Governo reafirma possibilidade de recorrer a privados para colocar desempregados

Rodrigo Gatinho / portugal.gov.pt

Ministro do Emprego, da Solidariedade e da Segurança Social, Pedro Mota Soares

Ministro do Emprego, da Solidariedade e da Segurança Social, Pedro Mota Soares

O ministro da Solidariedade, Emprego e Segurança Social admitiu hoje a possibilidade de o Governo recorrer a outras empresas do setor privado para “encontrar postos de trabalho para os desempregados em Portugal”.

“Uma parte significativa do modelo social europeu passa pelo Estado conseguir garantir medidas ativas de emprego, estímulos, e conseguir muitas vezes até fazer a ligação entre os desempregados que existem e as ofertas no mercado de trabalho”, disse hoje Pedro Mota Soares.

Para isso, “temos de trabalhar e os serviços públicos de emprego já o tem vindo a fazer”, de forma a “ter a capacidade de ir buscar outras empresas ao setor privado, para podermos efetivamente encontrar postos de trabalho para os desempregados em Portugal, muitas vezes especialmente para os desempregados que estiveram muito tempo fora do mercado de trabalho, e que têm uma dificuldade maior”, defendeu.

O governante considerou que essa medida “será certamente importante para essas pessoas”.

“Queremos fazer esse caminho, discutimo-lo ontem [terça-feira] com os parceiros sociais. E posso dizer que na base de uma muita alargada opinião, parece-nos que esse é o caminho que devemos seguir”, adiantou.

Pedro Mota Soares falava aos jornalistas no final de uma cerimónia que assinalou a transferência de terrenos e equipamentos da Câmara de Lisboa para a gestão da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, relativos ao albergue Mitra, que se pretende tornar num polo de inovação social.

À margem da ocasião, o ministro do Emprego divulgou também que o Estado pretende “alocar fundos comunitários para a dimensão da inovação social, para que as instituições sociais possam conseguir ter um conjunto de novas respostas”.

Assim, “no próximo quadro comunitário queremos criar um Fundo de Inovação Social ao qual alocaremos cerca de 122 milhões de euros”, referiu.

Segundo o responsável, o Estado já atribui cerca de um milhão e 200 mil euros por ano em contratos que faz com instituições de solidariedade para ter respostas de creches, lares, serviços de apoio domiciliários e auxílio a pessoas com deficiência.

“É uma parte significativa do Estado Social em Portugal e que é feita com a maior proximidade e qualidade pelas instituições sociais, muitas vezes melhor do que o Estado ao nível central”, reconheceu.

Sobre a possível reposição das pensões no próximo ano, noticiada hoje pelo Correio da Manhã, Pedro Mota Soares afirmou apenas que “face às decisões do Tribunal Constitucional, o Governo entende que qualquer alteração estrutural no sistema de pensões só possa ser feita com um amplo consenso político e até com um amplo consenso social”.

De acordo com o jornal, o executivo está a estudar a hipótese de repor uma parte da pensão sujeita à Contribuição Extraordinária de Solidariedade (CES), como se verificará com os salários da Função Pública.

Quanto à atualização do salário mínimo, considerou-a “importante” e que “é possível discutir agora essa matéria com os parceiros sociais” no sentido de realizar a mesma.

/Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

A Terra está prestes a capturar uma nova mini-lua. Ficará por cá meio ano

A Terra está prestes a capturar uma mini-lua, que os astrónomos acreditam que ficará presa na gravidade do nosso planeta durante cerca de meio ano. Entende-se por mini-lua um objeto de pequenas dimensões que é …

Cientistas medem, pela primeira vez, a distância até um magnetar na Via Láctea

Com a ajuda do observatório Very Long Baseline Array (VLBA), uma equipa de astrónomos conseguiu medir, pela primeira vez, a distância até ao magnetar XTE J1810-197, localizado na Via Láctea.  Os magnetares são um tipo de …

Detetado fator climático determinante para a propagação do coronavírus

Altas temperaturas combinadas com baixa humidade propiciam que as gotículas contaminadas com o novo coronavírus evaporem mais rapidamente, reduzindo a sua capacidade de infetar pessoas. De acordo com os cientistas, citados pelo canal estatal russo RT, …

Bayern Munique vence Sevilha e conquista a Supertaça Europeia

O Bayern Munique conquistou, esta quinta-feira, a Supertaça Europeia, ao derrotar o Sevilha por 2-1, em Budapeste, na Hungria. Os alemães do Bayern Munique conquistaram a Supertaça Europeia pela segunda vez ao derrotarem os espanhóis do …

Sporting 1-0 Aberdeen | "Leão" eficaz segue para o play-off

O Sporting foi eficaz e assegurou uma vaga no “play-off” de acesso à fase de grupos da Liga Europa. Na noite desta quinta-feira, num embate relativo à 3ª pré-eliminatória da competição, os “leões” bateram o Aberdeen …

A NASA descobriu uma nova forma de aterrar em segurança na Lua

A NASA construiu um sistema totalmente novo que pode tornar a aterragem na Lua e em Marte muito menos arriscada - e já tem planos de testá-lo numa missão futura. De acordo com o TechCrunch, o …

Rio Ave elimina Besiktas e está no play-off da Liga Europa

O Rio Ave venceu os turcos do Besiktas, esta quinta-feira, no desempate por grandes penalidades (4-2), após o 1-1 no tempo regulamentar, em jogo da terceira pré-eliminatória da Liga Europa, seguindo em frente na competição. Em …

Dois dinossauros morreram como as vítimas de Pompeia. Foi há 125 milhões de anos, na China

Um grupo de arqueólogos na China acabou de descobrir dois fósseis de uma nova espécie de dinossauro, que estiveram presos no subsolo por 125 milhões de anos devido a uma erupção vulcânica pré-histórica. Os investigadores …

Batalhas de feiticeiros e círculos de demónios. Revelados textos cristãos que não foram incluídos na bíblia

Os textos da bíblia como a conhecemos hoje foram "canonizados" pela primeira vez pela Igreja no final do século IV. No entanto, antes disso, centenas de outros textos religiosos circularam por toda a Cristandade. Há mais …

Autoeuropa confirma que não irá renovar contrato a 120 trabalhadores

A administração da fábrica de automóveis Volkswagen Autoeuropa, em Palmela, confirmou, esta quinta-feira, que não vai renovar os contratos a termo de 120 trabalhadores ligados à produção dos veículos MPV (Multi-Purpose Vehicle). "A Autoeuropa reafirmou a …