Governo admite partilhar gestão da TAP com consórcio

Stuart Isett / Fortune Brainstorm Green

David Neeleman, dono da Azul Linhas Aéreas Brasileiras

David Neeleman, dono da Azul Linhas Aéreas Brasileiras

O Governo admite partilhar a gestão da TAP com o consórcio Gateway após a recuperação da maioria do capital para o Estado, afirmou esta quarta-feira o ministro do Planeamento e das Infraestruturas, Pedro Marques.

Na comissão de Economia, Inovação e Obras Públicas, Pedro Marques disse que “o Estado considera importante a presença de um parceiro privado [no capital da TAP], que contribua para a capitalização e gestão da empresa”, e admitiu “a possibilidade de partilhar a gestão com o consórcio” de Humberto Pedrosa e David Neeleman – “como aconteceu nos últimos anos, em que o Estado não interferiu na gestão”.

Na quinta-feira, o empresário David Neeleman desvalorizou a questão da titularidade da maioria do capital na companhia aérea, que deverá voltar para as mãos do Estado.

A gestão é o mais importante. Se podes tomar decisões é a coisa mais importante”, afirmou o empresário que detém 61% do capital do grupo TAP, contando que os membros do Governo com quem se tem vindo a reunir “já disseram que estão felizes com o que trouxemos à TAP”.

Pedro Marques apontou a manutenção do centro de Lisboa e os voos da TAP para os países de língua portuguesa como as principais razões para que o Estado seja maioritário e, assim, “continuar a ter uma palavra a dizer”.

“O Estado manterá a maioria das decisões estratégicas para o futuro da TAP. Estamos a limitar todos os riscos possíveis, alguns que não estavam completamente limitados com a pressa de fechar a processo negocial” pelo anterior governo, declarou.

O ministro que está a liderar as renegociações com o consórcio Gateway questionou ainda “a legitimidade do Governo demitido” para ter assinado o fecho da operação da privatização, sem estar reunido “um conjunto de documentos” – nomeadamente o parecer da ANAC- Autoridade Nacional da Aviação Civil referente à titularidade do capital do consórcio Gateway.

O governante lembrou ainda que o acordo de privatização correspondia à “venda de 61% da TAP que, dois anos depois, podia significar vender 95% e, se os trabalhadores não quisessem os 5%, podia significar a totalidade do capital”.

“O Governo decidiu que ao fim de dois anos o Estado português podia não estar simplesmente na TAP”, atacou, criticando a maioria PSD/CDS-PP por ter fechado o processo “de forma apressada”.

ZAP

PARTILHAR

RESPONDER

Mário Centeno pode vir a suceder a Christine Lagarde no FMI

Um dia depois de Christine Lagarde ter apresentado oficialmente a carta de demissão do cargo de diretora administrativa do Fundo Monetário Internacional (FMI), os ministros das finanças da Alemanha, Itália e França estão a discutir …

Votação inédita com um deslize da AR TV. Direita e Esquerda alinhadas no caso CGD

O relatório final da comissão parlamentar de inquérito à Caixa Geral de Depósitos (CGD) foi aprovado por unanimidade. É a primeira vez que todos os partidos se juntam, no mesmo lado da barricada, num inquérito …

Rui Rio afasta Hugo Soares das listas para as legislativas

O presidente do PSD, Rui Rio, afastou o antigo líder parlamentar do partido Hugo Soares das listas para as legislativas de outubro, escreve o i esta quinta-feira. De acordo com o diário, Hugo Soares não deverá …

Segurança de Notre Dame demorou 30 minutos a chamar bombeiros

O primeiro alerta de "fogo" terá surgido no painel de controlo do monumento às 18h18 locais, no dia 15 de abril, mas só 25 minutos depois foram verificar se algo se passava na cobertura da …

EUA revelam preocupação com desenvolvimento de armas nucleares russas

Os EUA demonstraram esta quarta-feira preocupação com o desenvolvimento de armas nucleares não estratégicas por parte da Rússia, numa reunião com uma delegação russa, na Suíça, para tentar “reduzir mal-entendidos”. A reunião em Genebra, que juntou …

Bastonário dos Médicos diz desconhecer acordo sobre Lei de Bases da Saúde

O bastonário da Ordem dos Médicos disse hoje desconhecer o acordo parlamentar sobre a Lei de Bases da Saúde e considerou "no mínimo estranho” que os portugueses não tenham acesso a um documento tão importante …

OMS decreta estado de emergência global devido ao Ébola na República Democrática do Congo

A epidemia de Ébola que se faz sentir na República Democrática do Congo foi considerada esta quarta-feira uma emergência global de saúde pela Organização Mundial de Saúde (OMS). O diretor-geral da Organização Mundial de Saúde, Tedros …

Os Vikings podem ter fumado canábis enquanto exploravam a América do Norte

A descoberta do pólen de canábis perto de um assentamento Viking na Terra Nova levanta a questão sobre se os vikings fumavam ou comiam canábis enquanto exploravam a América do Norte. Os investigadores também encontraram evidências …

Marcelo confessa que vai ter “verdadeiramente saudades” da atual composição do Parlamento

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, confessou esta quarta-feira que vai ter "verdadeiramente saudades" da atual composição da Assembleia da República, salientando a centralidade inédita do parlamento na atual legislatura. Por ocasião do final …

Bebé Matilde vai ter alta do hospital esta quinta-feira

A bebé Matilde, que nasceu com atrofia espinhal muscular tipo I e tem estado internada no Hospital de Santa Maria, em Lisboa, vai ter alta esta quinta-feira. Os pais dizem ainda que não têm novidades …