IP alerta: Governo trava melhorias na segurança da ferrovia

Miguel A. Lopes / Lusa

A Infraestruturas de Portugal (IP) assume não ter meios para fazer manutenções recomendáveis para assegurar a total fiabilidade das linhas férreas, por falta de autorização em contratar ou reforçar meios.

A empresa responsável pela gestão da rede ferroviária portuguesa assume não ter meios para fazer manutenções profundas à infraestrutura por falta de autorização em contratar ou reforçar meios necessários.

A admissão da Infraestruturas de Portugal (IP) consta num anexo de um relatório do Gabinete de Prevenção e de Investigação de Acidentes Aéreos e Ferroviários (GPIAAF) sobre o descarrilamento de um comboio na Linha do Douro, em janeiro de 2017. Segundo a empresa, qualquer trabalho extraordinário a que seja obrigada, traduz-se em falhas em outras atividades de monitorização da segurança da ferrovia.

“Qualquer alteração ao roteiro de manutenção em vigor, para deteção de fissuras não detetáveis por inspeção visual, resultará diretamente numa maior afetação de recursos humanos internos que, face ao atual quadro técnico insuficiente, agravado pelas restrições de contratação de recursos humanos impostas pela Tutela, se traduzirá num desfoque de outras atividades mais relevantes para a segurança do sistema”, refere a IP no anexo.

Segundo o Público, a referência a trabalhos extra no relatório não surge por mero a casa, uma vez que na análise ao descarrilamento, o Gabinete de Prevenção e de Investigação de Acidentes Aéreos e Ferroviários sublinha que uma das causas foi, precisamente, “a existência de fissuras” num aparelho de mudança de via (agulha).

O organismo recomendou um maior aprofundamento das operações de manutenção das agulhas à Infraestruturas de Portugal, um tipo de operação que, a ser feito, levará “a desfoque” outras atividades de segurança, por falta de meios.

Apesar do alerta, a IP frisa, contudo, que atualmente o “sistema não apresenta um risco significativo que obrigue à revisão imediata dos procedimentos de inspeção atuais”. No entanto, salienta que uma revisão deste género terá de “ser acompanhada do respetivo reforço de meios e recursos, cuja autorização não depende da IP”.

Quanto à investigação ao descarrilamento, esta concluiu que o mesmo foi provocado por falhas humanas, organizacionais e técnicas, remata o diário.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Índia vai lançar missão à Lua na próxima segunda-feira

A agência espacial da União Indiana informou nesta quinta-feira que vai efetuar na próxima segunda-feira o lançamento da nave não-tripulada para a Lua depois de a missão ter sido abortada esta semana. O organismo Indian Space …

Proprietários em centros históricos podem reclamar IMI dos últimos quatro anos

Os proprietários de imóveis localizados em centros históricos classificados pela UNESCO podem reclamar o imposto municipal sobre imóveis (IMI) pago nos últimos quatro anos, escreve o Dinheiro Vivo esta quinta-feira. A notícia agora avançada pelo Dinheiro Vivo …

Nuno Freitas é o novo presidente da CP

O Governo nomeou Nuno Freitas como novo presidente da CP – Comboios de Portugal, num Conselho de Administração alargado a cinco elementos, sucedendo a Carlos Nogueira, cujo mandado terminava no final deste ano. De acordo com …

Erros na prescrição obrigam a novas medidas de segurança para medicamentos para cancro e doenças inflamatórias

A Agência Europeia do Medicamento (EMA) recomenda novas medidas de segurança para evitar erros na prescrição e administração de medicamentos com metotrexato. Devido a erros de prescrição, a Agência Europeia do Medicamento recomenda novas medidas de …

Cartel de construtoras dos estádios do Mundial do Brasil investigado

Foi aberto um processo administrativo para investigar um cartel mantido por empresas de engenharia que atuou nas obras dos estádios usados no Mundial de futebol do Brasil, em 2014. O Governo brasileiro informou esta quarta-feira que …

Novos modelos de carros elétricos vão triplicar. Produção em Portugal "será praticamente inexistente"

O número de modelos de veículos elétricos irá triplicar no mercado europeu até 2021, mas a produção destes veículos em Portugal será praticamente inexistente até 2025, indica um estudo da Federação Europeia dos Transportes e …

Bruxelas investiga Amazon por alegado uso de dados pessoais de vendedores

A Comissão Europeia abriu, esta quarta-feira, uma investigação à Amazon para determinar se a empresa usou informações pessoais “confidenciais” de vendedores independentes, quebrando as regras comunitárias na área da concorrência. A Comissão Europeia abriu uma investigação …

Parlamento não sabe o que fazer ao Acordo Ortográfico

Depois de dois anos de meio, foram ouvidas 16 entidades, recebidos 20 contributos escritos, houve uma petição, um projeto de resolução chumbado e uma iniciativa legislativa de cidadãos. Mas a Assembleia da República continua sem …

Ministério da Educação quer reduzir peso excessivo das mochilas dos alunos

O Ministério da Educação lançou esta quinta-feira uma campanha para sensibilizar pais, alunos, professores e diretores escolares a adotar medidas que reduzam o peso excessivo das mochilas dos alunos. A campanha de sensibilização lançada esta quinta-feira …

Morreu o eurodeputado do PS André Bradford. Estava em coma induzido

O eurodeputado do PS André Bradford, que estava em coma induzido desde dia 8 deste mês, faleceu nesta quinta-feira no Hospital do Divino Espírito Santo, em Ponta Delgada, revelou à agência Lusa fonte do PS/Açores. Bradford, …