Governo já caiu

António Cotrim / Lusa

A Assembleia da República chumbou esta terça-feira o Programa do XX Governo Constitucional, através da aprovação de uma moção de rejeição do Partido Socialista, o que implica agora a demissão do executivo PSD/CDS-PP.

A moção foi aprovada com 123 votos favoráveis votos do PS – que não teve desalinhados -, Bloco de Esquerda, Partido Comunista, Partido Ecologista – Os Verdes e do Pessoas – Animais – Natureza.

Os deputados do PSD e do CDS reuniram 107 votos contra.

PCP, BE e PEV também apresentaram moções de rejeição ao programa do executivo, mas a do PS foi a primeira a ser votada, consumando-se com a sua aprovação a queda do Governo.

A moção de rejeição do PS ao Governo justifica o derrube do executivo por insistir numa “radicalização programática e ideológica” e por os socialistas disporem de uma alternativa credível.

No documento lê-se também que os socialistas tomam esta iniciativa de derrubar o XX Governo Constitucional [PSD/CDS] “em coerência” com o seu compromisso eleitoral.

A rejeição do Programa do Governo exigia maioria absoluta dos deputados em efetividade de funções, ou seja, pelo menos 116 parlamentares. Nas eleições de 4 de outubro, a coligação Portugal à Frente obteve 107 mandatos (89 do PSD e 18 do CDS-PP), o PS elegeu 86 deputados, o BE 19, a CDU 17 (dois do PEV e 15 do PCP) – totalizando 122 parlamentares – e o PAN elegeu um deputado.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

9 COMENTÁRIOS

  1. Mais uma vez a democracia em posta em funcionamento (mas desta vez, de forma histórica)! Na legislatura anterior, o PSD e o CDS juntaram-se (após as eleições) e formaram governo com maioria absoluta, (com as instabilidades que todos conhecemos – irrevogável diz-vos alguma coisa?) ou seja, mais deputados que as restantes forças políticas. Agora são outros (com igual instabilidade). Vamos ver no que isto dá. Vamos ver o que o teimoso do Cavaco faz. Vamos ver se não há outras soluções para além da austeridade desenfreada. Vamos ver se valeu a pena acabar com os feriados. Vamos… ver…

  2. Na sequência do golpe de Estado que está em vias de acontecer, auto-suspenderei a minha liberdade de expressão.
    Temo que a censura venha a ser feita de forma encapotada e contundente e como tenho o dever e obrigação de proteger e sustentar a minha família, vou abster-me de fazer comentários.
    Votei e tenho vivido em liberdade, mas temo que essa liberdade esteja em vias de chegar ao fim.

    • Golpe de Estado? Tás a brincar? Tu chamas Golpe de Estado à aplicação da Constituição, da Democracia? Ou tu és daqueles que ainda acha que as legislativas é para eleger o Primeiro Ministro?
      Caso não saibas (não deves saber porque te referes a um Golpe de estado quando não sabes o que isso é) as legislativas servem para eleger os representantes do povo (os deputados, caso não saibas). É o partido com mais deputados (e não necessáriamente com mais votos) que propõe ao Presidente um Primeiro Ministro. Mas caso isso não seja possível (por não terem maioria absoluta – 50%+1 – e se o Governo fôr derrubado na… Assembleia) o Presidente chama o segundo mais votado (neste caso o PS, caso não saibas). Se mesmo assim não é possivel, pode convocar novas eleições ou Governo de iniciativa presidencial. Ora, o que aconteceu é que a coligação não tem a maioria (absoluta) no Parlamento, mas o PS, juntamente com o BE e a CDU, têm. Enfim, é só fazer as contas…
      Já agora… O que chamas ao que aconteceu ao Governo anterior (antes deste que foi á “água…). Não terá sido também um “Golpe de Estado”? A única diferença entre o que se passou ontem e o que se passou nessa altura, é que “antes”, o primeiro (mais votado) e o… terceiro juntaram-se, e agora o segundo o terceiro e o quarto juntaram-se. Se não percebes isto, não há nada a fazer… Olha! Emigra, como aconselha o teu amiguinho Passos que passou a censurar tudo e todos durante quatro anos!
      Estás preocupado com a liberdade? Antes ela estava ameaçada (com o constante desrrespeito da Constituição, entre outros “abusos”). Enquanto existir democracia, não existe censura, ecusta-me muito que o digas, especialmete numa situação como esta que vivemos. Somos livres de escolher. Os deputados também são livres de escolher. Não podem estar presos a ideologias estanques, que só a direita pode governar (ou os partidos do arco da governação)… Onde está a liberdade nisto? Aqui sim, vejo censura…

RESPONDER

Perdoar o passado, celebrar o renascimento e cumprir tradições. A primavera traz o Nowruz, o ano novo persa

Assim que as flores começam a desabrochar e os dias ficam mais longos, fica claro que o Nowruz está prestes a chegar. A celebração do ano novo iraniano é secular, com raízes que remontam a …

“Mostrámos que sabemos governar”. Bloco apresenta candidata a Lisboa (e abre a porta a acordo com PS)

O Bloco de Esquerda apresentou a candidatura de Beatriz Gomes Dias à Câmara Municipal de Lisboa, pediu “mais força” para determinar a governação da cidade e abriu a porta a novos entendimentos com o PS …

Fé nos números. Foi o voto não religioso que Donald Trump perdeu em 2020 

Em novembro de 2020, Joe Biden foi eleito Presidente dos Estados Unidos da América. Uma análise revelou recentemente que a derrota de Donald Trump dependeu daqueles que não se identificam com nenhuma religião. Ryan Burge, professor …

Chega apresenta oito candidatos para o distrito do Porto. Ventura acredita que vai ter "grande resultado"

O líder do Chega anunciou este sábado oito candidatos às próximas eleições autárquicas no distrito do Porto, onde André Ventura acredita que o partido vai ter "um grande resultado". "Fizemos esta deslocação ao Porto para anunciar …

"A política ama traição, mas despreza o traidor". Sócrates acusa PS de "ataque injusto" (e diz-se alvo de "vingança" da direita)

"A política ama a traição, mas despreza o traidor". No livro "Só Agora Começou", que será publicado nos próximos dias, José Sócrates acusa a atual direção do PS de traição. De acordo com o Diário de …

"Novas dificuldades e entropias". Autarcas independentes exigem extinção imediata da CNE

Os presidentes de Câmara e representantes de movimentos independentes decidiram este sábado dar um novo prazo aos partidos para que estes possam alterar a lei eleitoral autárquica. Porém, exigem a extinção imediata da Comissão Nacional …

Estudo mostra que as ovelhas preferem acasalar com machos subordinados

Um novo estudo descobriu que, ao contrário do que se podia pensar, as ovelhas preferem acasalar com machos que estão mais abaixo na hierarquia. Atualmente, a vida sexual da maioria das ovelhas é controlada pela indústria …

“Vamos iniciar uma nova etapa". Madeira vai testar toda a população (gratuitamente)

O Governo da Madeira vai desencadear uma campanha de testagem massiva da população da região, ainda sem data, que será gratuita, para aferir da evolução da pandemia da covid-19 no arquipélago, anunciou este sábado o …

O armazenamento de energia "sem massa" está a chegar

Uma equipa de cientistas da Chalmers University of Technology, na Suécia, produziu uma bateria estrutural com um desempenho dez vezes melhor do que todas as versões anteriores. A descoberta abre caminho ao armazenamento de energia …

Ataque terrorista a cidade na Nigéria atinge organizações humanitárias e instalações da ONU

Jihadistas alegadamente ligados ao Estado Islâmico atacaram este sábado as instalações de várias organizações humanitárias e das Nações Unidas na cidade nigeriana de Damasak, e ainda estão no local, afirmaram fontes das organizações não-governamentais (ONG). O …