Governo britânico vai continuar a pagar 80% dos salários durante mais três meses

O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson

O Governo britânico vai continuar a pagar durante mais três meses 80% do salário de trabalhadores em lay-off devido à pandemia de covid-19, e reduzir gradualmente o valor até ao fim do sistema, em outubro.

O ministro das Finanças, Rishi Sunak, que falava na conferência de imprensa diária do Governo britânico, disse que, a partir de setembro, o valor passa para 70% do salário e no último mês em funcionamento para 60%.

O Governo quer também que os empregadores passem a pagar contribuições para a segurança social e para os fundos privados de pensões de aposentação a partir de agosto.

“Eu compreendo que empresas e empregadores estejam a passar por um momento muito difícil, por isso decidi que paguem apenas uma contribuição modesta introduzida lentamente ao longo dos próximos meses”, justificou, durante a conferência de imprensa diária do Governo sobre a crise.

Porém, vincou Sunak, o sistema, em vigor desde março e que garante o pagamento de 80% dos salários até 2.500 libras por mês (2.850 euros) “não pode continuar indefinidamente”. O “esquema de retenção de empregos” foi criado para ajudar empresas afetadas pela interrupção na atividade económica durante o confinamento decretado a 23 de março para evitar o despedimento maciço de pessoas.

De acordo com o Governo, cerca de 8,4 milhões de trabalhadores estão em regime de lay-off, abrangendo um milhão de empresas, juntando-se a 2,3 milhões de trabalhadores de conta própria cujo rendimento também foi coberto até 80%.

Esta sexta-feira, o ministro adiantou que os trabalhadores por conta própria poderão reclamar um segundo pagamento de até 6.570 libras (7.284 euros).

Números divulgados pelo Governo revelaram que, até à semana passada, o custo total de ambos sistemas ascendeu até 21,8 mil milhões de libras (2,35 mil milhões de euros).

Um inquérito da organização patronal Institute of Directors publicada na quinta-feira mostrou que apenas metade das empresas se sente financeiramente capaz de cobrir 20% dos salários dos seus funcionários e 25% afirma não ter capacidade para contribuir qualquer valor para os salários dos empregados.

O Reino Unido é o país com o segundo maior número de mortes do mundo durante a pandemia covid-19, tendo registado 38.161 mortes, de acordo com o balanço desta sexta-feira do Ministério da Saúde britânico.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Multas de transportes públicos não são cobradas há três anos (e já chegam aos 17,6 milhões de euros)

As multas nos transportes públicos não estão a ser cobradas desde setembro de 2017 e já chegam a mais de 17,68 milhões de euros. As primeiras multas desde que foi alterado o regime de sanções, …

Football Leaks. PGR e FPF só souberam de ataques informáticos pela PJ

A Procuradoria Geral da República (PGR) e a Federação Portuguesa de Futebol (FPF) só souberam que tinham sido alvo de ataques informáticos através da Polícia Judiciária (PJ), revelou esta quinta-feira o inspetor José Amador no …

Governo prolonga prazo das moratórias até setembro de 2021. Portugal em contingência até 14 de outubro

O Conselho de Ministros decidiu prorrogar, esta quinta-feira, a vigência da situação de contingência em Portugal continental até às 23h59 de 14 de outubro. As moratórias de crédito foram prolongadas até 30 de setembro de …

Trump diz que diretrizes mais rigorosas para aprovação de vacina são “jogada política”

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse, esta quarta-feira, que a Casa Branca “pode ou não” aprovar novas directrizes da Food and Drug Administration. As novas diretrizes para aprovação de vacina contra a covid-19 exigem …

Maduro insta ONU a criar fundo que garanta alimentos e medicamentos

O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, propôs que a Organização das Nações Unidas (ONU) crie um fundo rotativo de compras públicas para garantir o acesso a alimentos e a produtos de saúde, financiado com recursos …

Mais três mortes e 691 novos casos de covid-19 em Portugal

Portugal regista, esta quinta-feira, mais três mortes e 691 novos casos de infeção por covid-19 em relação a quarta-feira, mostra o boletim mais recente da Direção-Geral de Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da …

2 em 1. Ryanair está a oferecer um voo na compra de outro (e é só hoje)

Já estava com saudades de viajar e conhecer novos países? A Ryanair não quer que lhe falte nada. A companhia aérea low cost lança uma promoção “inédita” e garante uma oferta 2 em 1. As …

Autarca de Almada diz que declarações sobre Bairro Amarelo foram descontextualizadas

A presidente da Câmara de Almada disse esta quarta-feira que as suas afirmações sobre o Bairro Amarelo surgiram em resposta a uma pergunta feita pelo Bloco de Esquerda (BE), considerando que foram descontextualizadas devido …

Vendas tardam em recuperar. Empresas pouco preparadas para mudanças

Um estudo do Banco de Portugal (BdP), publicado na quarta-feira, revelou que as empresas enfrentam um "cenário de recuperação muito gradual" do volume de negócios para níveis anteriores à pandemia e poucas estão preparadas para …

Hospital de Lisboa deixou entrar pessoas sem máscara

O Hospital da Luz, em Lisboa, permitiu a entrar e circulação de pessoas sem máscara dentro das instalações. O hospital garante que foi um "erro humano" e que não voltará a acontecer. A Rádio Renascença escreve, …