Governo anuncia mudanças nas reformas antecipadas

O ministro anunciou que os contribuintes vão poder ter a oportunidade de pensar duas vezes antes de oficializarem o pedido de reforma antecipada.

As mudanças foram anunciadas esta quarta-feira por Vieira da Silva, ministro da Solidariedade, Emprego e Segurança Social, em entrevista à SIC Notícias.

O Governo vai alterar as regras de acesso à reforma antecipada, uma vez que as que estão em vigor acabam, muitas vezes, por prejudicar os contribuintes, revelou o ministro, citado pelo jornal Expresso.

Segundo Vieira da Silva, que deu uma entrevista ao programa “Negócios da Semana”, vai ser dada a oportunidade ao contribuinte de “pensar duas vezes” antes de pedir a pré-reforma.

“Ao contrário do que se passava até agora, em que quando a pessoa pedia a reforma e ela lhe era atribuída, a pessoa tinha que se reformar; agora, o Estado vai sempre informar a pessoa de que: ‘olhe, a sua pensão é esta, quer manter o pedido de reforma?’ Isto no caso das pensões antecipadas”, explicou.

“Ou seja, [o Executivo] dará à pessoa uma oportunidade de pensar duas vezes antes de embarcar numa solução que pode parecer interessante do ponto de vista do curto prazo, mas que tem atrás de si cortes que podem chegar a 50% do valor da pensão, que a pessoa poderia ter direitos se permanecesse mais tempo no mercado do trabalho”, acrescentou.

De acordo com o Público, o Governo vai alterar este processo, tendo o interessado 30 dias para manifestar intenção de seguir com o pedido de reforma antecipada, depois de ser notificado do valor da pensão que vai receber.

Desta forma, a pré-reforma só avança perante uma resposta do contribuinte. Caso não responda, o processo é arquivado.

Esta é uma situação bastante diferente da atual, já que depois de um trabalhador receber a carta da Segurança Social, tem dez dias para responder. Caso não o faça, o processo segue e a reforma é processada.

O ministro garantiu ainda que os trabalhadores com uma carreira contributiva mais longa serão menos penalizados relativamente aos cortes no caso desta reforma antecipada, considerando que o modelo atual é “extremamente penalizador”.

“Há pessoas que, em Portugal, têm carreiras contributivas que se aproximam dos 50 anos. Ora, essas pessoas não devem ser obrigadas a trabalhar até aos 66 anos”, justificou.

Vieira da Silva quis deixar ainda bem claro que os cortes nas pensões serão inferiores ao que era proposto pelo anterior Governo, dizendo que o aumento do rendimento dos pensionistas deverá ser “sensivelmente o dobro”.

Apesar disso, o ministro alerta de que ainda não “há dinheiro para tudo” e que o atual Executivo tem bem noção da realidade que o país enfrenta.

“Não entrámos em delírio como alguns parecem pensar”, sublinhando que “as mudanças estão a ser feitas com cuidado, prudência e progressividade e não com radicalismos”.

ZAP

PARTILHAR

RESPONDER

Rackete fica em liberdade e apela em tribunal para a ação da UE

A capitã do navio humanitário Sea Watch 3 Carola Rackete, suspeita em Itália de ajuda à imigração ilegal, regressou esta quinta-feira a um tribunal na Sicília para ser ouvida pela justiça italiana. Carola Rackete, a capitã …

“Ganhou um Nobel porquê?”, perguntou Trump a Nadia Murad

Na sala Oval, na Casa Branca, cheia de sobreviventes de perseguição religiosa, o presidente dos EUA falou com cada um, ouviu vários pedidos de ajuda.  Quando chegou a vez Nadia Murad, que ganhou em conjunto com …

Sismo de magnitude 5 atinge Atenas. Há partes da cidade sem eletricidade

Um sismo de magnitude 5,1 na escala de Richter foi esta sexta-feira sentido em Atenas, informou o Centro Sismológico Euro-mediterrânico, existindo relatos de que muitas pessoas saíram a correr para as ruas da capital grega. O …

Jerónimo acusa PS de se encostar à direita para impor “malfeitorias” aos trabalhadores

O secretário-geral do PCP afirmou esta quinta-feira que o país continua a ter uma distribuição de rendimentos injusta apesar dos avanços dos últimos quatro anos e acusou o PS de voltar a encostar-se à direita …

Inspetores da PJ entregam pré-aviso de greve (e fazem ultimato a Costa)

A Associação Sindical dos Funcionários de Investigação Criminal dá uma semana ao Governo para alterar estatuto profissional dos polícias, caso contrário, não desmarca a greve. A Associação Sindical dos Funcionários de Investigação Criminal (ASFIC) da Polícia …

Ministro coloca Chefe das Forças Armadas em sentido e abre-lhe a porta da saída

O ministro da Defesa desdramatiza as declarações do Chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas (CEMGFA) que falou numa situação "insustentável". João Gomes Cravinho fala em "infelicidade na linguagem" e diz que se o CEMGFA …

Falta de controlo. Gestão de donativos de Pedrógão arrasada pelo Tribunal de Contas

A auditoria do Tribunal de Contas detetou graves falhas nas decisões de fundo gerido pelo Estado, destinado à reconstrução das casas em Pedrógão Grande. A auditoria do Tribunal de Contas ao Fundo Revita - criado pelo …

Vingança pode ter motivado o atentado ao estúdio de animação no Japão

O autor do atentado ao estúdio de animação em Quioto terá dado a entender às autoridades que agiu por vingança quando lançou o incêndio que levou à morte de 33 pessoas. Segundo as fontes da Jiji …

Presidente da TAP fala em "fake news" sobre os enjoos nos aviões A330neo

Apesar de ter admitido os relatos de enjoos, o presidente da TAP, Antonoaldo Neves, disse que ainda não foi comprovada a correlação com os cheiros estranhos detetados. O presidente executivo da TAP falou esta quinta-feira por …

Iniciativa Liberal defende taxa única de IRS e liberdade de escolha da escola

Esta é a primeira vez que o partido concorre a umas eleições legislativas e, em declarações à agência Lusa, o presidente do partido e cabeça-de-lista pelo círculo do Porto, Carlos Guimarães Pinto, destacou algumas das …