Governo vai melhorar proposta para reformas antecipadas

António Cotrim / Lusa

Os portugueses que tenham começado a trabalhar aos 14 anos poderão reformar-se aos 60, sem qualquer corte, segundo as novas alterações que o Governo pretende fazer à proposta para as reformas antecipadas.

De acordo com o Diário de Notícias, o Governo pretende fazer alterações à proposta do regime de reformas antecipadas, devendo acomodar algumas das reivindicações dos parceiros sociais.

Em causa está, por exemplo, as saídas antecipadas sem penalização que, neste momento, estão nos 48 anos de descontos, e que os sindicatos e patrões querem passar para 40.

Escreve o DN que, nos documentos que servem de base à discussão, prevê-se que a reforma antecipada sem qualquer tipo de penalização possa apenas ocorrer “quando uma pessoa reúne a dupla condição de ter 60 anos e 48 de descontos”.

No entanto, na semana passada, António Costa já admitiu uma solução mais benéfica, ao considerar que “os que começaram a trabalhar aos 12 e aos 14 anos se podem reformar aos 60 sem penalização”, cita o jornal.

Esta quinta-feira, em entrevista à Antena 1, Pedro Nuno Santos já confirmou esta informação. Porém, o secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares diz que se trata de um “processo contínuo” e que, por isso, vai acabar por influenciar o quadro das penalizações e a “idade pessoal de reforma”, que terá de ser novamente revista.

O governante revela que todas estas medidas terão de ser faseadas “porque têm de ter sustentabilidade e apoio popular”, quer na atualização dos escalões do IRS, quer no descongelamento das carreiras e na despenalização das reformas acima dos 40 anos.

Segundo o Diário de Notícias, que contactou fonte do Governo, o texto final deverá ser apresentado no próximo dia 4 de maio.

ZAP //

8 COMENTÁRIOS

  1. A proposta passa por aceitar reformas antecipadas de quem possui mais de 80 anos de descontos e idade não inferior a 110 anos. E se esta for solicitada com o consentimento por escrito dos seus paizinhos.

  2. Há coisas que custa a entender.
    Esclareço que o meu coeficiente de inteligência é demasiado pequeno, mas ainda assim ponho-me a pensar porque razão se repõe o horário de 35 horas semanais que não são para todos os trabalhadores.
    Porque razão se dão possibilidades de reformas antecipadas sem penalizações a alguns trabalhadores e não a outros.
    Faço notar que estas propostas apenas visam os trabalhadores do regime geral.
    Aqueles que trabalharam e descontaram para outros sistemas que não a segurança social
    (nem tiveram direito de opção), não contribuíram também para a economia deste país? porque são ignorados
    na discussão de assunto de tão grande relevo, como é o caso de da reforma antecipada, sobretudo quando se encontram na situação de desemprego? Pelo regime geral, actualmente a penalização vai até aos 62 anos de idade. Trabalhadores desempregados de outros regimes são penalizados até aos 66 e 3 meses.
    O principio do tratamento mais favorável foi retirado nos tempos da troyca, A troyca foi embora os efeitos continuam, mas não de forma igual para todos.
    IGUALDADE DE TRATAMENTO EM SITUAÇÕES IGUAIS, PARA QUANDO?

  3. Existem situações de reforma que devem por questões de elementar justiça ser alteradas, para quem trabalhou e contribuiu efetivamente durante tantos anos. O problema são as reformas milionárias calculadas com formulas viciosas aplicadas nas ultimas décadas a vários trabalhadores e as reformas de alguns cargo públicos que são profundamente injustas para o resto da população e contribuintes e penalizam a seg. social e o futuro das novas gerações. Pena que ninguém tenha coragem politica para aplicar definitivamente essas correções.

  4. Depois de tudo que ouvimos acerca das contas públicas, propor estes limites de penalização para as reformas , diz bem da qualidade de pessoas que temos como políticos.

  5. Gostava de saber, quantos trabalhadores estão inscritos e que tenham começado a fazer descontos aos 12 ou 14.
    Foi alterada a idade legal para trabalhar?

    • Qual é exactamente a tua dúvida? A idade mínima legal para se trabalhar que temos hoje não é a mesma que tínhamos há 46 anos. O facto de há 46 anos as pessoas poderem trabalhar aos 14 impede-nos hoje de proibir que aconteça agora, mas reconhecer que isso acontecia e compensar quem o fez?

      • A minha dúvida é se aos 14 anos faziam descontos.
        Eu conheço muitas pessoas que começaram antes dos 14 e nem aos 30 faziam descontos… E outros que só descontaram nos últimos 7 anos.
        … E quem esteve a estudar e depois foi trabalhar, deve ser penalizado?

RESPONDER

-

Picada de carraça pode provocar alergia a carne

Com o início do verão, os médicos norte-americanos estão a observar cada vez mais casos de uma rara alergia a carne relacionada com uma picada do carraça estrela solitária- que provoca comichão, inchaço na pele …

Amazon Prime Air Drone

Amazon quer construir "colmeias gigantes" para drones

No passado dia 22 de junho, a Amazon, a gigante do comércio eletrónico, apresentou uma patente para a construção de torres, que se assemelham a colmeias gigantes, capazes de abastecer drones para entrega de produtos. Há …

-

EUA aprovam por lapso projecto-lei que permite às mulheres grávidas matar

No estado americano de Nova Hampshire, deputados republicanos aprovaram por lapso um projecto-lei que permite às mulheres grávidas cometerem homicídios sem qualquer punição. O caso aconteceu na sequência de uma formulação imprecisa no texto do projecto-lei, …

Um objeto de massa planetária, do tamanho de Marte, seria suficiente para produzir as perturbações observadas na distante Cintura de Kuiper.

Objeto misterioso do tamanho de Marte esconde-se no limite do Sistema Solar

Segundo um grupo de astrónomos, um "objeto de massa planetária" desconhecido, ainda por identificar, pode esconder-se nos confins do nosso Sistema Solar. Este objeto será diferente - e também muito mais próximo - do denominado …

Rescaldo do incêndio em Valongo, Pedrogao Grande

Uma semana depois, incêndio de Pedrógão Grande dado como extinto

O incêndio de Pedrógão Grande foi dado como extinto este sábado, a meio da tarde, uma semana depois de ter deflagrado, estando ainda no local cerca de 570 operacionais, segundo fontes da Proteção Civil. "O incêndio …

-

Parlamento britânico foi alvo de um ataque informático

O Parlamento britânico foi alvo na sexta-feira à noite de um ataque informático, revelou hoje o político liberal democrata Chris Rennard, elemento da Câmara dos Lordes (câmara alta), através da rede Twitter. Como consequência, segundo avançou …

-

Seis mortos em deslizamento de terra na China e mais de 100 desaparecidos

Pelo menos seis pessoas morreram num deslizamento de terras na província de Sichuan, no sudoeste da China, e mais de 100 permanecem desaparecidas, segundo os últimos dados fornecidos pelas autoridades locais. A aldeia isolada de Xinmo foi …

-

Bombeiros pedem suspensão da entrega de bens solidários

O presidente da Associação de Bombeiros Voluntários de Pedrógão Grande apelou este sábado para que as pessoas suspendam por "alguns dias" a entrega de ajuda. "É um sufoco. É muita coisa. São toneladas e toneladas de …

-

Portugal goleia Nova Zelândia em jogo de muitas poupanças

Portugal assegurou hoje o primeiro lugar do Grupo A e a passagem às meias-finais da Taça das Confederações de futebol após golear a Nova Zelândia, por 4-0, num encontro em que correu quase tudo bem …

-

Pelo menos 27 edifícios no Reino Unido têm revestimento inflamável

Os inspetores identificaram pelo menos 27 edifícios de propriedade municipal no Reino Unido que não cumprem os requisitos de segurança anti-incêndios por estarem revestidos com material inflamável, informou este sábado o Governo. O Ministério que tutela …