Governo põe em circulação ambulâncias paradas pela nova cor

Vitó / Flickr

As ambulâncias de emergência médica paradas devido à nova cor e identificação, que não estão legalmente regulamentadas, vão poder voltar a circular.

O Governo aprovou uma alteração ao Regulamento do Transporte de Doentes (RTD) que vai por as novas ambulâncias de emergência médica sediadas nos bombeiros paradas por causa da cor – vermelhos na traseira e com a identificação da corporação a que pertencem – e das regras burocráticas de identificação a circular.

De acordo com o Negócios, o Governo justificou a alteração argumentando que não estão “em causa questões que podem condicionar a segurança das viaturas ou dos doentes transportados”.

Por outro lado, o que estava em causa era a falta de regulamentação legal na caracterização destas novas ambulâncias, cuja compra foi financiada pelo Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), após um acordo com a Liga de Bombeiros assinado no Verão de 2017.

Os novos veículos estavam a chumbar na hora da emissão da licença de transporte de doentes por parte do Instituto de Mobilidade e Transportes (IMT).

Numa portaria publicada em Diário da República esta sexta-feira, os secretários de Estado da Protecção Civil, José Artur Neves, e o da Saúde, Fernando Araújo, alteraram os prazos para a revalidação dos certificados de vistoria dos veículos, definindo que são considerados válidos por mais alguns meses ou mesmo anos (até 2020), dependendo da data de emissão.

“A aplicação do RTD veio revelar a necessidade de revisão dos prazos de validade dos certificados de vistoria das ambulâncias, bem como da regulamentação da respetiva caracterização, sem colocar em causa a qualidade do serviço ou a segurança dos utentes e dos profissionais”, lê-se no diploma, em que é acautelado “um período de transição adequado, que permita salvaguardar a normal atividade de todos os agentes envolvidos quanto à instrução dos processos de revalidação” desses certificados.

O INEM já tinha pedido à tutela, em Dezembro de 2017, a alteração deste regulamento, mas o despacho tardou em ser publicado.

O INEM alertou que “a caracterização das ambulâncias é um requisito que não deve impedir, por si só, a emissão de licença de transporte de doentes” e garantiu que já tinha avisado o IMT do “evidente interesse público em que as novas ambulâncias entrem ao serviço o mais rapidamente possível”. E várias corporações até ameaçaram que as ambulâncias iriam para a rua “com ou sem papel”.

Nesta portaria, o Executivo socialista dá ainda seis meses ao INEM para procurar “soluções alternativas ao atual modelo” de vistoria das ambulâncias, que possam ser incorporadas na revisão do regulamento, prevendo a hipótese de “ser externalizado o processo operacional, aumentando a oferta de locais e a rapidez da resposta, reduzindo custos com deslocações e com o serviço para as entidades, sem colocar em causa a segurança ou a qualidade”.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Um dia destes vamos ter ambulâncias com publicidade, texturas engraçadas e mais sei lá o quê. Vai ser ao gosto do freguês. E ainda vai haver gente a “falsificar” ambulâncias!!! A lei é para se cumprir! E lá estamos a voltar para trás…

RESPONDER

Astrónomos provam que há água "presa" na poeira interestelar

As partículas de poeira no Espaço estão cobertas de gelo. Esta descoberta facilita as tentativas futuras de identificar a estrutura e composição da poeira em diferentes ambientes astrofísicos. O meio interestelar é composto por gás e …

Rochas antigas de Vénus apontam para origem vulcânica

Uma equipa internacional de investigadores descobriu que alguns dos terrenos mais antigos de Vénus, conhecidos como "tesserae", têm camadas que parecem consistentes com atividade vulcânica. A descoberta pode fornecer informações sobre a enigmática história geológica …

Na África do Sul, há uma associação entre violência sexual e gravidez indesejada

Na África do Sul, as meninas que sofreram violência sexual têm maior probabilidade de relatar uma gravidez indesejada em comparação com aquelas que nunca sofreram violência sexual. Na África do Sul, a taxa de gravidez na …

Hackers russos associados ao ataque em hospital alemão que resultou na morte de uma paciente

O ataque informático num hospital alemão na semana passada, que resultou na morte de uma paciente em estado crítico, pode ter sido causado por um grupo russo com ligações ao crime cibernético. A informação é …

Paços 0-2 Sporting | “Leão” competente estreia-se com triunfo

Após o adiamento do jogo da primeira jornada ante o Gil Vicente, devido a vários casos de Covid-19 nas duas equipas, o Sporting estreou-se na Liga NOS 2020/21 e não vacilou. Na visita ao Paços de …

Medicamentos para a tensão arterial diminuem mortalidade em doentes com covid-19

Um estudo de meta-análise concluiu que medicamentos para a tensão arterial, ao contrário do que se pensava, reduzem a mortalidade em pacientes com covid-19. No início da pandemia, havia a preocupação de que certos medicamentos para …

A ilha mais povoada do Hawai pode perder 40% das suas praias até 2050

A subida do nível das águas do mar pode fazer com que a ilha mais povoada do Havai perca 40% das suas praias, alerta uma nova investigação. Em causa está a ilha de Oahu, a …

Pela primeira vez em 10 anos, a Wikipédia vai mudar de aparência

A icónica Wikipédia vai, pela primeira vez em 10 anos, ser modificada para tornar o site mais acessível - e menos "assustador" - para novos utilizadores. A Wikipédia tem sido parte integrante da cultura da web …

Encontrados medicamentos ilegais em suplementos para o cérebro

Cientistas encontraram medicamentos ilegais, não aprovados nos Estados Unidos, em suplementos que alegadamente melhoram o desempenho cognitivo. Clareza mental, criatividade aprimorada e uma memória extremamente nítida são algumas das promessas feitas a quem compra suplementos de …

Voluntários oferecem-se para cumprir pena de jovem acusado de blasfémia

Num ato de solidariedade, 120 voluntários pediram para cumprir a pena de um jovem nigeriano condenado a 12 anos de prisão por blasfémia. Entre os voluntários está o diretor do Memorial de Auschwitz. Ao todo, 120 …