Governo pondera financiar “na totalidade ou em parte” os testes covid

PSD / Flickr

Luís Marques Mendes

No seu habitual espaço de comentário na SIC, esta segunda-feira, Luís Marques Mendes revelou que o Governo está a estudar a possibilidade de tornar gratuitos ou comparticipados os testes de deteção do SARS-CoV-2.

Na semana passada, António Lacerda Sales, secretário de Estado Adjunto e da Saúde, já tinha admitido que o Governo vai “comparticipar o mais rapidamente possível” os testes de deteção do SARS-CoV-2. Agora, Luís Marques Mendes revelou que está também a ser estudada a possibilidade de um financiamento a 100%.

“Ao que apurei, o Governo está a estudar, e deverá haver uma decisão nos próximos dias, a possibilidade de financiar na totalidade ou em parte os testes que são feitos”, disse, esta segunda-feira, no espaço de comentário na SIC.

A avançar, a medida fará parte da estratégia do Executivo para travar o avanço da variante Delta em Portugal, detalha o Observador.

Na ponderação está o facto de os testes serem gratuitos, ou seja, “financiados na totalidade pelo Estado”, ou “se o peso for muito acentuado, pelo menos uma comparticipação significativa“.

No mesmo comentário, o antigo líder social-democrata disse que, no pacote de medidas do Governo, deverá também estar incluída a vacinação completa de todos os indivíduos das faixas etárias mais avançadas, a aceleração da inoculação entre os mais jovens e a promoção da testagem e da vacinação para garantir acesso aos certificados digitais.

Além disso, o comentador revelou que os adolescentes abaixo dos 16 anos deverão começar a ser vacinados a partir da terceira semana de setembro.

Segundo os dados de Luís Marques Mendes, 94% dos indivíduos acima dos 60 anos já receberam a vacina e já há 5,3 milhões de pessoas com pelo menos uma dose tomada. O comentador considerou que a campanha de inoculação da população contra a covid-19 em Portugal é um “sucesso”.

Remodelação só no pós-autárquicas

“A remodelação deve ocorrer depois das autárquicas. Penso ser esse o calendário que está na cabeça do primeiro-ministro. Julgo, porém, que o primeiro-ministro tem vantagem em antecipá-la. Fazê-la já em julho. Quanto mais cedo, melhor”, afirmou Marques Mendes.

A antecipação da remodelação governamental é apontada pelo comentador como a resposta mais eficaz a uma “degradação” acelerada do Executivo por eventos como os festejos do Sporting ou o surto de covid-19 entre a comunidade migrante em Odemira.

Aliás, estas crises, salientou, mostram que o desempenho do Governo está a ceder ao cansaço pandémico. “Soa a fim de festa”, atirou.

Ainda assim, a remodelação não será “uma tábua de salvação” para o país por dois motivos: primeiro, porque está em “fim de ciclo”; segundo, porque o próprio primeiro-ministro pode estar de saída já em 2023.

Luís Marques Mendes referiu ainda que a remodelação pode ser inócua se ocorrer em “circuito fechado”, isto é, promovendo secretários de Estado a ministros e chefes de gabinete a secretários de Estado.

“Uma remodelação é uma arma de dois gumes. Pode correr bem ou pode correr mal.”

Liliana Malainho, ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

    • O minorca é porta-voz do governo, porta-voz da oposição, porta-voz do presidente, porta-voz do Benfica, porta-voz da Merkel, etc, etc, etc… enfim, como se costuma dizer, é um “caga-tacos”!!

RESPONDER

Computador quântico ajuda a criar um computador quântico melhor

Um computador quântico foi usado para projetar um qubit aprimorado que poderá alimentar a próxima geração de computadores quânticos mais pequenos, de alto desempenho e mais confiáveis. Da mesma forma que um bit binário é a …

Em apenas três anos, a Austrália perdeu um terço dos seus coalas

A seca, os incêndios florestais e a desflorestação na Austrália levaram o país a perder um terço dos seus coalas nos últimos três anos. A Austrália perdeu cerca de 30% dos seus coalas nos últimos …

Há modelos matemáticos que preveem se uma música vai ser viral — os mesmos utilizados com a covid-19

O uso de modelos matemáticos para antecipar o nível de sucesso de uma música pode começar a ser usado, a partir da publicação do presente estudo, por artistas e editoras para melhorar o desempenho dos …

Alemanha. Funcionário de posto de combustível abatido a tiro por cliente que se recusou a usar máscara

Um homem de 49 anos matou um funcionário de um posto de combustível na Alemanha, após tentar comprar cerveja sem utilizar a máscara. No país, o uso deste equipamento de proteção é obrigatório para entrar …

Um violino gigante flutuou no Grande Canal de Veneza (ao som de Vivaldi)

No passado fim de semana, um violino gigante, com quase 12 metros de comprimento, desceu o Grande Canal de Veneza. A bordo estava um quarteto de cordas, que tocou Four Seasons de Vivaldi. O Noah's Violin …

Assembleia de credores aprova recuperação da Groundforce

Esta quarta-feira, os credores da Groundforce aprovaram a recuperação da empresa. Em causa está uma dívida de 154 milhões de euros. Os credores da Groundforce, reunidos esta quarta-feira em assembleia de credores, no tribunal de Monsanto, …

Europeus acreditam numa "guerra fria" entre os EUA e a China e Rússia

A maioria dos cidadãos da União Europeia (UE), 62%, considera que os Estados Unidos (EUA), com apoio das instituições comunitárias, estão numa nova "guerra fria" com a China, mas recusam envolvimento nacional, revelou um inquérito …

Desenho de Van Gogh esteve guardado mais de 100 anos. Agora, é exibido pela primeira vez

O Museu de Amesterdão, nos Países Baixos, ganhou um novo inquilino: Study for 'Worn Out', um desenho recém-descoberto de Vincent van Gogh. O holandês Vincent van Gogh ainda continua a impressionar o mundo inteiro com a …

No Afeganistão, as professoras estão prontas para desafiar o regime talibã

No Afeganistão, as professoras estão prontas para desafiar o regime talibã, com receio de que os avanços dos últimos 20 anos tenham sido conquistados em vão. A Vice falou com algumas professoras afegãs que garantem continuar …

Apenas um terço das crianças em 91 países tem acesso a uma alimentação adequada, alerta UNICEF

Apenas um terço das crianças com menos de dois anos em 91 países em desenvolvimento têm acesso aos alimentos que necessitam para um crescimento saudável, revelou um relatório da UNICEF, apontando que nenhum progresso foi …