//

Governo alemão começa a desfazer-se da participação na Lufthansa

Maarten Visser / Wikimedia

Avião Airbus A380 da Lufthansa

O Governo alemão vai começar a desfazer-se da posição que assumiu no capital da Deutsche Lufthansa. O fundo de estabilização económica, que detém 20% do capital da companhia aérea, vai reduzir essa posição em 5%, mas o objetivo é vender tudo. 

A Alemanha prepara-se para vender até um quarto da sua participação de 20% no capital da companhia aérea Deutsche Lufthansa. Segundo o Observador, a informação foi confirmada pelo Tesouro público alemão esta segunda-feira.

A medida é uma consequência da injeção de capital que a Alemanha exerceu sobre a empresa de aviação.

Em junho de 2020, o Governo alemão negociou um apoio no valor de seis mil milhões de euros para suportar os custos da crise provocada pela pandemia de covid-19. A transportadora aérea acabou por receber um total de nove mil milhões para enfrentar os impactos da crise.

O Executivo começa agora a desfazer-se da empresa, num processo que será o primeiro passo na venda da participação do Estado na Deutsche Lufthansa. O objetivo da Alemanha é alienar a totalidade da posição.

Segundo o MarketWatch, o processo arranca já, devendo os títulos ser alienados ao longo das próximas semanas.

Assim que o Estado alemão sair do capital, a Lufthansa poderá voltar a participar em movimentos de consolidação, estando do lado comprador. O movimento será acompanhado de perto em Portugal, pelo Governo e pela TAP.

Recorde-se que, em julho, Marcelo Rebelo de Sousa revelou que a entrada de capital da companhia alemã na TAP estava em curso e apenas foi congelada pela covid-19.

Segundo o ECO, a entrada de um privado no capital da TAP é uma das cartas que o Executivo tem na manga. O diário económico avança que o Governo já fez contactos com a Lufthansa para que a companhia possa entrar na TAP, com uma posição minoritária.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.