Macedónia chega a acordo. País já tem nova designação

fosim / Flickr

O primeiro-ministro da Macedónia, Zoran Zaev

O primeiro-ministro macedónio, Zoran Zaev, anunciou que a designação da ex-república jugoslava, resultante de acordo estabelecido entre a Macedónia e a Grécia, será República da Macedónia do Norte.

A Grécia e a Macedónia chegaram a acordo sobre o nome da antiga república jugoslava. “Temos uma solução histórica após mais de duas décadas e meia. O nosso acordo compreende a designação República da Macedónia do Norte para utilização universal”, disse Zoran Zaev, primeiro-ministro macedónio.

O acordo coloca um fim numa querela político-semântica de 27 anos. A nova designação deverá ser aprovada pelo parlamento macedónio e submetido depois a referendo.

Horas antes de divulgação da designação, o primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, anunciou que a Grécia e a Macedónia tinham chegado a acordo. “Temos um acordo, um bom acordo que cobre todas as condições colocadas pela Grécia”, disse Tsipras à imprensa, após uma audiência com o Presidente da República, Pokopis Pavlopoulos.

O Estado vizinho vai ter “um nome composto”, com uma referência geográfica, disse, sem dar mais pormenores. O nome será usado dentro e fora do país, uma das exigências da Grécia que, explicou, exige uma alteração à Constituição da Macedónia.

Quando a Macedónia se separou da Jugoslávia, em 1991, e adotou o nome de República da Macedónia, abriu uma guerra diplomática com o vizinho grego- Atenas nunca aceitou o nome, de tal forma que o nome formal ficou Antiga República Jugoslava da Macedónia, explica o Diário de Notícias.

Tanto o governo de Atenas como o governo de Skopje queriam chegar a acordo antes da cimeira da União Europeia, no final de junho. No entanto, o acordo tem ainda de ser ratificado em referendo na Macedónia e obter a aprovação dos parlamentos dos dois países.

Presidente da Macedónia e oposição a Governo rejeitam

O Presidente macedónio, Gjorge Ivanov, e o líder do principal partido da oposição, o conservador VMRO-DPMNE, rejeitaram esta terça-feira o acordo alcançado entre a ex-república jugoslava e a Grécia para denominar o país República da Macedónia do Norte.

Gjorge Ivanov acusou o primeiro-ministro macedónio de negociar de maneira irresponsável com o seu homólogo grego, e reiterou a sua recusa a uma revisão da Carta Magna.

“É um tema extremamente importante para os cidadãos da república da Macedónia e não é possível que se resolva por telefone um acordo pessoal entre os dois primeiros-ministros”, disse o Presidente da Macedónia. Ivanov afirmou que o acordo precisa de um amplo consenso nacional, para que “não viole a dignidade dos cidadãos“.

Também o principal líder da oposição ao Governo macedónio, Hristijan Mickoski, acusou o primeiro-ministro de “traição” ao “aceitar todas as exigências gregas” e reclamou a convocatória imediata de eleições antecipadas. Exigiu ainda que, em caso de referendo, seja vinculativo e não de caráter consultivo e prometeu que votará contra.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Queda de avioneta na Alemanha fez três mortos e vários feridos

Um pequeno avião Cessna caiu este domingo sobre um grupo de pessoas num aeródromo no centro da Alemanha fazendo pelo menos três mortos e oito feridos, anunciou a polícia. A avioneta atingiu as três vítimas mortais – …

Vacina da gripe já está disponível. SNS tem 1,4 milhões de doses

A vacina da gripe começa esta segunda-feira a estar disponível, sendo gratuita e sem necessidade de receita médica no Serviço Nacional de Saúde para pessoas a partir dos 65 anos, residente em lares e para …

Encontrado raro caracol fossilizado em âmbar com 99 milhões de anos

Uma equipa internacional de paleontólogos descobriu em Mianmar um caracol incrivelmente fossilizado em âmbar datado de há cerca de 100 milhões de anos - sendo, por isso, contemporâneo dos dinossauros.  Ao contrário da maioria dos …

Se não pararmos de comer carne, vamos acabar com o planeta

Cada cidadão deverá reduzir em 75% o seu consumo de carne de vaca, 90% de carne de porco, comer metade da quantidade de ovos e triplicar o consumo de sementes e frutos secos. Segundo um estudo …

Encontrado o mais antigo registo sobre Jerusalém

Especialistas da Autoridade de Arqueologia de Israel (AAI) encontraram uma pedra com uma inscrição de dois mil anos de idade na qual se lê "Jerusalém" em hebraico. Encontrada numa escavação subterrânea por baixo do Centro de …

NASA tem esperança que os ventos de Marte reanimem a Opportunity

Os ventos fortes, que se fazem sentir em Marte num determinado período do ano, poderão ajudar a limpar a poeira dos painéis solares do rover Opportunity, que está adormecido desde junho. De acordo com a …

Dormir muito é tão prejudicial como dormir pouco

Um novo estudo descobriu que dormir muito pode ter consequências tão prejudiciais para a saúde como dormir pouco, reduzindo igualmente as capacidades cognitivas.  Um grupo de cientistas da Universidade norte-americana de Ontario conduziu em junho de 2017 …

Cientistas desenvolveram uma retina humana em laboratório

Cientistas da Johns Hopkins University, nos Estados Unidos, desenvolveram a partir do zero tecido da retina humana para aprender como é que são compostas as células que nos permitem ver o mundo a cores. Os cientistas …

Asteróide deixa cientistas perplexos com a sua superfície incomum

Cientistas receberam os primeiros dados e fotos do rover MASCOT, que pousou recentemente na superfície do asteroide Ryugu, e ficaram completamente perplexos. Os dados obtidos apontam para uma quantidade extremamente baixa de poeira na superfície do …

Ossadas contam história de criança neandertal devorada por pássaro gigante da Idade do Gelo

Arqueólogos descobriram os restos humanos mais antigos já encontrados na Polónia. Análises posteriores revelaram pertencerem a uma criança neandertal que terá sido devorada por um pássaro gigante. Apesar de as ossadas terem sido recuperadas há já …