Governo quer criar mini-ministro das Finanças em cada ministério

portugal.gov.pt

Maria Luís Albuquerque, Ministra das Finanças

Maria Luís Albuquerque, Ministra das Finanças

O Conselho de Ministros aprovou esta quinta-feira a proposta de Lei de Enquadramento Orçamental, que aumenta a autonomia orçamental e a responsabilização dos ministérios, prevendo o Governo que haja um “miniministro das Finanças em cada ministério”.

“É um passo decisivo para uma maior transparência orçamental”, afirmou o Secretário de Estado Adjunto e do Orçamento, Hélder Reis, lembrando que a atual lei tem 13 anos de existência e que ” é tempo de uma reforma de fundo do sistema orçamental”.

Hélder Reis, na conferência de imprensa após o Conselho de Ministros, explicou que a nova proposta de lei prevê a criação de uma entidade de gestão dos orçamentos, a que chamou de “miniministro das finanças dentro de cada ministério”, que por sua vez faz a ligação com o Ministério das Finanças.

“Pretende-se que, primeiro, [cada] ministério procure uma solução [para problemas orçamentais] e só depois recorra ao Ministério das Finanças”, precisou, considerando que a nova proposta de lei é um “pilar central da reforma do Estado”, ainda que se preveja um período transitório de três anos para a implementação da nova lei.

O sistema proposto pelo Conselho de Ministros define um sistema integrado de programação orçamental, o que implica uma alteração de toda a estrutura e composição da Lei de Enquadramento Orçamental, em matéria de princípios e regras, execução e controlo.

Hélder Reis, na conferência de imprensa após o Conselho de Ministros, explicou que a responsabilidade orçamental está atualmente “muito concentrada” no Ministério das Finanças e que o que se pretende é dar a cada um dos ministérios a maior autonomia da gestão de dinheiros públicos para a concretização dos seus programas.

No comunicado do Conselho de Ministros, o executivo adianta que a proposta de lei aprovada cria uma área de contabilidade e relato tutelada pelo Ministério das Finanças para “melhorar o relato e a monitorização dos fluxos de caixa e económicos”.

Também a própria metodologia vai ser diferente, disse o governante, explicando que vai ser feita não apenas com as receitas gerais, mas com o total de receitas que financiam a despesa de cada ministério.

“Que o período transitório seja no fim ou no meio da legislatura está previsto nesta lei”, afirmou Hélder Reis, minimizando o facto de esta alteração vir a ser introduzida em 2019, no decorrer de uma legislatura.

A proposta de lei introduz ainda, segundo o Governo, uma simplificação do calendário orçamental, que passa a estar sintonizado com as datas chave do Semestre Europeu, passando para 15 de abril a atualização do Programa de Estabilidade, acompanhada das propostas das Grandes Opções do Plano e do Quadro Orçamental Plurianual, e para 1 de outubro a entrega no parlamento da proposta de Lei do Orçamento do Estado.

Atualmente, o Governo tem de entregar a atualização do Programa de Estabilidade a Bruxelas até 30 de abril e a proposta orçamental para o ano seguinte até 15 de outubro.

Os partidos têm agora que aprovar esta lei, mas o governante explicou que o PS “está informado” sobre o conteúdo da proposta de lei, salientando que o que está em jogo é uma reforma estrutural com grande importância para o país.

O ministro da presidência, Marques Guedes, considerou a nova proposta de lei uma “reforma estrutural de grande fôlego” e que vai implicar ao longo dos próximos anos a revogação de cerca de 20 diplomas sobre matéria orçamental.

“Propomos ao parlamento que o orçamento de 2019 já seja todo apresentado à luz das novas regras”, concluiu.

/Lusa

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. E porque não pegam nos que já estão no poder e os usam para estas tarefas em vez de nada fazerem ou dormirem no parlamento ?
    Lá vai o estado criar mais uns quantos postos novos de ordenados milionários para amigos e conhecidos ,e claro quem paga ?
    Ai o meu Portugal que é sempre a crescer para o lado da despesa publica .

  2. Esta gente age como se fossem os donos disto tudo, e as pessoas que se *****. já mete nojo , por isso a austeridade vai continuar para que se arranje dinheiro para estes tachos todos

  3. Governo quer criar mini-ministro das Finanças em cada ministério. Se um Ministério das Finanças já mete NOJO que fará um em cada ministério. É mesmo só para dar de comer aos familiares e amigalhaços. É Portugal no seu melhor comer à custa do contribuinte e do reformado, isto é comer à custa de quem tem trabalho honesto.

RESPONDER

Rainha Isabel II está a procura de um gestor de redes sociais

A família real britânica está à procura de um gestor de redes sociais. O salário vai oscilar entre os 53 e 59 mil euros anuais por 37 horas semanais, de segunda a sexta-feira. A rainha Isabel II …

Cinco antepassados de crocodilos viveram há 150 milhões de anos na Lourinhã

Pelo menos cinco crocodilomorfos, antepassados dos crocodilos, viveram na região da Lourinhã há 150 milhões de anos, durante o período do Jurássico. Num artigo publicado na Zoological Journal of the Linnean Society, os paleontólogos Alexandre Guillaume, …

A radiação de Chernobyl está a deixar as vespas esfomeadas (e isso é má notícia)

A Zona de Exclusão de Chernobyl é a área em torno da cidade ucraniana de Pripyat, onde a Central Nuclear de Chernobyl entrou em colapso em 1986. Apesar de não haver humanos na região, e …

Beethoven deixou a 10.ª sinfonia inacabada (e a IA vai completá-la)

Um dos maiores dilemas da história da música é a obra inacabada de Ludwig van Beethoven (1770-1827), a "10ª sinfonia", com muitos músicos a esforçar-se para finalizá-la, utilizando alguns dos fragmentos disponíveis, mas sem sucesso. Desta …

Orcas bebé têm maior probabilidade de sobreviver se viverem com a avó

Crias de orca que vivam com a avó têm uma maior probabilidade de sobreviver quando comparadas às outras orcas. A experiência destas espécimes mais velhas é essencial para o grupo. Tal como nos humanos, as avós …

A "capital mundial das pessoas feias" mora na Itália

Piobbico, na Itália, é uma cidade medieval repleta de grandes edifícios de pedra cercados por florestas exuberantes. No entanto, a cidade é conhecida pela feiura dos seus habitantes. Esta cidade, com cerca de 2.000 habitantes, alberga …

Jovem norte-americano despistou-se e caiu ao rio. Siri chamou os bombeiros

Um jovem norte-americano estava a caminho da universidade quando perdeu o controlo do carro, que derrapou sobre gelo, e foi parar ao rio Winnebago. Como não conseguiu encontrar o seu telemóvel, recorreu à Siri para …

Basta uma máscara impressa para enganar os sistemas de reconhecimento facial

Especialistas da empresa de inteligência artificial Kneron testaram sistemas em três continentes e vários falharam. O reconhecimento facial é, cada vez mais, um método de controlo e de segurança encarado como credível e, inclusivamente, usado …

Pandit olha para as vacas como família e quer produzir "leite ético" para vegans

Um agricultor nos Estados Unidos quer produzir "leite ético" para vegans, mantendo como prioridade o bem-estar e a saúde das vacas. Ultimamente, o consumo de leite tem sido posto cada vez mais em causa. Não só …

Jogadores do Arsenal doam um dia de salário para ações solidárias

Os futebolistas e a equipa técnica do Arsenal vão doar um dia de salário para ações solidárias de Natal. Os elementos técnicos também entraram na iniciativa, que prevê, ainda, a doação da receita do próximo …