Governo atira-se ao Bloco de Esquerda. Voto contra é “incompreensível”

José Sena Goulão / Lusa

O primeiro-ministro, António Costa, acompanhado pela ministra da Agricultura, Maria do Céu Albuquerque, pelo ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, e pelo secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares, Duarte Cordeiro

Em conferência de imprensa, esta segunda-feira, o secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares, Duarte Cordeiro, afirmou que “o Governo considera incompreensível que não possa contar com o Bloco de Esquerda” para aprovar o Orçamento do Estado para 2021.

Esta segunda-feira, durante uma conferência de imprensa na Residência Oficial do primeiro-ministro, Duarte Cordeiro, secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares, atirou-se ao Bloco de Esquerda garantindo que “o Governo não falhou nem falhará a Serviço Nacional de Saúde”, o principal argumento de Catarina Martins usado para chumbar o documento.

Em declarações aos jornalistas, citadas pelo Observador, o governante disse que o Governo considera “incompreensível que quando o país mais precisa não conte com o Bloco de Esquerda”. “É incompreensível que um OE com respostas de esquerda não seja viabilizado pelo BE”, acrescentou.

Apesar de lamentar que os bloquistas não tenham decidido “fazer parte da solução” ao decidirem votar contra, Duarte Cordeiro disse estar disponível para continuar a negociar na especialidade. “O Governo continuará empenhado no diálogo e compromisso com os partidos” para “garantir um bom OE” que resposta à crise provocada pela pandemia.

O Bloco de Esquerda anunciou, este domingo à noite, depois de uma reunião da Mesa Nacional, o voto contra o Orçamento do Estado para 2021.

Depois do anúncio do voto contra por parte do Bloco e a abstenção do PAN, o Governo precisava de garantir pelo menos mais uma abstenção para aprovar, na generalidade, o OE2021. Esta manhã, o anúncio da abstenção da deputada Cristina Rodrigues, feito em comunicado, dá luz verde à proposta.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Só quem não se serve do SNS é que não vê que este está muito aquém do que seria necessário. Pessoalmente só nos meses de verão tive de pagar 400 euros por duas ressonâncias magnéticas, por causa de uma fratura de uma anca, porque não consegui uma consulta no meu centro de saúde e tive de recorrer ao sistema privado de saúde. Como tive de desembolsar 170 euros por análises porque não consegui que o meu centro de saúde passasse a necessária requisição. E no meu centro de saúde não há um único médico de família. Tudo isto nos arredores de Lisboa. O Governo não está a corrigir estas deficiências e o orçamento também não tem verba para o fazer. Por isso concordo com o voto negativo do BE. Mas parece que para o PS o dinheiro é mais importante do que a saúde das pessoas.

  2. Será que estará em vias de desmoronamento o matrimónio entre PS e extrema-esquerda? As promessas não cumpridas e as mentiras não são caminho seguro para casamentos prolongados.

RESPONDER

Parque de esculturas subaquático vai ser inaugurado em Miami

Miami vai servir de casa para um novo parque de esculturas subaquático como nunca viu. O ReefLine é projetado para servir como um recife artificial e vai estar disponível a receber visitantes em dezembro de …

Da "política do filho único" a incentivos à natalidade: como a China tem mudado a sua estratégia populacional

A China está a planear incluir novas medidas para estimular a taxa de natalidade do país e lidar com o rápido envelhecimento da população. A estratégia passa pelo “plano de cinco anos” que deverá estar …

Vacinação será “grande prioridade” de presidência portuguesa da UE

O primeiro-ministro português, António Costa, referiu hoje que a vacinação contra a covid-19 deverá ser uma das “grandes prioridades” da presidência portuguesa do Conselho da União Europeia (UE), após um encontro com o presidente do …

No Cambodja, os aldeões usam "espantalhos mágicos" para afastar a covid-19

Os aldeões do Cambodja têm evitado a pandemia de covid-19 sem máscaras nem distanciamento social, mas sim com "espantalhos mágicos" que espantam o vírus mortal. Os dois espantalhos de Ek Chan, um aldeão de 64 anos, …

O Arecibo desabou. É o fim de uma era à procura de vida extraterrestre

O Observatório de Arecibo, em Porto Rico, morreu. Três semanas depois de um dos principais cabos de sustentação da sua cúpula ter desabado, danificado irremediavelmente o radiotelescópio, o icónico caçador de vida extraterrestre antecipou-se à …

O maior elevador panorâmico do mundo tem vista para os cenários de Avatar

Com o recente lançamento de fotografias subaquáticas dos bastidores do Avatar 2 e a notícia de que Avatar 3 está quase a terminar as filmagens, não há melhor momento para revisitar o parque nacional que …

Pandemia tirou comida da mesa, mas deu asas a startup que transforma plástico do mar em máscaras

A startup portuguesa Skizo transformou a pandemia numa oportunidade de crescimento. Quando faltava comida nalgumas mesas, a empresa de produção de sapatilhas e bolsas passou a fazer máscaras a partir de plástico retirado dos oceanos …

Na Irlanda, o Pai Natal é considerado um "trabalhador essencial"

A Irlanda fez esta semana um anúncio especialmente dedicado às crianças, afirmando que o Pai Natal é considerado um trabalhador essencial no país e, por isso, não terá as suas deslocações restringidas no período natalício. …

Mais 2400 novos casos. Portugal ultrapassa os 300 mil desde o início da pandemia

Portugal ultrapassou hoje a barreira dos 300 mil casos de covid-19 desde o início da pandemia no país, em março, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS). Portugal registou mais 2.401 novos casos, tendo passado a contabilizar …

Medidas para o Natal conhecidas no sábado. Passagem de ano com todas as restrições

O primeiro-ministro, António Costa, adiantou hoje que no sábado anunciará as medidas para o Natal “com as melhores condições possíveis”, mas avisou desde já que “a passagem do ano vai ter todas as restrições”. “O Governo …