/

Goldman Sachs prevê um campeão estreante no Euro 2020 (e já traçou o destino de Portugal)

5

Tibor Illyes / EPA

Portugal Campeão Europeu em 2016

Portugal foi campeão europeu em 2016.

Analistas do Goldman Sachs já sabem quem vai vencer o Euro 2020 que foi adiado para este ano, por causa da pandemia de covid-19. A sua previsão, com base em estatísticas, é de que o próximo campeão europeu será a Bélgica depois de eliminar Portugal nas meias-finais da prova.

Se as estimativas do Banco de Investimentos estiverem certas, a Bélgica vencerá em Wembley o seu primeiro título de campeão europeu, derrotando a Itália no prolongamento.

A previsão do Goldman Sachs é que Portugal seja eliminado nas meias-finais, precisamente pelos belgas, com uma derrota de 2-1.

O modelo estatístico do Banco de Investimentos teve em conta os desempenhos das várias Selecções presentes no campeonato em outros torneios e na fase de qualificação. Além disso, considerou ainda o factor casa no caso das Selecções que disputam jogos nos seus países.

A previsão foi feita a partir de uma base de dados com indicadores sobre 6 mil jogos desde 1980.

Em 2016, previu que Portugal cairia nos “quartos”

Aquando do Euro 2016, o Goldman Sachs previu que Portugal ia ser afastado por Inglaterra nos quartos-de-final da prova, enquanto a França seria campeã, derrotando a Espanha na final.

O Banco acertou na França como finalista, mas errou redondamente quanto a Portugal que venceu o Euro 2016 no reduto dos gauleses.

Para o Euro 2020, o Goldman Sachs vaticina que, na fase de grupos, Portugal será o primeiro do Grupo F, o chamado “grupo da morte”, com 7 pontos, 5 golos marcados e 3 sofridos.

A Alemanha será segunda com 6 pontos e “sairá do seu difícil grupo à frente de França, mas perderá depois para Inglaterra em Wembley, durante os oitavos de final”, apontam os analistas do Goldman Sachs.

“Como alemães, verificamos esta previsão várias vezes”, salientam ainda os líderes do estudo, Christian Schnittker e Sven Jari Stehn, conforme cita o Financial News.

Deste modo, as previsões indicam que França falhará a passagem aos “oitavos” com apenas 4 pontos, enquanto a Hungria não somará qualquer ponto.

Os analistas do Goldman Sachs apontam ainda que Portugal vai empatar com a França a 1-1 e que vai vencer a Alemanha e a Hungria por resultados de 2-1.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Nas eliminatórias, Portugal afastará o País de Gales com uma vitória por 2-1 e depois a Dinamarca, pelo mesmo marcador.

Mas, nas meias-finais, a Selecção lusa acabará afastada pela Bélgica, com uma derrota de 2-1.

A final será disputada entre Bélgica e Itália, com os primeiros a levarem o caneco com uma vitória sofrida no prolongamento.

A confirmar-se este prognóstico, Inglaterra e França vão ser os grandes fracassos do Europeu, uma vez que são as Selecções que partem como principais favoritas para o torneio.

Já Portugal tem apenas uma probabilidade de 9,5% de revalidar o título de campeão europeu, de acordo com o Goldman Sachs.

“Previsões altamente incertas”

De qualquer modo, “é difícil avaliar quanta fé se deve ter nestas previsões”, recordam os próprios analistas do Banco de Investimentos.

Até porque “as previsões são altamente incertas, mesmo com técnicas estatísticas sofisticadas, simplesmente porque o futebol é um jogo bastante imprevisível” e “é precisamente por isso que é tão emocionante de ver”, conclui a análise.

O Euro 2020 arranca a 12 de Junho próximo em Roma, com o embate entre Itália e Turquia no Estádio Olímpico. O torneio devia ter-se realizado no ano passado, mas foi adiado devido à pandemia de covid-19.

O primeiro jogo da Selecção Portuguesa é no dia 15 de Junho diante da Hungria no Estádio Puskás Ferenc, em Budapeste.

  Susana Valente, ZAP //

5 Comments

  1. “O Banco acertou na França como finalista, mas errou redondamente quanto a Portugal que venceu o Euro 2020 no reduto dos gauleses.”
    …não foi só o banco que errou, o Zap também.

  2. O vírus gosta de açúcar, portanto, considero perigoso o horário de fecho das pastelarias. A partir da meia noite e um minuto, o coronavírus ataca os queques, e, o café, o que toda a gente mais prefere.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.