Governo está a preparar concurso para evitar monopólio no negócio do plasma

O secretário de Estado da Saúde anunciou esta sexta-feira que o governo está a preparar um concurso com negociação privilegiada entre concorrentes para evitar o monopólio na venda de plasma ao Instituto Português do Sangue e da Transplantação.

“Temos em curso, com o SPMS (Serviços Partilhados do Ministério da Saúde), um processo de validação de um concurso, através daquilo que se chama uma negociação privilegiada entre concorrentes, de forma a termos um diálogo concorrencial, que permita montar um esquema que evite, sobretudo, o monopólio na oferta deste tipo de produtos“, disse Manuel Delgado.

“Isto, provavelmente, em meados do próximo ano estará pronto e entrará em vigor”, adiantou.

O governante explicou que já foram selecionadas três entidades que estão em condições de fazer o trabalho.

“Essas três entidades vão entrar agora no processo de negociação concursal, o chamado diálogo concorrencial, de forma a fazer um caderno de encargos e, posteriormente, selecionar a empresa ou as empresas que estão em condições de ir a concurso”, acrescentou o secretário de Estado da Saúde.

Manuel Delgado adiantou ainda que o governo está também a preparar um despacho sobre os procedimentos que os hospitais públicos deverão adotar no tratamento do sangue, tendo em vista o aproveitamento do plasma, e prometeu novidades neste domínio já para a próxima semana.

Confrontado com o desperdício de dinheiros públicos na aquisição de plasma e com as suspeitas de que houve um favorecimento da Octapharma neste negócio, que poderá ter lesado o estado em cerca de 100 milhões de euros, o secretário de Estado da Saúde disse que o monopólio daquela empresa se tem prolongado devido a “controvérsias técnicas”.

“Essas questões têm de ser esclarecidas do ponto de vista jurídico, e com certeza que nós não temos nada a ver com isso, mas as razões porque este processo se arrasta há anos sem uma solução – e este governo vai adotar uma solução – é porque há controvérsias de natureza técnica que não permitem tomar uma decisão que afaste dúvidas sobre desperdícios de dinheiro, de plasma, etc.”.

O ex-administrador da Octapharma, Paulo Lalanda de Castro, que se demitiu dos cargos que ocupava naquela farmacêutica, e o ex-presidente da Administração Regional de Lisboa e Vale do Tejo e do INEM, Luís Cunha Ribeiro, que está hoje a ser ouvido pelas autoridades, foram detidos esta semana no âmbito de uma investigação do Ministério Público ao negócio do plasma.

Para o secretário de Estado da Saúde, uma coisa são as questões jurídicas, que não cabe ao Ministério da Saúde resolver, outra coisa são as questões técnicas que têm de ser devidamente consideradas, porque o sangue e seus derivados são produtos que podem afetar a segurança e a vida das pessoas.

“O que queremos fazer e vamos fazer já na semana que vem é, de uma vez por todas, acabar com esses bloqueios de natureza científica e tomar uma decisão política que garanta aos portugueses não só qualidade nos produtos de sangue e produtos derivados que consome, mas também para o erário público cem termos económicos”, acrescentou Manuel Delgado.

/Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Que cérebros. Descobriram que alguém andava a mamar mais que alguém.
    Governações fantásticas que o eleitorado elege. KKKKKKKKKKK

RESPONDER

2020 regista descida de acidentes rodoviários, mortos e feridos durante os primeiros 8 meses

O número de acidentes rodoviários, de vítimas mortais e de feridos diminuiu nos primeiros oito meses deste ano, em relação ao período homólogo de 2019, indica um relatório da Segurança Rodoviária. A Autoridade Nacional de Segurança …

Suspeito do ataque junto ao Charlie Hebdo acusado de tentativa de homicídio

O suspeito de ferir gravemente duas pessoas, na passada sexta-feira, à porta da antiga redação do semanário Charlie Hebdo, em Paris, foi acusado de "tentativa de homicídio relacionada com motivação terrorista", segundo a AFP. A informação …

SNS24 encaminhada crianças para a urgência "sem critério clínico", diz Ordem dos Médicos do Centro

A Ordem dos Médicos do Centro lamentou hoje que a linha SNS 24 esteja a encaminhar crianças "sem critério clínico" para as urgências hospitalares e pediu a definição urgente de "um plano seguro e com …

13 de outubro em Fátima com lotação reduzida a 6.000 fiéis

O Santuário de Fátima estima a presença de seis mil pessoas no recinto durante a peregrinação de 12 e 13 de outubro, estando prevista a colocação de círculos no chão, que reforçará a distância entre …

Jovem de 22 anos detido por suspeitas de burla de milhares de euros no MB Way

A Polícia Judiciária (PJ) deteve um indivíduo, de 22 anos, suspeito de diversos crimes de burla informática, falsidade informática, acesso ilegítimo e branqueamento de capitais, estando em causa um montante de dezenas de milhares de …

Nagorno-Karabakh. Alta Comissária da ONU insta a um "cessar-fogo imediato"

A Alta Comissária da ONU para os Direitos Humanos manifestou, esta terça-feira, a sua preocupação face ao aumento das hostilidades entre o Azerbaijão e os separatistas arménios no enclave de Nagorno-Karabakh, instando as partes a …

Rio duvida que país consiga investir verba prevista para setor público

O presidente do PSD, Rui Rio, manifestou esta quarta-feira dúvidas de que o país consiga investir toda a verba prevista pelo Governo no plano de recuperação para a administração pública, prometendo que o documento social-democrata …

MP acusa três inspetores do SEF de homicídio de imigrante ucraniano

O Ministério Público acusou esta quarta-feira três inspetores do SEF do homicídio qualificado de um cidadão ucraniano, ocorrido a 12 de março no Centro de Instalação Temporária do Aeroporto de Lisboa. Segundo uma nota da Procuradoria …

UE prepara lei que obriga gigantes tecnológicas a partilhar dados

A União Europeia (UE) está a preparar-se para forçar as gigantes tecnológicas a partilharem os dados que têm dos consumidores com empresas rivais menores, de acordo com uma nova lei que a Comissão Europeia está …

Morreu Quino, criador de Mafalda

O autor argentino Quino, célebre por ter criado a contestatária personagem de banda desenhada Mafalda, morreu esta quarta-feira em Mendoza, na Argentina, aos 88 anos, revelou a agência Efe. De acordo com o jornal argentino Clarín, …