/

Governo reúne-se com especialistas ainda esta quarta-feira

3

Tiago Petinga / Lusa

O Governo vai reunir-se ainda nesta quarta-feira com epidemiologistas. A informação foi inicialmente avançada pela TSF, sendo posteriormente confirmada pelo primeiro-ministro, António Costa, em Bruxelas.

O encontro será presidido pela ministra da Saúde, Marta Temido, e pela ministra da Presidência, Mariana Vieira da Silva, que se encontrarão depois com o primeiro-ministro, quando este regressar de Bruxelas, onde discursou esta manhã.

A reunião com especialistas poderá servir para um eventual ajuste das medidas no novo confinamento, especialmente sobre o eventual encerramento das escolas.

 

O Governo de António Costa tem defendido que as escolas devem continuar abertas, mas o primeiro-ministro admitiu esta quarta-feira, no Parlamento, que pode avançar para o fecho destas instituições se estirpe inglesa, que é mais contagiosa, se tornar dominante.

“Neste momento é adequado proteger e garantir a educação desta geração. Quando a sobrevivência desta geração depender do encerramento das escolas é isso que será feito”, disse o primeiro-ministro António Costa.

Também nesta quarta-feira, o Presidente da República e recandidato ao cargo, Marcelo Rebelo de Sousa, interrompeu uma ação de campanha para atender uma chamada de António Costa, que falava a partir de Bruxelas.

“As escolas potenciam a disseminação social”, disse o Presidente depois de regressar do telefonema, que terá durado cerca de oito minutos, segundo o semanário Expresso.

Aos jornalistas, o Chefe de Estado reconheceu que esta é uma decisão “complicada” e recordou a sua experiência como professor: “Eu fui professor, sou o primeiro a achar que a coisa mais complicada é perder o ano escolar”. O tema “está em debate”, disse, acrescentando ainda: “Não é possível dizer ao vírus para parar na parede das escolas”.

  ZAP //

3 Comments

  1. Este “encontro” não passa de uma encenação para dar sentido à narrativa da desculpa da nova estirpe. É uma desculpa porque sabem que já vão tarde mas querem convencernos que estão a ter muito cuidado ou que foram surpreendidos. Andam à nora! Sigam o que se faz na Europa e deixem de inventar!

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.