Governo quer reduzir IRS a jovens que saem de casa dos pais

iStock

O Governo admite baixar o IRS aos jovens que saem de casa dos pais pela primeira vez durante um período de tempo de dois ou três anos.

O Governo está a preparar medidas para baixar o IRS aos jovens que saem de casa dos pais pela primeira vez, num período que deverá durar dois ou três anos, avança esta sexta-feira o Jornal Económico. As medidas ainda estão a ser finalizadas, de maneira a serem incluídas no Orçamento do Estado para 2020.

O diário económico adianta ainda que as hipóteses em cima da mesa passam por aumentos das deduções específicas ou deduções acrescidas nos primeiros anos de autonomia fiscal.

“O foco desta medida é a autonomização dos jovens comprovável com determinados critérios, por exemplo a residência fiscal ou o momento em que o jovem sai do agregado familiar”, disse fonte próxima ao Executivo de António Costa, ao matutino.

O Governo de António Costa admite ainda baixar o IRS aos jovens que entrem pela primeira vez no mercado de trabalho. O objetivo é compensar os recém-licenciados pela quebra do poder de compra que sofreram desde a crise financeira.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Medida "excessiva". PSD vai pedir a apreciação parlamentar do prolongamento do teletrabalho até final do ano

O PSD vai pedir a apreciação parlamentar do prolongamento do teletrabalho até final do ano, considerando a medida "excessiva". O ECO avança, esta quarta-feira, que o PSD vai pedir, ainda esta semana, a apreciação parlamentar do …

Portugal regista mais 684 casos e 8 mortos. Incidência da doença a subir

O boletim epidemiológico desta quarta-feira indica que Portugal registou nas últimas 24 horas, 684 novos casos de covid-19 e mais 8 óbitos. Segundo o boletim da DGS o país tem 447 doentes com covid-19 internados, dos …

Acesso ao Ensino Superior terá as mesmas exceções do ano passado

O ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior disse, esta terça-feira, que o acesso ao Ensino Superior terá, este ano, as mesmas medidas excecionais implementadas no ano passado devido à pandemia da covid-19. "Olhar para a …

Europa vai receber mais 50 milhões de vacinas da Pfizer ainda este mês

Depois de se saber que a UE não vai renovar os contratos com a Astrazeneca e Johnson & Johnson no próximo ano, a Comissão Europeia anunciou que a Pfizer vai fornecer 50 milhões de doses …

Agente que matou Daunte Wright e chefe da polícia demitiram-se. Mas os protestos continuam

A polícia que matou a tiro um jovem afro-americano em Brooklyn Center, nos Estados Unidos, no domingo, e o chefe da polícia local demitiram-se. Mas os protestos continuam na cidade. Mike Elliott, mayor de Brooklyn Center, …

Família de Ihor pondera recorrer se inspetores não forem condenados por homicídio

A família de Ihor Homenyuk está a ponderar recorrer se os três inspetores do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) forem condenados por ofensas à integridade física agravada e não por homicídio qualificado. A notícia é …

"Sofagate". Michel pede desculpa a Von der Leyen por falta de reação a incidente em Ancara

O presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, pediu esta terça-feira solenemente desculpa à líder da Comissão Europeia (UE) pela falta de reação ao "desplante diplomático" protagonizado por Ancara na semana passada. Von der Leyen destacou …

Altice Portugal acredita que "SIRESP vai acabar a 30 de junho"

O presidente da Altice Portugal disse que a empresa não teve "qualquer tipo de contacto por parte do SIRESP" sobre a continuidade do contrato, pelo lhe parece que a rede de emergência "vai acabar no …

Polícia do Capitólio foi avisada do ataque mas ordenada a não agir agressivamente

A Polícia do Capitólio dos Estados Unidos foi avisada antecipadamente sobre a violência dos atacantes do dia 6 de janeiro, mas os seus comandantes ordenaram aos oficiais que não usassem as suas táticas "mais agressivas" …

União Europeia não vai renovar contrato com AstraZeneca e Johnson & Johnson

A União Europeia não vai renovar os contratos da vacina contra a covid-19 com empresas como Astrazeneca e Johnson & Johnson no próximo ano. A notícia da decisão de não renovação dos contratos da vacina contra …