Governo regional vai processar a TAP por “sabotar” a Madeira

Manuel de Almeida / Lusa

O Presidente do Governo Regional da Madeira, Miguel Albuquerque

O Governo da região autónoma da Madeira vai processar a TAP por danos na economia regional causados pelos cancelamentos e atrasos nos voos com origem e destino na Madeira.

Miguel Albuquerque, chefe do executivo madeirense, avançou com esta possibilidade esta terça-feira, numa cerimónia com responsáveis hoteleiros. Esta quarta-feira, confirmou ao jornal Público que o Governo já contactou um escritório de advocacia para iniciar o processo contra a companhia aérea TAP.

“Vamos avançar judicialmente contra a TAP, reclamando uma indemnização pelos elevados prejuízos à economia madeirense“, afirmou Miguel Albuquerque, contabilizando mais de 70 voos cancelados desde o início do ano, que afetaram “deliberadamente” cerca de 10 mil passageiros para a Madeira.

Para o líder do Governo regional, os voos cancelados para a Madeira são uma estratégia da companhia, dado que, explica, sai mais barato cancelar voos para o arquipélago, dada a distância entre os aeroportos, do que para outros destinos europeus. “É uma vergonha a forma como a TAP tem tratado os madeirenses e prejudicado a nossa economia nos últimos meses.”

A companhia aérea nacional “insiste em sabotar a economia regional”, sobretudo “numa altura em que a Madeira é eleita pelo quinto ano consecutivo como Melhor Destino Insular Europeu”, aponta Albuquerque, sublinhando que 80% dos turistas chegam ao arquipélago por via aérea.

Os cancelamentos levam os turistas a passar os dias de férias nos aeroportos e a perder ligações, fatores que pesam na escolha do destino de férias.

Segundo Miguel Albuquerque, a TAP, como companhia nacional, deveria ter mais atenção à Madeira. No entanto, acontece o oposto. “A TAP, com uma política de preços em que pratica tarifas pornográficas para a Madeira e muito baratas para outros destinos concorrentes, está a promover a concorrência”, denuncia.

O presidente do governo regional diz ainda que o Governo regional já alertou o Governo para esta problemática, mas tanto o primeiro-ministro como o ministro das Infraestruturas “preferem assobiar para o lado“.

Se o tratamento dado pela TAP à Madeira é uma “vergonha”, a passividade com que Lisboa assiste a este problema não é menos vergonhosa. “A forma como Estado português, que é sócio maioritário da TAP, se tem comportado, demonstra que não tem a mínima preocupação nem com a Madeira, nem com os madeirenses”, diz Albuquerque.

“A TAP está com rédea livre, e a administração acha que pode fazer o que quiser”, conclui.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Mas a TAP é a única Cª Aerea que pode voar para a Madeira?
    Se a TAP não serve, virem-se para as EasyJet, Vueling, SATA, Air Europe, Transavia, etc.

    Pode ser que estas Cªs consigam aterrar no Funchal quando há vento, coisa que a TAP não consegue.

    Até parece qua a TAP é a única que conhece a rota de Lisboa para o FUnchal !!!

    • Pois, mas è a TAP que tem a propriedade das rotas; não pode chegar qualquer uma e começar a voar para a Madeira por sua ‘alta iniciativa’. (por um lado, infelizmente; a concorrência ensina muita coisa)

  2. E já agora ponham os preços das viagens para os Açores ao mesmo nível que os que vão para a Madeira. Há que haver concorrência leal 🙂

RESPONDER

Investigação portuguesa descobriu 14 espécies marinhas com potencial para produção de antibióticos

Uma investigação conjunta da Universidade de Aveiro e da Universidade Católica descobriu 14 novas espécies e um género de fungos marinhos, com potencial para produção de antibióticos, revelou esta segunda-feira fonte académica. "Neste momento, estão a …

Impossíveis de cumprir. Directores preocupados com novas regras para as escolas

As orientações da Direcção Geral de Saúde (DGS) para as escolas com vista ao regresso das aulas presenciais, em Setembro, estão a preocupar os directores dos estabelecimentos de ensino. Isto porque as consideram impossíveis de …

Homicídios disparam na maioria das cidades norte-americanas durante a pandemia

O número de homicídios cometidos em solo norte-americano disparou na maioria das cidades do país na primeira metade de 2020, comparativamente com o mesmo período do ano passado, revela uma investigação do New York Times. …

Investigadores desenvolvem robô-cientista (e já descobriu um novo catalisador)

Uma equipa de cientistas da Universidade de Liverpool, no Reino Unido, construiu um robô-cientista móvel inteligente, que realiza experiências sem ajuda humana. O novo robô-cientista toma decisões sozinho e já descobriu um novo catalisador. Segundo a …

Sérgio Figueiredo deixa direção de informação da TVI

Sérgio Figueiredo saiu do cargo de diretor de informação da TVI, anuncia a estação de televisão em comunicado enviado às redações. A cessação de funções é efetiva a partir desta sexta (10) e põe fim a …

Dinamarca lança "passaporte covid-19"

O Governo da Dinamarca lançou o "passaporte covid-19", um documento que atesta que o portador do mesmo não teve um resultado positivo ao novo coronavírus recentemente. Deverá ser utilizado em viagens internas ou externas. De …

Mais oito mortes e 342 novos casos. Mais 305 pessoas dadas como recuperadas

Portugal regista este sábado mais oito mortes por covid-19 e mais 342 casos confirmados em relação a sexta-feira, segundo dados da Direção-Geral de Saúde. De acordo com o boletim epidemiológico diário da DGS, há 46.221 casos …

Ainda há esperança para os gorilas mais raros do mundo. Foram fotografados com crias

Os gorilas do rio Cross, os mais raros do mundo, foram fotografados na Nigéria com algumas crias, aumentando a esperança para esta espécie de primatas. A fotografias foram divulgadas por uma organização não-governamental nigeriana, a …

"Já sofreu muito". Trump comuta pena de prisão do seu amigo e antigo conselheiro Roger Stone

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, comutou a pena de prisão do seu amigo e antigo conselheiro Roger Stone, que foi condenado em fevereiro a 40 meses de prisão, anunciou sexta-feira a Casa Branca. Roger …

Armas, droga, sucata e prostituição financiam neonazis portugueses (mas lucros não vão todos para a causa)

Os grupos neonazis portugueses são "bastante desorganizados" e financiam-se com dinheiro obtido em negócios ilícitos, como o tráfico de armas, de droga e de mulheres para prostituição e a sucata. Mas os ganhos obtidos não …