Governo quer ajustar notas inflacionadas no acesso ao Ensino Superior

Marcos Santos / USP Imagens

-

Os estudantes que frequentam escolas que inflacionem as notas internas poderão ter essas classificações “automaticamente ajustadas” no acesso ao Ensino Superior, de acordo com um relatório pedido pelo Governo.

A medida consta no relatório citado esta sexta-feira pelo Jornal de Notícias que foi realizado por um grupo de trabalho que avaliou o regime de acesso ao Ensino Superior, coordenado pelo ex-reitor da Universidade do Algarve, João Guerreiro.

“A proposta defende a introdução de limites máximos para os desvios das classificações internas usadas no concurso de acesso” ao Ensino Superior, escreve o jornal.

De acordo com o JN, as notas internas de escolas que ultrapassarem esses limites, durante vários anos, podem ser submetidas a ajustes automáticos, apenas para efeitos de acesso ao Ensino Superior ou através da adoção de ponderações que corrigem as notas das escolas ou por ajuste direto da nota interna no cálculo da nota de candidatura.

O grupo de trabalho defende que “em ambos os casos, o efeito do ajuste neutralizaria a inflação das notas”.

O ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, disse ao JN que a medida “poderá ser aprovada se reunir consenso”.

“O meu compromisso é não fazer nenhuma alteração ao regime sem ser consensualizada“, disse o ministro ao jornal.

Manuel Heitor disse ainda que esta “é uma questão a discutir” e sublinhou que o principal objetivo da revisão “é alargar a base social do Ensino Superior”.

Em 2015, o anterior ministro da Educação, Nuno Crato, confirmou que investigadores tinham alertado que 24 escolas inflacionavam as notas internas dos seus alunos. Desse grupo, 14 eram colégios e 22 do norte do país.

No topo das escolas com avaliações internas mais inflacionadas estavam os colégios Luso-Francês e D. Duarte e os externatos Ellen Key e Ribadouro, todos do Porto.

O relatório foi apresentado esta semana por Manuel Heitor aos reitores, politécnicos, estudantes do ensino privado e Conselho Coordenador do Ensino Superior e estará em discussão até ao final do ano.

/Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Surpreendida e absolutamente fascinada com a medida. Mas estou como o São Tomé “Quero ver para crer”.
    Isto mexe com tantos lobbies económicos, tão bem posicionados junto aos centros de poder (e há tantos anos sem nada ter sido feito) que se tivesse que apostar no resultado final seria full in numa medida meramente cosmética para a opinião pública.
    Já agora, por que não sugerir que todos os exames nacionais do secundário sejam feitos em escolas públicas (quem estiver por dentro da situação saberá bem o porque da minha sugestão).
    Ass. Mãe de dois filhos que não tem dinheiro para os colocar em colégios e que já ouviu tantas histórias, se 20% for real é deveras inquietante (alegadamente).
    Bom sendo mais realista: semelhante medida nunca resultará em nada; virá outro governo, deste mesmo ou doutro partido, e ficará tudo como sempre esteve.

  2. Eles andam andam até chegarem à solução adoptada e testada há mais de 50 anos, nem mais nem menos que o exame de admissão a nível nacional realizado em escolas públicas. Esta vergonha a que chamam ensino público não é apenas culpa dos governos, dos sindicatos e dos professores, a maior culpa é da maioria dos cidadãos cuja formação cívica deixa muito a desejar. Há muitos anos, cabular era para desenrascar, para ter dez e finalizar o ciclo de ensino e ir trabalhar para ganhar a vida e como tal era tolerado; hoje cabular é para tirar boas notas, para ultrapassar seja de que forma for quem pode ser melhor mas não cabula, mas ninguém se revolta !!!

RESPONDER

Incêndios na Austrália permitiram descobrir canal mais antigo do que as Pirâmides do Egipto

Depois de a vegetação ter sido devastada pelos incêndios em Victoria, na Austrália, investigadores descobriram que este sistema de canais é significativamente maior do que se pensava. Desde setembro do ano passado que a Austrália enfrenta uma …

Sírios estão a vender os seus bens pessoais para que os filhos possam comer

O coordenador do projeto Médicos Sem Fronteiras na Síria diz que muitas famílias estão a ser forçadas a vender os seus bens pessoais para que os filhos possam comer. Bombardeamentos aéreos na Síria são uma constante. …

Casa Branca prepara medidas para travar "turismo de parto"

A Casa Branca prepara-se para endurecer as medidas que permitem a emissão de vistos para mulheres estrangeiras que vão aos Estados Unidos dar à luz para que os seus filhos recebem automaticamente cidadania norte-americana. A …

Eletrões e quarks podem experimentar consciência, defende professor

O filósofo Philip Goff defende, num livro que publicou recentemente, uma teoria milenar que sustenta que todas as formas de matéria - incluindo os eletrões e até os quarks - podem experimentar consciência. Tal como observa …

Lego lança réplica da Estação Espacial Internacional

A Lego anunciou um novo conjunto para todos os entusiastas de exploração espacial. A Estação Espacial Internacional está a muitos quilómetros de distância da Terra mas, agora, quem quiser pode ter uma reprodução nas sua …

HBO anuncia sátira de animação sobre família real britânica

A plataforma de streaming HBO encomendou uma série de comédia do género de "Family Guy" em versão realeza, inspirada nos membros mais famosos da família real britânica.  De acordo com a AFP, a série vai chamar-se …

Salário mínimo sobe para 950 euros em Espanha

O Governo de Espanha anunciou, esta quarta-feira, um aumento do salário mínimo nacional para 950 euros. A ministra do Trabalho e da Economia Social, Yolanda Díaz, anunciou, esta quarta-feira, a subida do salário mínimo para os …

O Relógio do Juízo Final avança 20 segundos. Faltam 100 para o Apocalipse

O Boletim de Cientistas Atómicos anunciou, esta quinta-feira, que o Relógio do Julízo Final está mais próximo do apocalipse. Especialistas avançaram o relógio 20 segundos para alertar líderes e cidadãos de todo o mundo que …

Juiz que pediu escusa por ser benfiquista continua com o caso dos emails

O presidente do Tribunal da Relação do Porto decidiu julgar improcedente o pedido de escusa do juiz. Em causa estava o facto de ser adepto do Benfica. Segundo o jornal Público, o juiz desembargador Eduardo Pires, …

Portugal piorou no Índice de Perceção de Corrupção

Mais de dois terços dos países, juntamente com muitas das economias mais avançadas do mundo, estão estagnados ou mostram sinais de retrocesso nos seus esforços de combate à corrupção. Segundo o Índice de Perceção de Corrupção …