cá contar que “enfrentamento” foi esse que a Cristas e o Portas fizeram à EDP:
          rtp.pt/noticias/pais/portas-e-cristas-abriram-caminho-a-mota-engil-no-vale-do-tua_v928957

Responder a Eu! Cancelar resposta

Filho de Biden quebra o silêncio. "Sei que não fiz nada errado"

O filho do ex-vice-Presidente norte-americano, que tem estado no centro do inquérito para a destituição de Donald Trump, admitiu que o seu percurso profissional na Ucrânia foi uma má decisão, rejeitando, porém, ter feito algo …

Já se sabe onde se vão sentar os novos partidos no Parlamento

A deputada do Livre vai sentar-se entre PCP e PS, o deputado da Iniciativa Liberal entre PSD e CDS-PP e o deputado do Chega o mais à direita, todos na segunda fila. A conferência de líderes …

Rota do Cabo: Funcionária emitiu 15 mil números de contribuinte fraudulentos em três anos

Funcionários das Finanças, da Segurança Social, do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras e advogados estão entre os principais suspeitos desta rede criminosa de auxílio à imigração ilegal. A Polícia Judiciária (PJ) desmantelou, esta terça-feira, uma organização …

"É desonesto eu pagar". Paulo Maló revoltado por causa das dívidas do império que criou

O empresário e médico dentista Paulo Maló, fundador do grupo Malo Clinic, está revoltado com a possibilidade de ter que responder financeiramente no âmbito das dívidas de 70 milhões de euros que a empresa acumulou. O …

Sismo de magnitude 6.7 atinge as Filipinas

Um terramoto de magnitude 6.7 atingiu as Filipinas, a 69 quilómetros da cidade de Davao, avança a agência Reuters. De acordo com o Serviço de Prevenção de Tsunamis do Pacífico, não é esperado um tsunami …

Web Summit: Câmara de Lisboa terá que pagar mais 4,7 milhões de euros para assegurar edição deste ano

A Câmara de Lisboa vai discutir na quinta-feira alterações ao acordo para a realização da Web Summit, entre as quais o pagamento de mais 4,7 milhões de euros e o adiamento da expansão da Feira …

Business Insider: "Lisboa foi feita para o Instagram"

"Lisboa é cool." Hillary Hoffower, jornalista do Business Insider, apaixonou-se e descreveu a capital portuguesa num artigo em que diz entender porque é que Lisboa se tornou no "destino mais popular entre millenials em 2019". Hillary …

Bolsonaro prestes a deixar PSL. Partido da IURD na corrida para o receber

Em rota de colisão com o seu atual partido, o Partido Social Liberal (PSL), o Presidente brasileiro Jair Bolsonaro equaciona romper e já recebeu cinco convites de partidos de pequeno e médio porte, admitiu a …

Antigo ministro Pedro Mota Soares assume liderança da Apritel

O ex-ministro e ex-deputado do CDS foi o escolhido para liderar a Apritel, a associação que representa as principais operadoras de telecomunicações, como a Meo, a Nos e a Vodafone. O novo secretário-geral da associação …

E depois de Cristas? CDS atira congresso de sucessão para 2020

A direção nacional do partido vai propor que o Congresso, que decidirá a liderança do CDS, seja apenas em janeiro, apesar de Assunção Cristas ter manifestado vontade de que fosse ainda este ano. O CDS-PP reúne …