Depois das praias, Governo admite colocar semáforos em zonas de maior risco de covid-19

José Sena Goulão / Lusa

O secretário de Estado da Saúde, António Lacerda Sales

O secretário de Estado da Saúde, António Lacerda Sales, adiantou, em entrevista à SIC Notícias, que o Governo está a estudar implementar um sistema de semáforos para identificar as zonas de maior risco de covid-19 em Portugal.

Em entrevista à SIC Notícias esta quarta-feira, António Lacerda Sales, secretário de Estado da Saúde, disse que a medida de implementar um sistema de semáforos para identificar as zonas de maior risco de covid-19 pode vir a ser incluída no plano para responder à pandemia no período do outono/inverno.

“Estamos a estudar a possibilidade através de planos de mapas de risco epidemiológico e temos aprendido com alguns países nessa área. A ideia também é desenvolver neste plano essa ideia em diferentes camadas. Numa primeira camada, fazer uma avaliação da evolução epidemiológica e de alguns indicadores nomeadamente na incidência cumulativa por 100 mil habitantes. Na segunda camada, utilizar um processo de semáforos, que ainda está em discussão a nível europeu”, disse o governante.

Questionado sobre um estudo da Oliver Wyman, empresa que presta consultoria a entidades públicas como o Governo brasileiro, que aponta para 1.700 casos diários no pico do outono, Lacerda Sales refere que “temos de preparar o pior e esperar o melhor”.

Em relação à questão da segunda vaga, Lacerda Sales não se comprometeu com números. “As designações, por vezes, são muito subjetivas”, respondeu.

O secretário de Estado garantiu a autonomia completa das autoridades nacionais. “Temos aprendido muito com a experiência de outros países, mas pensamos pela nossa cabeça”, disse.

“Estamos a apresentar até ao fim da semana o plano outono/inverno”, reforçou. “Plano destes têm também um objetivo comunicacional. É como uma vacina: não podemos administrar excessivamente antes porque senão perde imunicidade.”

No dia em que Portugal superou os 70 mil casos desde o início da pandemia e voltou a ficar acima dos 800 diários, o responsável do Governo garantiu que o país não está “refém da covid” e elogiou o “comportamento exemplar” do “povo português”.

É preciso “agir depressa” em relação a testes rápidos

O ex-ministro da Saúde Adalberto Campos Fernandes defendeu esta quarta-feira que é preciso ser “ágil e agir depressa” sobre a utilização dos testes rápidos para “controlar melhor” o circuito de transmissão de covid-19.

“Era importante que não se demorasse muito tempo a tomar uma decisão sobre a difusão e a disseminação da utilização dos testes rápidos”, disse à agência Lusa o especialista em Saúde Pública. Para Adalberto Campos Fernandes, esta decisão “ajudará a todos a controlar melhor o circuito de transmissão da infeção”.

“Eu creio que, neste momento, é preciso nesse domínio ser ágil e agir depressa”, defendeu Adalberto Campos Fernandes, que foi ministro da Saúde entre 2015 e 2018.

Estela Silva / Lusa

O ex-ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes

A ministra da Saúde, Marta Temido, afirmou esta quarta-feira que a utilização de testes rápidos de detenção de covid-19 será definida no final da semana por um conjunto de peritos, ressalvando que a fiabilidade dos resultados é uma preocupação.

“Temos um painel de peritos a trabalhar desde o início da semana no assunto e até ao final da semana teremos uma definição das circunstâncias em que estes testes poderão ser utilizados, estando sobretudo em causa o contexto da sua utilização”, afirmou Marta Temido, na conferência de imprensa regular sobre o desenvolvimento da pandemia em Portugal.

A ministra reforçou que os testes rápidos de antigénio ainda não estão recomendados em Portugal para diagnóstico de casos de infeção pelo vírus SarCov-2 e que a grande preocupação é a sua segurança e a fiabilidade dos resultados, recordando que as opções técnicas destes testes são muito recentes.

Estes testes não eliminam a hipótese de ocorrência de falsos negativos, são testes que podem ter baixa sensibilidade em indivíduos assintomáticos ou com uma carga viral baixa”, afirmou Marta Temido, sublinhando que a maioria dos países europeus ainda não os utiliza como testes de diagnóstico. “O que nos interessa é ter testes que nos garantam a fiabilidade dos resultados”, insistiu a ministra.

A estratégia de testagem para o novo coronavírus passa por garantir “resultados rápidos e segurança e por isso é importante estratificar os vários testes laboratoriais de acordo com a sua finalidade”.

O Plano Saúde Outono Inverno 2020/2021 já prevê a inclusão de dois tipos de teste: testes rápidos em menos de 60 minutos e testes com resultados disponíveis em 24 horas.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

"Uma mão cheia de nada". PSD diz que OE2021 é um strogonoff-vegan para pescar votos

O PSD disse esta quarta-feira que a proposta de Orçamento do Estado para 2021 é uma espécie de "strogonoff-vegan", procurando assim o apoio de PCP e PAN. Pela voz do deputado Duarte Pacheco, no na abertura …

Recolher obrigatório, centros comerciais a fechar mais cedo e ensino à distância. Cenário pode estar próximo no Norte

Numa altura em que os especialistas alertam que a região do norte pode atingir os 7.000 casos diários na próxima semana, são muitos os autarcas que se antecipam e começam a planear medidas mais restritas …

SNS já está a enviar doentes covid-19 para o privado. Hospital de Penafiel à beira da rutura

O jornal Público avança esta quarta-feira que o Serviço Nacional de Saúde (SNS) já está a encaminhar doentes com covid-19 para os hospitais privados. De acordo com o matutino, há pelo menos uma unidade privada …

Estes dinossauros acabaram por ser extintos porque tinham asas, mas não sabiam voar

Apesar de terem asas de morcego, os dois pequenos dinossauros, Yi e Ambopteryx, só conseguiam deslizar entre as árvores. Yi e Ambopteryx, que viviam no norte da região onde se situa atualmente a China, lutavam para voar …

Champions à portuguesa. FC Porto soma primeira vitória, João Félix e Jota brilham

O FC Porto arrecadou esta quarta-feira a primeira vitória na Liga dos Campeões de futebol, na receção ao Olympiacos (2-0), numa segunda jornada em que João Félix e Diogo Jota brilharam por Atlético de Madrid …

Uso de máscara na rua já é obrigatório. Saiba tudo o que muda nos próximos dias

O uso de máscara na rua passa a ser obrigatório a partir de hoje, com exceções, e o não cumprimento desta imposição é punido com multas que vão até aos 500 euros. Conheça tudo o …

Ronaldo volta a testar positivo (e falha reencontro com Messi na Champions)

O internacional português Cristiano Ronaldo voltou a testar positivo ao novo coronavírus e vai por isso falhar o jogo entre a Juventus e o Barcelona de Lionel Messi a contar para a Liga dos Campeões. …

Costa convoca partidos e Conselho de Ministros extraordinário para "ações imediatas"

O primeiro-ministro marcou reuniões com os partidos na sexta-feira e convocou para sábado um Conselho de Ministros extraordinário para definir novas "ações imediatas" para o controlo da pandemia de covid-19 em Portugal. Fonte do Governo disse, esta …

De Jong: "O treinador avisou-me: cuidado com a boa vida em Barcelona"

O jovem médio contou a conversa que teve com Ronald Koeman, quando Koeman não era treinador do Barcelona. Messi é o "melhor do mundo". Frenkie de Jong chegou a Barcelona no verão de 2019 mas, antes …

Produtos de limpeza perfumados podem ser prejudiciais para a saúde

Os produtos de limpeza perfumados podem ser prejudiciais para a saúde, causando problemas que vão desde dores de cabeça e erupções cutâneas até asma, disfunção do sistema imunitário e problemas cardíacos. A pandemia de covid-19 fez …