Governo britânico rejeita “prazo artificial” para apresentar alternativas ao acordo do Brexit

Will Oliver / EPA

O Governo britânico respondeu esta quinta-feira às exigências finlandesas e francesas. Só irá apresentar soluções escritas “quando estiver pronto”.

“Iremos apresentar soluções escritas e formais quando estivermos prontos – não em função de um prazo artificial – e quando a União Europeia demonstrar que está construtivamente empenhada nas mesmas, enquanto [soluções para] a substituição do backstop”, disse um porta-voz de Downing Street, citado pelo jornal Público.

Antti Rinne, primeiro-ministro da Finlândia, disse esta quinta-feira aos jornalistas que tinha ficado acordado que se o Reino Unido não formalizasse uma proposta até dia 30 de setembro, já não o podia fazer, por uma questão de calendário, uma vez que o próximo Conselho Europeu se realiza nos dias 17 e 18 do próximo mês.

Boris tem 12 dias para apresentar à UE por escrito os seus planos para o Brexit (“se existirem”)

Os documentos em causa não constituem uma proposta formal do executivo de Boris Johnson para evitar uma saída da União Europeia sem acordo, a 31 de outubro. De acordo com o diário, tratam-se de observações técnicas e informais, relacionadas com questões aduaneiras e de regulação sanitária, que, refere o Governo britânico, “refletem as ideias que o Reino Unido tem vindo a apresentar”, junto dos líderes europeus.

A Comissão Europeia confirmou a receção da “documentação confidencial” e a existência de negociações técnicas entre Londres e Bruxelas, revelando ainda que Michel Barnier, negociador-chefe da UE, e Stephen Barclay, ministro britânico do Brexit, vão reunir-se esta sexta-feira para novas discussões.

Esta quinta-feira, Boris Johnson insistiu que o Governo britânico está a “fazer progressos” para “garantir que não haverá qualquer espécie de fronteira” entre a Irlanda do Norte e a República da Irlanda e que a cláusula de salvaguarda exigida pela União Europeia para o evitar pode ser eliminada do acordo.

Para o primeiro-ministro britânico, só o facto de Jean-Claude Juncker, presidente da Comissão, ter dito não ter “uma ligação emocional” com o backstop “já é um progresso”, uma vez que na União Europeia “não diziam isso há um mês atrás”.

Segundo o Financial Times, Boris Johnson está a avaliar as condições para a criação de uma zona de regulação económica que abranja toda a ilha irlandesa e que reduza a necessidade de controlos fronteiriços para determinados produtos, como os agrícolas.

Do lado europeu exigem-se mais detalhes, uma vez que esta solução não permite a movimentação fluida de pessoas e bens na fronteira, além de violar uma série de disposições regulatórias, fundamentais para a solidez do mercado único.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Mark Zuckerberg tem medo do TikTok (e já se sabe porquê)

Mark Zuckerberg já deixou claro, mais do que uma vez, que não gosta do TikTok. No entanto, agora sabemos o que está por trás desta hostilidade pelo rival: a aplicação está a crescer muito, mesmo …

A empresa mãe da Google já vale um bilião de dólares

Esta quinta-feira, a Alphabet, empresa mãe da Google, conseguiu uma cotação na bolsa de 1 bilião de dólares, cerca de 900 mil milhões de euros. A Alphabet tornou-se, esta quinta-feira, a quarta empresa norte-americana a conseguir …

Cientistas criam "cimento vivo" capaz de se "curar"

Uma equipa de cientistas dos Estados Unidos criou um "cimento vivo" juntando areia e bactérias num material de construção capaz de se auto-reproduzir, de absorver dióxido de carbono e manter a resistência. "Já usamos materiais biológicos …

Sporting 0-2 Benfica | Águia vence dérbi e foge na frente

O Benfica foi o grande vencedor do dérbi lisboeta. Na visita ao Sporting, os “encarnados” marcaram dois golos sem resposta, ambos na segunda parte, por Rafa Silva, entrado no decorrer da segunda parte, após ter …

Um em cada seis homens é vítima de abuso sexual antes dos 18 anos

Um em cada seis homens é vítima de abuso sexual antes dos 18 anos e podem levam décadas até pedir ajuda, por nem sempre aceitarem e entenderem que sofreram violência sexual. Na maior parte dos …

"Messiah", da Netflix, reacende controvérsia sobre os limites da liberdade de expressão

A série Messiah, disponível na plataforma de streaming Netflix, acende a controvérsia em torno dos limites da liberdade de expressão e da criatividade no mundo das artes e do entretenimento. Messiah, uma série produzida por Michael …

Quadro encontrado por jardineiro era mesmo a obra desaparecida de Klimt

Em 1997, Retrato de uma Senhora desapareceu da Galeria de Arte Moderna Ricci Oddi, em Piacenza. Em dezembro, o quadro foi descoberto. Estava escondido numa parede da instituição. O quadro encontrado em dezembro, escondido na reentrância …

Terramotos modificaram a geografia de Porto Rico (e a NASA mostra como)

Os terramotos que Porto Rico tem sentido desde dezembro passado, que causaram pelo menos um morto e milhões de dólares em prejuízos, estão também a mudar a geografia desta ilha das Caraíbas. A agência espacial …

Maldivas desesperam por fundos enquanto continuam a afundar

As Maldivas correm o risco de desaparecer completamente a menos que o Governo consiga aceder a financiamentos para combater a subida das águas. Atualmente, 80% do país está um metro abaixo do nível do mar. "Não …

O avião-baleia da Airbus já fez o seu primeiro voo

https://vimeo.com/385554265 O BelugaXL, da Airbus, é um avião-baleia e é a aeronave com mais espaço de carga do mundo. O avião foi desenvolvido para transportar peças de aviões entre as várias fábricas da empresa europeia e …