Governo limita lucro na venda de máscaras e álcool gel

O Governo vai impor uma taxa máxima de lucro aos vendedores de máscaras, álcool gel e luvas para evitar preços inflacionados.

O anúncio foi feito, esta quinta-feira, no Parlamento, pelo primeiro-ministro. António Costa disse que o Governo quer criar condições para “tornar abundante no mercado, nas próximas duas semanas, meios de proteção proteção individual”. O primeiro-ministro explicou ainda que a ideia é limitar a taxa de lucro a ser obtida pelos vendedores destes produtos.

O Governo decidiu impor um limite máximo de 15% na percentagem de lucro na comercialização de dispositivos médicos e de equipamentos de proteção, bem como do álcool etílico e do gel desinfetante cutâneo de base alcoólica.

A percentagem máxima de 15% é aplicada ao lucro na comercialização por grosso e a retalho dos dispositivos médicos e dos equipamentos de proteção individual, bem como do álcool etílico e do gel desinfetante cutâneo de base alcoólica.

As empresas nacionais dispõem, desde segunda-feira, de um regime excecional e temporário para a conceção, o fabrico, a importação e a comercialização nacional de dispositivos médicos e equipamentos de proteção individual, com a publicação do Decreto-Lei n.º 14-E/2020, de 13 de abril.

O decreto confere ao titular da área da Economia, conjuntamente com o governante da área setorial, o poder de determinar as medidas de exceção necessárias à contenção e limitação de mercado, incluindo a possibilidade de limitação máxima de margens de lucro na comercialização de certos produtos.

De acordo com o Correio da Manhã, a iniciativa de limitar a margem de lucro na venda dos equipamentos de proteção individual garante que todos os cidadãos têm acesso a luvas, álcool gel e máscaras, durante o período em que começarão a ser aliviadas as medidas de quarentena.

Segundo o CM, com o alívio progressivo das medidas de quarentena, serão necessários milhões de máscaras para os portugueses usarem no dia a dia. Como a procura é superior à oferta deste produto de proteção individual, existe o receio de que os preços de venda possam continuar a aumentar de forma abusiva.

A indústria têxtil portuguesa já começou a produzir “máscaras sociais”. Com capacidade para reter 70% de microorganismos, as máscaras irão custar entre 10 euros e 20 euros e serão reutilizáveis.

Esta quinta-feira, Rui Rio, líder do PSD, propôs a redução do IVA de 23% para 6% nos equipamentos de proteção individual.

Em apenas um mês, de acordo com o jornal ECO, a ASAE recebeu 4.500 denúncias, a maioria pela prática de preços especulativos. Até esta quinta-feira foram fiscalizados cerca de 280 operadores económicos e instaurados 15 processos-crime pela prática de obtenção de lucro ilegítimo nestes produtos e 13 processos de contraordenação.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Já há muito tempo que isso devia de ter sido feito !
    Devia haver um PVP (preço de venda ao público) máximo para TUDO . Acabavam-se as vigarices !

Cientistas investigam estranho gelo cor-de-rosa num glaciar dos Alpes italianos

Uma equipa de cientistas anunciou esta segunda-feira estar a tentar averiguar a origem de gelo cor-de-rosa num glaciar nos Alpes italianos. O fenómeno deverá ser provocada por algas que aceleram os efeitos das mudanças climáticas. A origem …

Especialistas de 32 países alertam OMS: covid-19 também se transmite pelo ar

Numa carta aberta à Organização Mundial de Saúde, 239 cientistas pedem que a organização reveja as recomendações que tem emitido, alertando para o facto de a covid-19 poder transmitir-se pelo ar. Numa carta dirigida à Organização …

Moreirense 0-0 Sporting | Nulo em jogo de pólvora seca

A 30ª jornada fechou no Minho com um nulo entre Moreirense e Sporting, que continua sem derrotas sob o comando de Rúben Amorim. A formação leonina poderia muito bem ter vencido em Moreira de Cónegos, pois …

Armazém flutuante. A China está a guardar petróleo no mar (e já se sabe porquê)

A China está a guardar uma quantidade épica de petróleo no mar. De acordo com a CNN, o país comprou tanto petróleo estrangeiro a preços baratos que formou um congestionamento maciço de navios-tanque no mar, …

Peregrinos em Meca proibidos de tocar ou beijar a Caaba por causa da covid-19

Os muçulmanos que vão participar na peregrinação a Meca não poderão tocar ou beijar a Caaba nem a "pedra negra", presentes na Grande Mesquita, local considerado como um dos mais sagrados pelo Islão, informaram as …

Países Baixos continuam a abater milhares de martas. 20 quintas afetadas pela pandemia

Esta segunda-feira, as autoridades holandesas abateram milhares de martas em mais duas fazendas onde foram detetados surtos de covid-19. Esta segunda-feira, as autoridades abateram milhares de martas em mais duas fazendas, sendo agora 20 as quintas …

Cientistas criam robô para fazer testes à covid-19 (e proteger os profissionais de saúde)

O Korea Institute of Machinery & Materials (KIMM) desenvolveu um novo robô de coleta remota de amostras que elimina o contacto direto entre os profissionais de saúde e os pacientes, potencialmente infetados com o novo …

"Não use desodorizante". A peculiar estratégia de Berlim para promover o uso de máscaras nos transportes públicos

"Não use desodorizante". Esta é a peculiar campanha adotada pela empresa que controla os transportes públicos em Berlim, na Alemanha, para promover o uso correto de máscaras, evitando assim novos casos de covid-19.  Tal como escreve …

Vírus pode ter estado adormecido antes de surgir na China, diz investigador de Oxford

O novo coronavírus pode ter estado adormecido algures no mundo antes de ter surgido na China, defendeu o investigador da Universidade de Oxford, Tom Jefferson, apontando para várias descobertas de amostras do vírus em Espanha, …

Federer sente falta de Wimbledon. "Deu-me tudo"

Roger Federer admitiu sentir a falta de Wimbledon, o torneio do "Grand Slam" que, se não tivesse sido cancelado devido à pandemia de covid-19, estaria a decorrer em Londres. O tenista suíço Roger Federer admitiu, esta …