Após três meses de “coletes amarelos”, Governo francês baixa impostos

Christophe Petit Tesson / EPA

Duas das principais reivindicações dos “coletes amarelos” ficam de fora das medidas anunciadas pelo Governo francês: a reintrodução do imposto sobre a riqueza e a aplicação de um sistema de proposição de leis pelos cidadãos.

O Governo francês prepara uma redução significativa de impostos, para responder aos protestos do movimento “coletes amarelos”, anunciou esta segunda-feira o primeiro-ministro, Edouard Philippe.

O primeiro-ministro apresentou as principais linhas políticas que o Governo assumirá como resultado de um “grande debate nacional” lançado em resposta ao descontentamento ilustrado pelos três meses de protestos dos “coletes amarelos”.

“O debate indica claramente a direção: temos de cortar impostos e cortá-los rapidamente”, afirmou Edouard Philippe, reservando mais pormenores sobre o plano político para a declaração que o Presidente francês, Emmanuel Macron, fará na próxima semana.

O primeiro-ministro detetou ainda outras preocupações da população francesa, a que o seu governo deverá dar solução, nomeadamente a procura por mais e melhores serviços públicos, por mais participação nas decisões políticas e por mais medidas para lidar com as mudanças climáticas sem aumento de impostos.

Segundo o Governo francês, mais de um milhão e meio de pessoas participou nesse debate nacional, distribuídas por mais de dez mil reuniões ao longo de toda a França, para procurar respostas ao movimento de contestação dos “coletes amarelos”.

O movimento dos “coletes amarelos” surgiu em novembro do ano passado, inicialmente para contestar um aumento da taxa sobre combustíveis, mas rapidamente tornando-se numa revolta ampla contra a política de Emmanuel Macron, com manifestações violentas em ao longo de três meses em várias das principais cidades francesas.

Edouard Philippe não incluiu na resposta do governo francês duas das medidas reivindicadas pelos “coletes amarelos”: a reintrodução do imposto sobre a riqueza e a implementação de um sistema de proposição de leis pelos cidadãos.

No entanto, de acordo com o plano de propostas anunciado, o Governo irá propor o abandono da taxa adicional sobre os combustíveis e do imposto para os reformados, bem como a inclusão de um bónus mensal de 100 euros para os trabalhadores com o salário mínimo, num pacote financeiro que deverá atingir os 10 mil milhões de euros.

A oposição a Macron já condenou este anúncio de medidas em época de pré-campanha para as eleições para o Parlamento Europeu.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Inscrição hebraica com 2.800 anos revela antigo nome bíblico

Uma equipa de arqueólogos encontrou um jarro com 2.8000 anos com a inscrição em hebraico "Benayo" no sítio arqueológico de Abel Beth Maacah, no norte de Israel, local várias vezes mencionado na Bíblia Hebraica.  De …

Braga vence FC Porto e conquista Taça da Liga. Sérgio coloca lugar à disposição

O Sporting de Braga venceu hoje o FC Porto por 1-0 e conquistou a Taça da Liga, com Ricardo Horta a marcar o golo decisivo aos 90+5, garantindo um troféu que os bracarenses já tinham …

Rara moeda de ouro com a cara de Eduardo VIII vendida por preço recorde

Uma rara moeda de ouro com o perfil do rei britânico Edward VIII foi vendida a um comprador particular pelo valor recorde de 1,3 milhões de dólares. A informação é avançada pela Royal British Mint, a …

Depois dos incêndios, Austrália está prestes a experimentar uma "bonança" de aranhas mortais

Depois dos incêndios florestais que assolaram o país, os australianos começaram a implorar por chuva. O bónus de aranhas mortais não estava incluído no pedido, mas os especialistas do Australian Reptile Park acreditam que é …

Governo admite retirar cidadãos nacionais de Wuhan

As autoridades portuguesas estão a cooperar com outros países europeus para reforçar o apoio aos cidadãos nacionais que se encontram em Wuhan, onde ocorreram os primeiros casos do novo coronavírus, admitindo a possibilidade de retirá-los …

Os cogumelos podem ser muito mais antigos do que pensávamos

Os cogumelos podem ser mais antigos do que pensávamos, concluíram cientistas que dataram vestígios de micélio (constituinte dos cogumelos) com 800 milhões de anos, divulgou esta quarta-feira a Universidade Livre de Bruxelas, na Bélgica. Estudos anteriores …

Comer iogurte natural pode ajudar a reduzir o risco de cancro da mama

Uma das causas mais apontadas para o cancro da mama é a inflamação causada por bactérias nocivas. Esta tese ainda não foi provada, mas é apoiada pelas evidências até agora disponíveis de que a inflamação …

Primeiro caso suspeito de infeção por coronavírus detetado em Portugal

Foi detetado o primeiro caso suspeito de infeção infeção pelo novo coronavírus , em Portugal, anunciou este sábado a Direção-Geral de Saúde. “Este doente, regressado hoje [este sábado] da China, onde esteve na cidade de Wuhan …

Slava Semeniuta transforma chuva em atmosfera néon

O artista e fotógrafo russo Slava Semeniuta, também conhecido como Visual Scientist, mistura elementos naturais e faz mágica com eles. Slava Semeniuta, também conhecido como Visual Scientist, retoca fotografias de poças de água para criar composições …

Empresa quer vender dispositivos que extraiem água potável do ar

A empresa israelita Watergen está a planear começar a vender uma versão para o consumidor do seu aparelho que extrai água potável do ar ainda este ano. A tecnologia do gerador atmosférico da empresa está em …