Presidente da Macedónia recusa assinar alteração do nome do país

A não ratificação do acordo sobre o novo nome da Macedónia, até ao momento oficialmente designada Antiga República Jugoslava da Macedónia (Fyrom), na sequência da declaração da independência em 1991, já estava prevista.

Próximo da direita nacionalista, o Presidente Gjorgje Ivanov tem rejeitado qualquer compromisso com o vizinho grego sobre este complexo assunto que permanece nas agendas há quase três décadas.

A lei deverá regressar ao Parlamento de Skopje, e caso seja de novo aprovada, o cenário mais provável, o chefe de Estado será forçado aceitá-lo. Mas, por enquanto, ainda não o fez.

“De acordo com a Constituição da República da Macedónia, decidi não assinar a lei sobre a ratificação do acordo com a Grécia. O acordo torna a Macedónia dependente de um Estado terceiro, neste caso a Grécia”, anunciou o Presidente através de um comunicado.

Após a sua confirmação, o acordo será submetido a um referendo sem data ainda fixada. A direita nacionalista já apelou ao voto “não”.

O primeiro-ministro social-democrata, Zoran Zaev, um dos impulsionadores deste acordo e que dirige uma coligação governamental com partidos da minoria albanesa, já referiu que apresentará a demissão em caso de derrota do “sim”.

A legitimação total do novo nome da ex-república jugoslava implica ainda uma revisão constitucional validada pelo Parlamento e com a necessária maioria de dois terços, uma condição que o governo de Zoran Zaev não dispõe.

Em troca deste acordo, Skopje pretende obter o início das negociações de adesão à União Europeia (UE) e um convite para se juntar à NATO, ambições até ao momento bloqueadas pela Grécia devido ao contencioso político, histórico e linguístico.

No entanto, e caso o Governo seja incapaz de aprovar a revisão constitucional, “o convite da NATO é anulado e as negociações com a UE não vão acontecer“, preveniu o primeiro-ministro grego Alexis Tsipras.

Na Grécia, a maioria da coligação governamental ficou esta terça-feira mais enfraquecida devido à demissão de um deputado do pequeno partido da direita soberanista Gregos Independentes (Anel).

“Tomei esta decisão perante Deus e a pátria (…) vou prosseguir o meu mandato enquanto deputado independente”, indicou numa declaração por escrito Yorgos Lazaridis, deputado do Anel por Salónica, a segunda cidade grega no norte, capital da província grega da Macedónia, e onde o novo nome suscita protestos mais intensos.

A maioria governamental grega dispõe agora de 152 deputados – 145 do partido de esquerda Syriza e sete do Anel – num parlamento com 300 lugares.

“A maioria governamental não está ameaçada, permanece estável”, assegurou em declarações a rádio Kokkino, pró-Syriza, o porta-voz do Governo grego Dimitris Tzanakopoulos.

Em 23 de junho o Anel tinha perdido outro deputado, Dimitris Kammenos, expulso do partido por ter dado o seu voto à moção de censura apresentada pela oposição de direita Nova Democracia (ND), que se opõe ao acordo greco-macedónio patrocinado pela UE.

Apesar das acusações de “traição” pelos seus rivais políticos, Tsipras conseguiu ultrapassar a esta moção de censura.

A Grécia recusa que o seu vizinho seja apenas designado “República da Macedónia” e sem uma designação geográfica suplementar, por considerar que esse nome já pertence à sua província do norte do país.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Cientistas podem ter descoberto por que Beethoven ficou surdo

Ludwig van Beethoven começou a notar dificuldades de audição em 1798, com 28 anos. Com 44 ou 45, estava totalmente surdo. Aos 56 anos, o músico morreu e, até hoje, ainda não se sabe …

Tochas em Alvalade. Liga pede reunião de urgência ao MAI

O presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) solicitou, esta sexta-feira, uma reunião de urgência ao ministro da Administração Interna, na sequência dos incidentes no encontro entre Sporting e Benfica. "A Liga Portugal lamenta profundamente …

Moody’s mantém rating de Portugal acima do "lixo"

A agência de rating norte-americana manteve, esta sexta-feira, a notação financeira de Portugal em “Baa3”, acima de lixo, e a perspetiva em positiva. De acordo com um comunicado no site da agência, a Moody's assinala que …

Suspeitos da morte de jovem cabo-verdiano ficam em prisão preventiva

Os cinco suspeitos da morte do estudante cabo-verdiano vão aguardar julgamento em prisão preventiva, indiciados pelos crimes de homicídio qualificado e três tentativas de homicídio. A decisão, lida aos jornalistas cerca das 23h30 de sexta-feira por …

Cientistas descobriram o ponto fraco dos tardígrados

Os tardígrados, também chamados ursos de água, são conhecidos pela sua resistência. Mas um novo estudo revela agora que estes pequenos organismos também têm um ponto fraco: exposição de longo prazo a altas temperaturas. Em 2018, …

Detetadas "partículas fantasmagóricas" que o Modelo Padrão não pode explicar

O observatório IceCube, localizado no Pólo Sul, revelou que a Antena Antena Antártida de Impulso Transitivo (ANITA) detetou alguns "sinais muito estranhos" que "não pode ser explicados" pelo Modelo Padrão da Física. O projeto ANITA, …

Descoberto primeiro asteróide que se move apenas dentro da órbita de Vénus

Uma rede de telescópios robóticos operados à distância observou um asteróide que, além de ser o asteróide mais próximo do Sol, é também o primeiro asteróide descoberto que se move completamente dentro da órbita de …

Mark Zuckerberg tem medo do TikTok (e já se sabe porquê)

Mark Zuckerberg já deixou claro, mais do que uma vez, que não gosta do TikTok. No entanto, agora sabemos o que está por trás desta hostilidade pelo rival: a aplicação está a crescer muito, mesmo …

A empresa mãe da Google já vale um bilião de dólares

Esta quinta-feira, a Alphabet, empresa mãe da Google, conseguiu uma cotação na bolsa de 1 bilião de dólares, cerca de 900 mil milhões de euros. A Alphabet tornou-se, esta quinta-feira, a quarta empresa norte-americana a conseguir …

Cientistas criam "cimento vivo" capaz de se "curar"

Uma equipa de cientistas dos Estados Unidos criou um "cimento vivo" juntando areia e bactérias num material de construção capaz de se auto-reproduzir, de absorver dióxido de carbono e manter a resistência. "Já usamos materiais biológicos …