Governo atira-se ao Bloco de Esquerda. Voto contra é “incompreensível”

José Sena Goulão / Lusa

O primeiro-ministro, António Costa, acompanhado pela ministra da Agricultura, Maria do Céu Albuquerque, pelo ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, e pelo secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares, Duarte Cordeiro

Em conferência de imprensa, esta segunda-feira, o secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares, Duarte Cordeiro, afirmou que “o Governo considera incompreensível que não possa contar com o Bloco de Esquerda” para aprovar o Orçamento do Estado para 2021.

Esta segunda-feira, durante uma conferência de imprensa na Residência Oficial do primeiro-ministro, Duarte Cordeiro, secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares, atirou-se ao Bloco de Esquerda garantindo que “o Governo não falhou nem falhará a Serviço Nacional de Saúde”, o principal argumento de Catarina Martins usado para chumbar o documento.

Em declarações aos jornalistas, citadas pelo Observador, o governante disse que o Governo considera “incompreensível que quando o país mais precisa não conte com o Bloco de Esquerda”. “É incompreensível que um OE com respostas de esquerda não seja viabilizado pelo BE”, acrescentou.

Apesar de lamentar que os bloquistas não tenham decidido “fazer parte da solução” ao decidirem votar contra, Duarte Cordeiro disse estar disponível para continuar a negociar na especialidade. “O Governo continuará empenhado no diálogo e compromisso com os partidos” para “garantir um bom OE” que resposta à crise provocada pela pandemia.

O Bloco de Esquerda anunciou, este domingo à noite, depois de uma reunião da Mesa Nacional, o voto contra o Orçamento do Estado para 2021.

Depois do anúncio do voto contra por parte do Bloco e a abstenção do PAN, o Governo precisava de garantir pelo menos mais uma abstenção para aprovar, na generalidade, o OE2021. Esta manhã, o anúncio da abstenção da deputada Cristina Rodrigues, feito em comunicado, dá luz verde à proposta.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Só quem não se serve do SNS é que não vê que este está muito aquém do que seria necessário. Pessoalmente só nos meses de verão tive de pagar 400 euros por duas ressonâncias magnéticas, por causa de uma fratura de uma anca, porque não consegui uma consulta no meu centro de saúde e tive de recorrer ao sistema privado de saúde. Como tive de desembolsar 170 euros por análises porque não consegui que o meu centro de saúde passasse a necessária requisição. E no meu centro de saúde não há um único médico de família. Tudo isto nos arredores de Lisboa. O Governo não está a corrigir estas deficiências e o orçamento também não tem verba para o fazer. Por isso concordo com o voto negativo do BE. Mas parece que para o PS o dinheiro é mais importante do que a saúde das pessoas.

  2. Será que estará em vias de desmoronamento o matrimónio entre PS e extrema-esquerda? As promessas não cumpridas e as mentiras não são caminho seguro para casamentos prolongados.

RESPONDER

O envelhecimento celular em humanos foi parcialmente revertido (com o uso de oxigénio)

Investigadores da Universidade de Tel Aviv, em Israel, descobriram uma forma de reverter o processo de envelhecimento celular e podem ter feito um avanço na procura pela juventude eterna. O novo estudo publicado na revista Aging …

Porto 0-0 Man City | Pragmatismo portista garante “oitavos”

O FC Porto está nos oitavos-de-final da Liga dos Campeões. Os “azuis-e-brancos” precisavam apenas de um empate, ou que o Olympiacos não vencesse em França, em casa do Marselha, e ambos os pressupostos aconteceram – …

O céu tingiu-se de roxo na Suécia (e a culpa era de uma plantação de tomates)

O céu ficou misteriosamente tingido de roxo em Trelleborg, a cidade mais a sul da Suécia, por causa da luz vinda de uma plantação de tomate enuma cidade próxima. Há algumas semanas, os moradores de Trelleborg …

Maurícias estão a abater um morcego ameaçado de extinção por interesses económicos

O morcego das Maurícias, em perigo de extinção, é mais uma vez o centro de um polémico abate nas mãos do Governo, para alarme das organizações de conservação da vida selvagem. Sob pressão de agricultores e …

Procurador-geral dos EUA: não há provas de fraude eleitoral generalizada

O procurador-geral dos Estados Unidos da América, William Barr, reconheceu hoje que não houve fraude em dimensão suficiente para invalidar a vitória do democrata Joe Biden nas eleições presidenciais norte-americanas. "Nesta altura, não vimos fraude a …

Parque de esculturas subaquático vai ser inaugurado em Miami

Miami vai servir de casa para um novo parque de esculturas subaquático como nunca viu. O ReefLine é projetado para servir como um recife artificial e vai estar disponível a receber visitantes em dezembro de …

Da "política do filho único" aos incentivos à natalidade: como a China tem mudado a sua estratégia populacional

A China está a planear incluir novas medidas para estimular a taxa de natalidade do país e lidar com o rápido envelhecimento da população. A estratégia passa pelo “plano de cinco anos” que deverá estar …

Vacinação será “grande prioridade” de presidência portuguesa da UE

O primeiro-ministro português, António Costa, referiu hoje que a vacinação contra a covid-19 deverá ser uma das “grandes prioridades” da presidência portuguesa do Conselho da União Europeia (UE), após um encontro com o presidente do …

No Cambodja, os aldeões usam "espantalhos mágicos" para afastar a covid-19

Os aldeões do Cambodja têm evitado a pandemia de covid-19 sem máscaras nem distanciamento social, mas sim com "espantalhos mágicos" que espantam o vírus mortal. Os dois espantalhos de Ek Chan, um aldeão de 64 anos, …

O Arecibo desabou. É o fim de uma era à procura de vida extraterrestre

O Observatório de Arecibo, em Porto Rico, morreu. Três semanas depois de um dos principais cabos de sustentação da sua cúpula ter desabado, danificado irremediavelmente o radiotelescópio, o icónico caçador de vida extraterrestre antecipou-se à …