Governo de combate junta fiéis de Costa e próximos de Sócrates

José Coelho / Lusa

-

Um governo com 17 ministros, 4 dos quais mulheres, numa aposta clara na combatividade para as batalhas duras que se seguem. António Costa apostou num Executivo de fiéis aliados e de defensores de José Sócrates.

As escolhas do líder do PS para o novo governo de Portugal que foi “indicado” por Cavaco Silva revelam uma equipa eminentemente política e combativa, pronta para as duras negociações diárias que será preciso manter, nos próximos tempos, para garantir a estabilidade do casamento de conveniência da Esquerda.

É certo que há alguns independentes, com destaque para a nomeação para a pasta da Justiça da luso-angolana Francisca Van Dunem, a primeira negra a chegar a ministra em Portugal e do cientista Tiago Brandão Rodrigues, de apenas 38 anos, o mais jovem dos ministros, na pasta da Educação.

Mas, maioritariamente, o governo de Costa é composto pelos fiéis aliados do líder socialista.

São no entanto de destacar algumas caras da era Sócrates, nomeadamente Augusto Santos Silva e Vieira da Silva, que foram ministros do governo do agora arguido da Operação Marquês.

Ambos assumiram por diversas vezes em público posições de defesa do ex-primeiro-ministro, nomeadamente criticando a investigação do caso “Face Oculta”.

O novo ministro da Defesa, Azeredo Lopes, ex-presidente da Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC), é outro elemento que defendeu publicamente Sócrates.

E Capoulas Santos, o eterno ministro da Agricultura dos socialistas, foi o primeiro a visitar o ex-governante na prisão de Évora.

Também Maria Manuel Leitão Marques, a “mãe” do Simplex, um dos grandes projectos do governo de Sócrates,  faz parte do Executivo de Costa, com a pasta da Modernização Administrativa.

Outras figuras que desempenharam cargos na era de Sócrates foram Manuel Heitor, o novo ministro do Ensino Superior, e Miguel Prata Roque, que assume a Secretaria de Estado da Presidência do Conselho de Ministros.

Prata Roque é actualmente advogado de Sócrates, tendo em mãos o caso da providência cautelar apresentada pelo ex-governante contra o Correio da Manhã.

Eis o novo governo de Portugal:

  • Primeiro-Ministro: António Costa
  • Ministro-adjunto: Eduardo Cabrita
  • Ministro das Finanças: Mário Centeno
  • Ministro da Economia: Caldeira Cabral
  • Ministro do Trabalho e Segurança Social: José Vieira da Silva
  • Ministro do Ambiente: João Matos Fernandes
  • Ministro do Planeamento: Pedro Marques
  • Ministro da Modernização Administrativa: Maria Manuel Leitão Marques
  • Ministro da Defesa: Azeredo Lopes
  • Ministra da Justiça: Francisca Van Dunem
  • Ministro da Agricultura: Capoulas Santos
  • Ministro dos Negócios Estrangeiros: Augusto Santos Silva
  • Ministro da Cultura: João Soares
  • Ministro da Saúde: Adalberto Campos Fernandes
  • Ministra da Administração Interna: Constança Sousa
  • Ministro da Educação: Tiago Brandão Rodrigues
  • Ministra do Mar: Ana Paula Vitorino
  • Ministro da Inovação, Ciência e Ensino Superior: Manuel Heitor
  • Secretária de Estado Adjunta do primeiro-ministro: Mariana Vieira da Silva
  • Secretário de Estado da Presidência do Conselho de Ministros: Miguel Prata Roque
  • Secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares: Pedro Nuno Santos

SV, ZAP

PARTILHAR

25 COMENTÁRIOS

  1. Não deixa de ser irónico que 40 anos após os acontecimentos de 25 de Novembro de 1974, um presidente da Républica de direita tenha que indigitar um primeiro ministro de um governo apoiado pelo Partido Comunista Português, precisamente no dia 24 de Novembro.
    Assim se prova que ninguém é dono da História.

  2. Acho bastante mal, quando se escreve:

    “António Costa apostou num Executivo de fiéis aliados e de defensores de José Sócrates.”

    e depois se nomeia Francisca Van Dunem está tudo dito, eu preferia ver Sócrates para esta pasta.

    Pelo menos espero vir a ter um TGV ligado da minha casa a Espanha e um aeroporto mais perto, tenho dito!

  3. Vira o disco e toca o mesmo. Por aqui se vê que este governo será a mesma coisa q JS lá estivesse. O que mudou foi 1 so mosca porque a trampa será a mesma. Estes politicos só fazem q o povo cada vez vote menos nas eleições ja q quem decide não é o povo são os politicos. Estamos numa ANARQUIA…

  4. Pra direita sempre a bater no peito e a usar a palavra democracia, foi um sapo muito grande de engolir…
    A democracia e a vontade de quase 70% dos portugueses não significa nada para a coelhada.

    • Recusado?? Nada disso, apenas exerceram o direito democrático de comparecer ou não. Ninguém é obrigado a comemorar o que quer que seja e isso sim, é democracia.
      No entanto o amigo Pedro pode juntar-se aos “milhares” de portugueses que por este Portugal estão eufóricos na rua a comemorar a data.

  5. Acabou a brincadeira dos irrevogáveis (custo 3000M€) esquecimentos de pagamentos de impostos (5000M€) vistos gold (10000M€) devolução de sobretaxa (valor incalculável devido ao desaparecimento do dinheiro) eleições versus atraso na tomada de posse pelo legitimo e constitucional governo eleito pelos portugueses, provocado por um grupo de personagens com atrasadismo (custo a transportar para o proximo orçamento) etc. etc. etc. e tudo isto coberto por jornaleiros que não noticiam lançam areia prós olhos dos parolos enquanto vão comendo da gamela dos seus srs. Vamos começar a trabalhar e ver quem vos vai cobrir.

  6. Pois, os amigos do Coelho e do Irrevogável bem esperneiam de ressabiados; mas é aguentar e cara alegre e, em ultimo caso, uma pastilhita para a azia lolololololol.

  7. Este governo desilude um pouco, gostava de ter visto Sócrates nas Finanças, Justiça ou Economia. Pedroso na Educação seria uma boa aposta.

  8. Este Governo está bem blindado. Tudo em família. Só falta um migrante para a pasta dos refugiados. Talvez ainda vão buscar um ao Centro Comercial da Mouraria.

  9. Estaremos nós em crise… em contracção? Acabaram-se os ajustamentos e as restrições orçamentais? 24 deputados entram no governo outros tantos entram no parlamento…
    O governo feito batalhão de profissionais da política… A começar por um tal “baby doc” e uns quantos socratistas que nos levaram à desgraça da banca rota e aí estão eles sem qualquer responsabilização! Só em Portugal e ainda com a cobertura dos comunas e dos bloquistas… Aí estão as devoluções à função pública 4×25%… CLAP CLAP CLAP

  10. Com a aquisição para o Governo do PS de uma das mais altas responsáveis do MP, vinda directamente da Procuradoria Geral da República que está a investigar José Sócrates, como é que fica o Princípio da Separação de Poderes?

    • OOOPPPSSS! Ganda sticada… Várias pernadas numa só!
      Uma simples perguntinha e tanto veneno dispersado!
      Não é tráfico. Será mais tipo “gestores de influências”?
      A paródia que seria se o que se tem visto fosse do centro-direita…

  11. Antes de mais, um breve enquadramento para os mais esquecidos. Poucas vezes terá havido uma derrota eleitoral tão vergonhosa como a de Costa. Perante um governo firme, em condições piores que nunca, necessariamente contido nas múltiplas benesses exigidas pelas sanguessugas do costume e que, de certo modo conseguiu controlar o “regabofe” socrático, Costa não foi capaz de vencer as eleições. Mais, averbou uma estrondosa derrota que, para um político sério, o deveria levar à demissão, tanto mais que foi isso que cobrou a Seguro por ter “vencido por poucochinho”. Mas ele, Costa, perdeu por muitos!
    O espertalhão metia dó no dia das eleições, a cabeça no cepo, imaginando o seu negro futuro. Eis senão quando o PC lhe segreda a sacanice! (segue dentro de momentos) …

  12. Está uma boa tropa montada… está está! Já todos sabemos como vai acabar o caso Sócrates.. não já? Incrível…. incrível mesmo…

  13. A política também se faz com a história… Até a impunidade! Uma espécie de “jurisprudência”.
    Não interessa a erosão da credibilidade do sistema partidário e do “jogo” de interpretações da própria constituição (a biblia da nossa democracia) com impacto por descrença numa alargada maioria de eleitores (não só de abstencionistas)!
    Como seria suposto o PS perpetuar certa “consciência moral” herdada de Salgado Zenha, ao contrário de Soares, A.costa, aparentemente retira o “socialismo da gaveta” e não havendo Guterres a “meter a consciência moral
    do PS no congelador” o Costa encarrega-se de distribuir lugares por apaniguados sem ideologias apenas na crença de um futuro, imprevisível, ditado por Centeno assente nas 2 muletas de um único pé da esqª radical, tudo indica, a ser tratada como “bodes expiatórios” à primeira casca de banana… Mas haverá que financiar o tubarão da nossa “democracia com pés de barro”…
    No PS é recorrente o palanque de alguns implicar outros na prateleira (uns a ganhar pó outros ricos de confortos)Valer-nos-ão os militantes e simpatizantes do PS para quem a primazia da ética e moral se sobrepõe ao “expediente” de grava aprumada como o foram Salgado Zenha, Rui Mateus, António Barreto, J. Cravinho, Ramalho Eanes, José Seguro… Por dúvidas de reserva moral e ética, obviamente, não escalono Sócrates e A.Costa para nenhum dos patamares supra implícitos.
    .
    …«Quem, podendo, não manda que o delito se não faça, manda que se faça” – Séneca

RESPONDER

"Perdemos o avô da nação". Morte do príncipe Filipe deixou "um grande vazio" na vida de Isabel II

A morte do príncipe Filipe, duque de Edimburgo, na sexta-feira, aos 99 anos, deixou a Rainha Isabel II, sua esposa, com "um grande vazio na sua vida", disse este domingo aos jornalistas o seu filho …

Mapa online interativo ajudou indígenas do Panamá a fazer frente à pandemia

Quando a covid-19 chegou ao Panamá no ano passado, o cartógrafo Carlos Doviaza temeu pelas pessoas indígenas da sua comunidade. Por isso, para as ajudar, dedicou-se a fazer aquilo que faz melhor: mapas. "Pensei: 'Porque não …

Cruz Vermelha estará a contratar enfermeiros por WhatsApp sem confirmar identidade nem validade da cédula

A Cruz Vermelha Portuguesa (CVP) estará a contratar enfermeiros através da rede social WhatsApp para reforçar as equipas de enfermagem do Serviço Nacional de Saúde (SNS) para o processo de vacinação contra a covid-19 no …

Portugal regista mais 566 casos e seis óbitos por covid-19

Portugal registou, este domingo, mais seis mortes e 566 novos casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da Direção-Geral da Saúde …

PS quer que Cavaco Silva diga "quando é que soube do buraco do BES"

O PS quer que o antigo Presidente da República Cavaco Silva esclareça "quando é que soube do buraco do BES" e porque é que "não agiu atempadamente" para evitar o aumento de capital, que gerou …

Perdoar o passado, celebrar o renascimento e cumprir tradições. A primavera traz o Nowruz, o ano novo persa

Assim que as flores começam a desabrochar e os dias ficam mais longos, fica claro que o Nowruz está prestes a chegar. A celebração do ano novo iraniano é secular, com raízes que remontam a …

“Mostrámos que sabemos governar”. Bloco apresenta candidata a Lisboa (e abre a porta a acordo com PS)

O Bloco de Esquerda apresentou a candidatura de Beatriz Gomes Dias à Câmara Municipal de Lisboa, pediu “mais força” para determinar a governação da cidade e abriu a porta a novos entendimentos com o PS …

Fé nos números. Foi o voto não religioso que Donald Trump perdeu em 2020 

Em novembro de 2020, Joe Biden foi eleito Presidente dos Estados Unidos da América. Uma análise revelou recentemente que a derrota de Donald Trump dependeu daqueles que não se identificam com nenhuma religião. Ryan Burge, professor …

Chega apresenta oito candidatos para o distrito do Porto. Ventura acredita que vai ter "grande resultado"

O líder do Chega anunciou este sábado oito candidatos às próximas eleições autárquicas no distrito do Porto, onde André Ventura acredita que o partido vai ter "um grande resultado". "Fizemos esta deslocação ao Porto para anunciar …

"A política ama traição, mas despreza o traidor". Sócrates acusa PS de "ataque injusto" (e diz-se alvo de "vingança" da direita)

"A política ama a traição, mas despreza o traidor". No livro "Só Agora Começou", que será publicado nos próximos dias, José Sócrates acusa a atual direção do PS de traição. De acordo com o Diário de …