Governo atira-se ao Bloco de Esquerda. Voto contra é “incompreensível”

José Sena Goulão / Lusa

O primeiro-ministro, António Costa, acompanhado pela ministra da Agricultura, Maria do Céu Albuquerque, pelo ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, e pelo secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares, Duarte Cordeiro

Em conferência de imprensa, esta segunda-feira, o secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares, Duarte Cordeiro, afirmou que “o Governo considera incompreensível que não possa contar com o Bloco de Esquerda” para aprovar o Orçamento do Estado para 2021.

Esta segunda-feira, durante uma conferência de imprensa na Residência Oficial do primeiro-ministro, Duarte Cordeiro, secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares, atirou-se ao Bloco de Esquerda garantindo que “o Governo não falhou nem falhará a Serviço Nacional de Saúde”, o principal argumento de Catarina Martins usado para chumbar o documento.

Em declarações aos jornalistas, citadas pelo Observador, o governante disse que o Governo considera “incompreensível que quando o país mais precisa não conte com o Bloco de Esquerda”. “É incompreensível que um OE com respostas de esquerda não seja viabilizado pelo BE”, acrescentou.

Apesar de lamentar que os bloquistas não tenham decidido “fazer parte da solução” ao decidirem votar contra, Duarte Cordeiro disse estar disponível para continuar a negociar na especialidade. “O Governo continuará empenhado no diálogo e compromisso com os partidos” para “garantir um bom OE” que resposta à crise provocada pela pandemia.

O Bloco de Esquerda anunciou, este domingo à noite, depois de uma reunião da Mesa Nacional, o voto contra o Orçamento do Estado para 2021.

Depois do anúncio do voto contra por parte do Bloco e a abstenção do PAN, o Governo precisava de garantir pelo menos mais uma abstenção para aprovar, na generalidade, o OE2021. Esta manhã, o anúncio da abstenção da deputada Cristina Rodrigues, feito em comunicado, dá luz verde à proposta.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Só quem não se serve do SNS é que não vê que este está muito aquém do que seria necessário. Pessoalmente só nos meses de verão tive de pagar 400 euros por duas ressonâncias magnéticas, por causa de uma fratura de uma anca, porque não consegui uma consulta no meu centro de saúde e tive de recorrer ao sistema privado de saúde. Como tive de desembolsar 170 euros por análises porque não consegui que o meu centro de saúde passasse a necessária requisição. E no meu centro de saúde não há um único médico de família. Tudo isto nos arredores de Lisboa. O Governo não está a corrigir estas deficiências e o orçamento também não tem verba para o fazer. Por isso concordo com o voto negativo do BE. Mas parece que para o PS o dinheiro é mais importante do que a saúde das pessoas.

  2. Será que estará em vias de desmoronamento o matrimónio entre PS e extrema-esquerda? As promessas não cumpridas e as mentiras não são caminho seguro para casamentos prolongados.

RESPONDER

Académicos sul-africanos querem diminuir o brilho do Sol

Um grupo de cientistas e académicos sul-africanos considera diminuir o brilho do Sol para evitar uma seca devastadora na Cidade do Cabo, de acordo com um novo estudo científico recentemente publicado. Os especialistas pretendem lançar …

O Universo está cheio de uma substância misteriosa: chama-se quintessência

Uma equipa internacional de cientistas sugere, num novo estudo, que a expansão acelerada do Universo pode ser causada por uma substância misteriosa chamada quintessência. Os cientistas acreditam que a expansão do Universo está relacionada com a …

Entrevista: "Demorei 2 anos a aperfeiçoar o meu passe; os miúdos de Timor já jogam lindamente!"

Sara Moreira Silva é a líder da primeira escola de voleibol em Timor-Leste, que vai arrancar em janeiro de 2021. Fica aqui a perspetiva de uma portuguesa que vê muito talento entre os timorenses...que não …

O edifício mais antigo do mundo ainda em funcionamento "mora" em Roma

O Panteão de Roma, o edifício mais antigo desta cidade italiana, continua a ser utilizado nos dias de hoje, cerca de 2.000 anos depois da sua construção. Edificado em meados de 125 a.C sob a …

Da cabeça de javali à perdiz. Historiadores e chefs ensinam a cozinhar pratos medievais

Uma equipa de historiadores e grandes chefs reuniu-se para oferecer um curso online para ensinar os alunos a criar banquetes medievais. Professores da Universidade de Durham e chefs do restaurante Blackfriars criaram o Eat Medieval, que …

The Climate Store. Os preços desta loja sueca variam conforme a pegada ecológica

Os rótulos dos alimentos já indicam o quão bom ou mau um produto é para a nossa saúde, mas e o planeta? Um número crescente de marcas está agora a rotular os seus produtos para …

A cidade-irmã mais famosa de Petra abre finalmente ao público. "Esconde" túmulos amaldiçoados

A cidade de Hegra, localizada nos desertos a norte de Al Ula, no noroeste da Arábia Saudita, vai pela primeira vez abrir ao público, podendo os visitantes explorar agora este local antigo sem quaisquer restrições. …

Falha no Microsoft Excel pode ter levado a mais de 1.500 mortes no Reino Unido

Um erro no Microsoft Excel que eliminou quase 16 mil casos de covid-19 das estatísticas do Reino Unido pode ter levado a mais de 1.500 mortes evitáveis, de acordo com um artigo da Warwick University. Os …

Pessoas com bons hábitos de sono têm menor risco de insuficiência cardíaca

Os padrões de sono saudáveis ​​incluem acordar de manhã cedo, dormir 7 a 8 horas por noite e não ter insónias ou sonolência diurna excessiva. Esta pode ser a receita secreta para evitar insuficiência cardíaca, …

Marcelo quer regras do Natal na próxima semana. E lembra que não há lugar para uma crise política

O Presidente da República defendeu, esta sexta-feira, que as medidas para o fim-de-semana do Natal devem ser conhecidas já na próxima semana. E congratulou-se com o facto de já haver um Orçamento aprovado. Em resposta às questões …